• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - O Beijo

[Condomínio Mont Blanc – Artur]

O futebol foi ótimo para eu colocar um fim na ressaca, o sol também estava muito quente, a pinga saiu toda no suor, rsrsrs.

Cheguei em casa com suor derramando, a roupa molhada, ainda fui correndo para o sangue não esfriar, a piscina estava muito top, quando sai de casa.

Cheguei ainda no pique do futebol, apressado eu pulei na piscina, porra que mergulho gostoso, melhor que gozar, rsrs.

Sabe quando você tem um dejavu? Foi muito estranho, cheguei a beira da piscina, fiquei olhando para a casa do vizinho e me veio a mente a noite do show!

O quanto eu fiquei louco. E fiz mais, foquei e me lembrei da merda que havia feito no dia, sim, não me recordava do que havia acontecido com o Bruno.

Fiquei em ponto de bala nesse momento, a cueca iria explodir!

Para piorar ouvi a voz deles, ao olhar para dentro vejo que ele e Camila chegaram, a raiva tomou conta e eles vieram para a piscina, dei mais um mergulho, e sai, me secando, enquanto os dois estavam deixando a toalha e coisas deles.

Me envolvi na toalha e passei por eles;

- Não vai pegar essas roupas suas não Artur? (...) Seu Porco.

Fala a Camila. Entrei e me troquei, fui ligar a tv do meu quarto e nada, aquela merda não estava funcionando de jeito nenhum, tive que descer.

Havia saído a temporada nova de “La Casa de Papel”.

Deitei na sala assistindo e tals.

Galera depois de um tempo, a Camila subiu para se trocar ou sei lá, e o Bruno ao meu lado na copa, calado, ele não falou nada, como se eu não existisse ali.

Camila ainda desceu e assistiu uns minutos comigo, e depois os dois saíram.

O Kaique havia falado com a prima dele, e ela me seguiu no instagram, puxei papo com ela, a garota parecia ser de boa, ficamos um pouco de conversa.

Lavei meu carro pois iria na casa do Pietro estudar, rsrs. Vocês sabem né. “Estudar”.

Depois de terminar a série, fui para meu quarto e fumei um, estava uma pilha por causa do Bruno, dentro da porcaria da minha casa e não falava comigo.

Com o beck peguei no sono, acordei com o celular chamando as oito e cinquenta da noite. Era o Pietro, olhei na tela e empurrei fazendo o aparelho cair no chão.

Fui acordar no dia seguinte! Tomei um café bem forte, e recebi a melhor das mensagens do Kaique.

Ele me convidando para almoçar na casa da prima dele, e chamou Lara também, parece que ela estava sozinha e tals.

Na hora, rsrs! Peguei a Lara e fomos para o endereço da garota;

- Falou com o Bruno? – Pergunta ela no caminho.

- Não, ele está dentro da minha casa e não fala comigo! A Camila até que tudo bem. Com meus pais na correria para a eleição nem ligam.

- Foda né Artur, é a mesma coisa se tu voltar com a Manue...

- Nem termina Lara, nem temina.

- Aqui, eu lembro, nessa rua, casa verde.. está.

- Acho melhor para naquela onde está o carro do Kaique não? Rsrsrs.

- Aff.

Entramos e só estava os dois, ficamos de papo até então decidir o que cozinhar, a Lara me deu um tempinho com a garota, Daniela! Eles saíram para comprar cerveja e algumas coisas para o almoço.

Fiquei de papo com ela na cozinha enquanto eu ajudava;

- Até que você dá para um bom cozinheiro em Artur.

- Rsrsrs, cala a boca, rsrsrs. Sou um cara de família, sei cozinhar melhor que tu garota.

- Hum, homem bom para casar então?

- Claro que não, ta me tirando? – Falei olhando para ela. – Sou homem bom de cama!

- Convencido!

- Não, sou de boa, cara humilde.

- Posso perguntar algo?

- Manda.

- Está esperando o que para me beijar?

- Você pedir. – Falo sorrindo.

Deixei a faca e legumes e beijei ela, pressionando contra a pia.

- EITA! Que esse almoço tá bom demais. – Grita a Lara entrando.

Mesmo com o grito eu não parei. A Daniela ficou rindo e tals, meio que sem graça.

Ela era meio doidinho igual a Lara sabem! Não liga muito para os outros, ou para outras coisas.

Eu e ela fizemos o almoço, o Kaique e Lara assando umas carnes, foi uma tarde foda.

Ficamos quase o dia todo lá. A tardezinha sentados juntos, na sala, terminando um filme, a Lara comenta, olhando os status no instagram;

- Eita, que o Pietro tá só o ódio, cheio de indiretas no status, rsrs.

Fechei os olhos, respirei e relevei, não tinha visto, mas sabia que era para mim, era quase uma certeza. Para piorar, a Daniela postou foto me marcando, e Lara “bateu ponto” com fotos do almoço no grupo.

Fui embora por volta de umas seis da tarde, e havia uns carros, um movimento, ao entrar meu pai na correria;

- Onde está seu celular meu filho? – Pergunta ele.

- Acho que no meu quarto, porque?

Ele desce as escadas e fala me entregando umas taças;

- Preciso da sua ajuda, sua irmã está decorando o jardim e quero que arrume a mesa.

- Para o que?

- Vamos fazer o aniversário de surpresa da sua mãe hoje.

- Ah, beleza.

Nem fui no meu quarto, ajudei aqui em baixo e tals, para me ajudar era festa com traje a rigor, terminei lá em baixo e fui me arrumar hora antes, odeio isso.

Me arrumei e tals, desci em cima da hora, ajustamos algumas coisas e o viado do Bruno chega, não sei como, mas ele estava com um terno foda, camisa florida, muito top, na boa.

E claro, Pietro e seus pais, adivinham? Ele estava bravo comigo, para variar as coisas. Peguei uma dose dupla de whisky.

Minha chegou trazida pelo meu pai e então pude sair do meio, fiquei um pouco na piscina onde estavam algumas pessoas e a Lara me chega atrasada.

Ficamos juntos um pouco sentamos em uma mesa perto da piscina;

- (...) eu gostei dela, é sem frescura, fala de tudo, é tipo a gente né Artur.

- Sim, Ficamos de papo até tarde, e acho que vamos sair de novo. Curte ela.

Na conversa sobre a Daniela, vejo o Pietro, então falei;

- Pisei na bola com o Pietro, acha paia eu pedir desculpas? – Falo baixo pra Lara.

- Ah, então é por isso que ele não veio aqui, acho que já passou da hora Artur. Você que pisou na bola, então deve desculpas.

- Vou lá.

Um garçom passou peguei uma taça e fui até ele, que estava perto do meu pai que estava de papo com ele;

- E ai Delegado Cesar, tranquilo?

- Joia Artur.

- Pietro posso trocar ideia contigo mano?

Ele faz que sim com a cabeça, e saímos para pouco longe deles;

- Queria pedir desculpas, por aquele dia, peguei no sono e meu celular está uma merda.

- Tranquilo Artur, passou.

- Não foi por querer, me desculpe.

- Tudo bem.

- Meu filho, busca aquele champanhe que sua avó me deu, vou usar ele para brindar com sua mãe. – Fala meu pai chegando em mim.

Ele diz batendo em minhas costas.

- Sim, senhor.

Falo saindo, deixei minha bebida e fui até o porão, que fica ao lado da cozinha, uma portinha, em um cômodo minúsculo a um andar embaixo.

A porta estava aberta, ouvi uma voz, desci desconfiado, era o Bruno;

- Fica ai Danilo, eu já estou indo... Esta surdo garoto, fica na sua, ninguém mandou você ir procurar chifre na cabeça de égua.

Ele estava muito bravo, nessa altura já havia me visto. Ele desceu por causa do som, era melhor lá. Liguei a lanterna do celular procurando a garrafa e comento quando ele desliga;

- Tudo bem cara?

- Vai ser educado agora que não tem ninguém vendo?

Bruno fala sendo rude;

- Estou sendo educado coisa que você não sabe como é né?

- Eu? Se liga cara. Você que virou a cara para mim igual uma garota emburrada, com ciúmes da Camila.

- Ciúmes? Podem os dois irem para a puta que...

- Olha o que vai falar, não quero descontar minha raiva em você. – Bruno segurou na gola de minha camisa me ameaçando.

Empurrei ele com força, mas Bruno não foi para muito longe, só uns metros;

- Coloca a mão em mim de novo eu quebro sua cara. – Falo apontando o dedo na cara dele.

Ele bate em minha mão, então eu tento acertar ele com um murro, Bruno desvia segurando minha mão;

- Iria mesmo fazer isso? – Ele pergunta se referindo ao murro.

Ao ver a situação, estava olhando no olho dele, que em um momento rápido a raiva sumiu. Me lembrei na noite do show.

Então eu o Beijei.

Foi um desarme, ele não teve atitude, somente soltou minha mão, não me empurrou nem falou nada, só correspondeu ao beijo.

Pude sentir os pelos aparados de sua barba, os lábios carnudos e sua língua.

- Artur, está ai embaixo? – Grita meu pai da cozinha.

- Sim, pai. – Falo me afastando, como em um reflexo de Bruno.


5 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia