• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - Maconha

[Jardim América – Artur]

Quando eu fumei maconha pela primeira vez, eu sabia das consequências que teria, tinha em mente que poderia piorar, e não seria nada fácil, mas quando a “vibe” começa a ser sentida, e nada na vida mais importa, tudo fica leve, você não tem problemas, não tem preocupações, é como se tele transportasse para outra dimensão. Hoje eu queria viver vinte e quatro horas do meu dia na “vibe da maconha”. Mas não posso e é impossível. Disse isso por saber e fazer ideia de tudo que poderia acontecer, caso eu experimentasse.

Mas diferente da maconha, que é um vício, depois da noite que fiquei com o Pietro, é como se meus olhos foram trocados. Como se alguém estava me “cegando”, e agora não mais.

Tive isso no futebol mais cedo, mas somente agora que me dei conta. Estava olhando a boca do Bruno, tipo fiquei frenético nela, imaginando me chupando, beleza, até ai tudo bem. Mas eu queria mais, mais proximidade, sentir mais o cheiro dele, era muito estranho.

Fomos embora a tarde, por ficar trocando ideias, e ele topou “namorar” de mentirinha com a Lara, para passar raiva na Camila, posso dizer, que isso seria muito interessante.

No carro, voltando para casa tive que falar com a Lara;

- Sabe que eu te amo né garota. – Falei colocando os pés no painel, ajeitando o cinto de segurança.

- Que foi Artur? – Fala ela rindo, sabendo que viria merda.

- Se o Bruno querer te levar para a cama você vai?

- Sim, eu acho ele um charme sabe Artur, já te falei isso.

- Então você namoraria, na real com ele?

- Sim, mas agora ele está fazendo isso por sua irmã, eu gosto dele, mas entendo que não é nada demais, e não posso me apegar.

- Como assim?

- Artur, está na cara que o Bruno ainda gosta da sua irmã. E o que vamos fazer é somente cena, não vai rolar nada.

- Se eu te contar uma coisa que fiz, você guarda segredo?

Estava chegando próximo ao semáforo, ela freio feio o carro;

- Fala.

- Garota quer me matar, relaxa.

- Que foi Artur?

- Lara me promete que não vai falar isso nem no seu leito de morte.

- Está me assustando garoto, o que você fez.

Respirei, olhando para ela, sentei direito no banco;

- Fiquei com o Pietro.

- Ficou... – Ela pergunta tipo, para eu completar...

- A gente transou.

Lara abriu um sorriso, estranhamente e falou;

- Como assim transaram, você e o Pietro?

- Transamos Lara, eu comi ele, ele me chupou e...

- Ei, ei, ei, sem detalhes por favor! Artur você não é gay! Porque fez isso?

- Não é questão de ser gay, rolou, sabe quando eu e você ficamos?

- É diferente.

- Não Lara, foi quase a mesma coisa, pintou o clima, e a gente transou.

- Ele é um homem Artur.

- Eu sei Lara, mas no momento, isso na verdade foi o que menos me preocupou, só fui conduzido pelo desejo.

- Para você deve ser tenso, essa questão do sexo.

- Todos os homens são como eu, amam sexo acima de muita coisa, mas Lara, meus princípios não me impediram de transar com ele sabe. Como disse rolou.

- Foi bom? – Ela pergunta com um sorriso.

- Foi Ótimo! – Falei imitando aquele meme.

Ela sorriu e disse estacionando o carro na frente da sua casa;

- Olha lá em Artur, o que vai aprontar, vamos sair hoje, beber, fazer qualquer coisa, beleza.

- Beijo.


6 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia