• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - Pietro Dias de Alcântara

[Hotel Ibiza – Pietro]

Minha mãe a Ester queria pôr tudo ver a mãe do Artur, depois que comentei que vi ele na faculdade. Fomos até o hotel, logo após o almoço.

Sol estava alto, ela estacionou bem dentro do estacionamento que havia na frente, descemos e ao entrar dei de cara com o Artur logo na recepção, aquela boca pequena, fios do cabelo caídos na testa em seu penteado tentando ficar comportado, o nariz pequeno, e o sorriso lindo com aquele aparelho. Ao lado de fora também tinha uma garota, a mesma que vi no colégio, ela estava de calça jeans e um uniforme de pet shop;

- E ai mano... – Ele fala sorrindo esticando o braço, para me cumprimentar a moça que estava com ele olha, e ele continua. – Pietro tudo bem?

Aperto sua mão retribuindo dizendo;

- Joia cara! Está é minha mãe, se lembra dela, Ester? – Falo colocando minha mãe a frente.

Pessoal, os olhos dele brilharam, cheguei a ficar com ciúmes, ele saiu do balcão, e abraçou ela;

- Tia, quanto tempo, caramba. – Fala ele abraçando ela.

- Gente esse menino cresceu, está lindo Artur (...) – Esse foi um dos elogios que ela falou.

Aproveitando cumprimento a garota, que parecia simpática;

- Olá, sou Pietro. – Falo me aproximando.

- Eu sei, o Artur falou, sou Lara, prazer gato. – Fala ela com um sorriso.

Beijei seu rosto, e quando vejo ele entra na sala da gerencia com minha mãe, entrei logo atrás, sua mãe a Joana estava lá, conversamos, eu fiquei um pouco com elas. Mas o papo foi chato demais, então falei que iria no banheiro, me levanto e saio;

- Artur, onde tem um banheiro aqui? – Pergunto fechando a porta da sala.

- Segue o corredor, a primeira porta a direita. – Fala ele.

Que estava sentado em uns sofás com a Lara, conversando, bem tranquilo.

Pensei enquanto fui ao banheiro, eu tinha que me aproximar dele de alguma forma. Ao voltar, passei por eles bem devagar e disse;

- A conversa lá dentro, está doze anos atrasada, posso ficar aqui? – Pergunto sentando ao lado da Lara.

- Relaxa fica ai. – Diz ela, ele estava no celular.

- Espera ai! – Artur se levanta falando com um tal de Renato ao telefone, e sai.

- Então são amigos de infância? – Ela pergunta se virando para o meu lado.

- Sim, faz um bom tempo.

- Legal, está em Itapeva ah quanto tempo? 

- Lara, tem quase um mês.

- Tem uma festa de um amigo hoje, que tal colar lá? – Ela pergunta falando alto, para o Artur ouvir.

Ele se senta, e ela continua;

- Artur, não tem problema do Pietro ir na festa do Renato tem? – Ela fala gesticulando com a mão.

- Não, de boa.

- Coloca ele no grupo ai então... Seu número? – Ela fala anotando.

Bem eles me colocaram no tal grupo, onde teria várias informações da tal festa.

Minha mãe saiu da sala fomos para casa, e eu no grupo, acompanhando tudo, cara eu havia conseguido o telefone de todo mundo, e principalmente de Artur.

O pai do Artur é Deputado, quando minha mãe descobriu isso, quis porque quis se aproximar mais ainda, marcou um jantar na casa deles, se depender dela, voltávamos a ser vizinhos novamente, mas meu pai não era muito a favor da ideia.


7 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia