• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - Festa do Renato

[Festa do Renato – Artur]

Terminei meu banho, quando entro no quarto a Camila e meu pai entram juntos, invadindo mesmo;

- Ei, ei. Não batem é? – Falo segurando a toalha.

- Olha como fala comigo! Sua irmã quer ir nessa tal festa.

- E? – Pergunto.

- Só poderá ir se ficar de olho nela. – Camila estava de braços cruzados com um bico na boca.

- Não, obrigado. – Falo e meu pai vira as costas.

- Um mês sem te encher o saco. – Fala ela, bufando de raiva.

- Beleza, rsrs. – Falo sorrindo.

- Ela está sob sua responsabilidade, já sabe né Artur?

- Sim pai.

Coloquei uma camiseta longline branca, com pouco detalhe, um colar de couro, fiz um topete alto, calça jeans preta, e um perfume, peguei uma grana também deixando de reserva, desci e conferi a gasolina do meu carro. Como estava no final, voltei e fui no quarto do meu pai;

- Ei preciso de grana para gasolina. – Falo com a porta entre aberta.

- Encheu seu tanque na segunda Artur. – Fala ele.

- Estou de motorista da Camila a semana inteira pai.

- Vou pegar esse seu carro e vai andar de bicicleta Artur, isso sim. – Fala ele abrindo o cofre dentro do guarda roupas.

- Tem dinheiro na carteira não? – Pergunto.

- Não, sua irmã e sua mãe pegaram tudo.

Ele me entrega duas notas de cem reais e fala;

- Enche o tanque, e não me venha pedir dinheiro mais esse mês.

- Haha valeu. – Fechei a porta do quarto, e bate no de Camila, que era de frente.

- Camila, ta pronta? – Falo abrindo a porta.

- Sim. – Essa foi a resposta.

Ela pegou a bolsa, voltou passou batom, limpou, passou outro, algo no rosto, ai descemos as escadas, ela volta, pega o carregador do celular, quando eu liguei o carro ela fala;

- Ai deixei a janela do meu quarto aberta. Espera ai.

- Não, fica ai, se chover vai dormir na sala, Deus me livre. – Falo saindo para ela não abrir a porta.

Busquei a Lara e durante todo o percurso a Camila ficou de papo com o Bruno;

- Deixa o cara dirigir, ele precisa das duas mãos sua tapada. – Falo pegando o celular dela.

- Bruno dirige muito melhor que você... Ei Artur me deixa na casa dele? Vamos de lá.

- Ahhhh não. Relaxa ai. – Falo buzinando na casa da Lara.

Estacionei quase dentro da casa na chácara do Renato, pois havia barro por vários lugares do estacionamento, elas desceram e eu voltei.

Olhei ao redor procurando o carro do Lucas, e nada, olhei nas pessoas que estavam por lá, ele não havia chegado.

A casa era grande, estava fechada, os frízeres ao lado de fora, com mesas de comes e bebes, uma para se servir, e algumas mesas espalhadas pela área, ao lado direito a piscina e uma pequena área onde havia uma churrasqueira. Tinha luzes negras espalhadas por vários lugares, dois canhões de luzes e a piscina lotada de balões.

Procurei então o Renato para trocar ideia com ele. Que estava tirando uma foto perto da piscina com a Camila;

- (...) ele já vem gata relaxa. – Dizia ele para ela que saiu logo que cheguei.

- E ai irmão. – Falo abraçando ele.

- Fala Artur, só de boa cara?

- Bem, mano aqui ficou muito louco.

- Valeu irmão, ei senta ai! – Diz ele sentando em uma mesa perto. – Bebendo o que?

Fala ele se curvando para olhar meu copo;

- Energético, não dormi direito essa noite, estava com a Elisa, conhece ela? – Pergunto mostrando a bebida.

- Sim, vi ela por aqui, cadê ela...

- Que ótimo já tenho esquema aqui então, rsrs.

- Vai pegar o seu agora? – Fala ele mostrando o “Beck”.

- Não, vou dar ideia na Elisa primeiro, e tenho que ganhar do Lucas no Truco, ele não chegou ainda, pego mais tarde com você falou.

- Beleza, ei, dá ideia na Lara para mim lá cara.

- Pode deixar.

- Ei Artur, conhece aquele cara lá? De papo com a Lara? – Renato apontava para o Pietro que acabara de chegar.

- Sim, brother meu, relaxa mano, ela não curte cara daquele jeito. – Comento com ele.

- Como assim? O que tem ele?

- Não tem atitude, Lara gosta de homem. – Falei para ele deixar o cara em paz.

Outro cara nos interrompe, aproveitei a deixa para sair e ir, procurando minha irmã, ela estava com Manuela na entrada, cheguei nela segurando em seu braço e falando perto do ouvido dela, a Manuela chegou a se afastar;

- Mana não vai beber muito, papai deixou você na minha responsabilidade, se liga em.

- Ta me deixa Artur, não vou beber.

- Esperando quem?

- Ninguém ele chegou. – Fala ela indo em direção aos carros.

Ouvi meu nome, era a Lara, gritou de longe. Ela estava na mesa com o Pietro e a Elisa, eu peguei a tequila que havia trazido e fui até eles;

- Que manda? - Pergunto com a garrafa debaixo do braço.

- Vamos jogar truco, senta ai, você e Pietro, contra eu e Elisa. – Fala ela.

- Quero fazer par com a Elisa. – Falo passando a mão na nuca dela.

- Se a gente perder tiramos a roupa. – Fala a Elisa.

Abri um sorriso e pergunto;

- Sabe Jogar? – Falo olhando para Pietro.

- Sim. – Ele piscando.

Olhei ao redor e tinha só desconhecidos, o Renato sumiu, então;

- Vamos deixar isso bem animado. Vou pegar limão e sal. – Falo saindo, enquanto eles separavam as cartas.

Galera eu e o desgraçado do Pietro perdemos de lavada, tipo sem chance, de revanche ou algo do tipo.

Na última rodada, estávamos de cueca ambos, as meninas de short e saia, mas sem blusa.

- Graças a Tequila não to com frio. – Comento.

Era a última jogada, se perdêssemos iriamos ficar pelados, então tentei reverter a situação;

- Se a gente ganhar essa vocês beijam na boca? – Falo tentando negociar.

- Não, estão perdendo, não podem escolher. – Fala a Elisa.

- Se a gente ganhar vocês se beijam? – Fala a Lara.

Olhei para o Pietro, e olhei no meu baralho, eu tinha uma “Espadinha”, ele me deu o sinal do “Zap”, o Quatro de copas, então eu sorri e falei;

- A gente aceita, eu beijo o Pietro de língua. – Galera eu estava bêbado já.

A Elisa joga o Sete copas, eu então grito, interrompendo ela e atravessando na frente da jogada do meu parceiro;

- TRUCO? – Falei olhando para ela.

- Eles estão “casados”, com o casal preto só pode. – Fala a Lara. – Não, vamos jogar mais, pode mostrar. – Fala ela toda brava.

- Tem que pagar para ver. – Falo quando ela se levanta.

- Vamos? – Ela pergunta para a Elisa. Vamos!

Mostrei minha carta e ele a dele, haha. Lara tem atitude ela deu a volta na mesa, fazendo graça, e passa a perna sobre a Elisa sentada e se beijam.

E que porra de beijo, a Lara pegou pesado, ela deu um puta beijo na Elisa descendo até o pescoço, eu de cueca fiquei excitado.

Coloquei minha camisa para disfarçar, elas viram e começaram a rir;

- Você é nojento Artur! Nojento. – Fala Lara.

- Que nada, olha aqui você gosta. – Falo mostrando o volume na cueca branca.

Só sinto um abraço e caímos na agua fria da piscina, era o viado do Lucas. Ao cair, molhamos várias pessoas.

- Perdeu cara, a Elisa beijando a Lara, você perdeu cara. – Falo ainda na piscina segurando no ombro dele.

- Haha, eu gravei, Eu gravei Artur. – Ele fala mostrando o celular molhado.

Olhei aquilo todo estranho;

- Seu idiota, molhou o celular, seu burro. – Falei alto.

Todo mundo começou a zoar ele, que saiu da piscina correndo e foi para dentro secar o aparelho.

Quando fui procurar a Lara que estava no banheiro, chamei na porta e ela pede para esperar.

Logo sai e alguém pede licença;

- Mano deixa eu passar aqui. – Era o Pietro sem camisa.

Cara ele tinha um tanquinho massa, tudo em cima, Lara chegou a comentar;

- Que isso em Pietro, delicia em. – Ela também estava bêbada.

- Até eu fiquei com inveja, rapaz! – Comento batendo em suas costas, quando ele entra no banheiro.

Eu e Lara pegamos alguns petiscos na mesa de frios e sentamos;

- Renato está na sua, que acha? – Falo ao sentar.

- Não faz meu tipo. – Ela fala no celular.

- Custa nada dar só uns beijos Lara.

- Olha onde estamos Artur, acha que ele vai querer só beijo, eu não estou com saco para sexo hoje, quero só beber, e muito. – Fala ela.

- Tudo bem, não falo mais dele.

O Lucas vem e pede para colocar as coisas dele no meu carro, deixei suas coisas la dentro e voltei para a mesa, a Lara olhando para perto da piscina;

- Nossa quem é aquele? – Ela pergunta segurando em meu ombro.

- Aff, ta zoando comigo né?

- Que foi?

- É o Bruno, namorado da minha irmã, pensei que conhecesse ele?

- Não, queria eu conhecer, gente ele é uma delícia, não é?

- Ta me tirando Lara? – Falei puto com ela.

- Que isso Artur, eu só estou falando, não precisa ficar assim. Nossa.


13 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia