• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - Dedo Duro

[FAIT – Kaique]

Na aula, o professor pediu uns minutos para trazer a prova, nós ficamos de papo e como eu estava sentado de frente para a porta vejo o Pietro passar, me levantei e fui até ele, que ficou na porta da sala da Lara;

- Ei Pietro, Beleza! – Falo cutucando ele.

- E ai Kaique joia? – Ele pega em minha mão.

Como eu já havia falado com a Lara, nem a cumprimentei, então falo;

- Posso falar contigo? – Falei segurando no braço dele.

- Sim, claro. – Ele responde.

Nos afastamos da Lara que estava com umas meninas da sala, e mais afastado eu falo;

- É sobre aquele dia na minha casa, quero dizer que não penso em outra coisa Pietro. – Falei meio que mordendo os lábios por dentro.

- Ah sei. – Ele estava meio aéreo, olhando ao redor.

- Então o que me diz? – Pergunto.

- Sobre o que?

- Você também pensou sobre? – Eu já estava ficando puto.

- A gente pode conversar outra hora Kaique, não estou com... – Pietro não terminou de falar e ouvimos um barulho.

Um movimento de pessoas, o Pietro correu, eu cheguei e era o Artur e Lucas.

Eles haviam se atracado, quando me aproximei o Lucas havia dito o seguinte;

- Sei de você e .... – Lucas não terminou de falar o Artur foi para cima dele.

Mas ao invés de bater, segurou firme ele, e falou alguma coisa, o Bruno ajudou a separar, e eu e Pietro, mesmo sem entender. O professor dos meninos chegaram e meio que dispersando o Lucas fala;

- Foi o Artur, ele entregou o Renato para polícia, foi ele Pietro que falou tudo para o seu pai. – O Lucas gritou isso apontando para o Artur.

- Ficou maluco cara? Olha o que está inventando! – Artur fala para Lucas.

- É isso ou... – O Lucas estava blefando, mas o Artur não pagou para ver!

Só entendam, o Renato fornecia droga para quase todas as turmas, ele era conhecido, e houve uma comoção pela sua morte, e o Lucas dizer isso, era fazer o Artur ser mais rejeitado, ridicularizado e odiado pelos cursos. Mas poucas pessoas, as mais próximas, sabiam que era mentira, mas não entendia o porquê Artur ficou calado.

[FAIT – Bruno] Depois da confusão, fui ao meu carro, havia levado a Lara na faculdade, foi uma carona de última hora, realmente não estava rolando nada sério entre a gente. Lembro que ao abrir a porta do carro, fui surpreendido pelo Artur; - Bruno. – Fala ele vindo dos corredores das salas. - Fala. – Digo entre a porta do carro. - Sobre aquilo que o Lucas disse... - Relaxa, eu seu que é mentira, fica tranquilo. - Valeu. – Artur se aproxima e pega em minha mão. - De boa. – Falo entrando no carro. Ao fechar a porta ele bate no vidro; - Sabe cara, sonhei com você essa noite. Que te encontro aqui no estacionamento e ia me dar só um beijo mas como o sonho era meu, transamos. Rsrs. – Ele fala, naturalmente e rindo. - Qual é a graça? - A cena de você dando para mim! Na minha cabeça. - Isso era para ser engraçado? – Pergunto. - Foi uma brincadeira Bruno, relaxa. - Igual ao beijo que me deu enquanto eu dormia?


5 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia