• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - Futebol com os Amigos

[Condomínio Mont Blanc – Artur]

Meus pais não estavam em casa na manhã de sábado. Iriamos jogar futebol o pessoal da nossa turma contra os do condomínio, eu havia marcado.

Acordei e troquei de roupas, desci as escadas olhando no grupo quem havia confirmado e ao virar o olhar para a esquerda o Bruno no sofá, todo feliz o corno, coitado.

- E ai Artur? – Fala ele se virando, e me cumprimentando.

- Fala Bruno. – Falei pegando em sua mão.

Passei por ele, e sentei na mesa, pegando a garrafa de café, a Camila estava atrás do balcão, fazendo uma vitamina ou algo do tipo;

- Você joga bola cara? – Pergunta ele.

- Sim, porque?

- Só que não tem cara de quem curte ficar soado.

Eu estava esfriando o café, e deixei a xícara apontando o dedo do meio;

- Zoando. Relaxa.

- Cola lá depois, vai ser aqui no condomínio, nas quadras la em baixo.

- Beleza, vou sim.

O meu celular chamou, era o Kaique;

- Fala mano.

- Artur, autoriza a nossa entrada aqui na portaria, seu porteiro ta “zika”.

- Falou.

Liguei lá, e eles entraram, três carros, isso tinha, Manuela, Lara, Elisa, Kaique, Pietro, Lucas, mano quase a faculdade toda.

Estacionaram na frente em casa, e fui cumprimentando e tals;

- Que isso, que você ta fazendo aqui? – Pergunto a Lara.

- Vocês são péssimos jogando bola, a gente veio para torcer, rsrs. Mesmo não sendo convidadas.

Eu ri elas foram entrando, pois ainda não estava na hora, os meninos me cumprimentaram também entrando, então, o Lucas veio.

Tirou os óculos e pegou na minha mão;

- E ai.

- E ai.

- Mano queria me desculpar aquele dia, por ter deixado vocês lá, e...

- Relaxa, já era. Chega ai. – Falo abraçando ele.

- Vai! Tira a roupa agora. – Grita a Lara da porta de casa.

Entramos rindo. A parte boa que aquele tanto de gente acabou com os planos da Camila, e claro que levamos o Bruno para jogar.

Tomamos café todo mundo, ou melhor, acabamos com tudo de casa, minha mãe iria me matar. As meninas lavaram as louças e descemos, andando mesmo.

Os meninos do condomínio estavam lá aquecendo, antes de começarmos. Apresentei todo mundo, já estavam bem de boa, até as meninas chegarem, sentaram e ficaram gritando. Tipo torcendo.

Começamos e tals, e foi até massa o jogo, pois não fizemos gol, nenhum, nem nós e nem eles. Então concordamos ao fim uns pênaltis.

Ainda cobrando o terceiro pênalti e empatados ouvi uns gritos, era as meninas, ao voltar o olhar elas estavam discutindo.

Eu e Lucas fomos até lá, era a Lara e Manuela;

- (...) Baixa é você querida, se eu disser um terço que sei de você, nem emprego de puta você consegue... – Isso foi Lara.

Mano elas arrumaram uma bagunça, que a Manuela foi para cima dela e tivemos que separar, até minha irmã abrir a boca;

- Sua interesseira de quinta, fica com o traficante para conseguir drogas! Sua “noiada”. – Cara isso saiu da merda da boca da minha irmã.

Todo mundo calou, eu olhei para ela com fogo nos olhos;

- Eu não uso essas coisas querida, mas garanto que qualquer droga que eu pudesse usar não me colocaria no seu nível, de trair o namorado com o priminho novinho. – Fala Lara.

Camila olhou para o lado, eu virei o olhar e o Bruno estava atrás de mim ao lado direito. Ele saiu e ela foi atrás.


6 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia