• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - Policia

[Casa do Bruno – Artur]

Juro que acordei pelo quanto estava excitado, acordei com vontade de bater uma punheta, mas foi a ocasião. Tinha algo de muito errado comigo, não há como negar.

Ao abrir os olhos, eu estava tão próximo de Bruno que sentia seu cheiro, nosso corpo soando de tão quentes, e pior sua bunda encaixada no meu pau de uma forma, puta que pariu.

Me afastei, e com isso a coberta fina se afasta e vejo o volume também na cueca de Bruno. Eu vesti minha calça e a camisa, ao pegar meu tênis ele acorda;

- Ouhn a bela adormecida acordou, que linda.

- Não enche Artur.

- Sei pai já foi? – Pergunto me sentando para colocar os tênis.

Ele se cobre, por causa do volume. E alguém mexe na porta, eu e o Bruno arregalamos os olhos, sem reação, ela se abre.

Era o irmão do Bruno, ele olha pra mim e depois para o irmão dele;

- Vai me levar na aula? – O pequeno fala me olhando.

- Vou! Espera lá fora Danilo.

Bruno fala jogando o travesseiro na porta, que ele logo fecha.

- Seu irmão agora ta pensando que você é gay, kkkk’. Falei rindo.

- Sim, que eu comi seu cu. Mano chega, meu pai já foi essas horas, vaza.

- É para já. – Falo pegando meu celular e saindo.

O Danilo estava na mesa da cozinha, comendo um pão e tomando café quando passei meio sem graça;

- E ai! – Falo olhando para ele.

- Oi. – Responde ele ainda mastigando.

Eu sai e tentando ligar pra Manuela, ao virar a esquina só ouvi um carro parar;

- Mãos na cabeça, vai, vai, vai. – Era a polícia! – Pra parede, vai viado.

Aquela hora da manhã, eles me revistaram e tudo, maior frescura. Me dispensaram pois estava com todos os documentos, bem não consegui falar com a Manuela, meu carro ao lado de fora, entrei e fui embora, pois ainda tinha que ir trabalhar hoje.


5 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia