• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - Ao lado de Artur

[Chácara Renato – Artur]

Na chácara onde ficava a caixa de agua, bem ao lado da casa, tinha um espaço bem pequeno onde tinha uma vista muito linda, estava sentado la com o Lucas, nós estávamos fumando um “beck” .

Já terminando, eu precisava esfriar a cabeça, pois o Bruno ficou na minha cabeça a festa inteira, e eu não havia pegado ninguém.

Logo terminamos e ficamos de papo, sentados com os braços cruzados na grade olhando para baixo, então o Lucas fala;

- Porra. Porra os cara preta Artur! – Ele me cutuca olhando para o lado.

Eles estavam entrando já, descemos rápido, havia dois carros de polícia, quando chegamos no chão eles encostaram, os policiais desceram, eu pensei, pronto to fodido, a Camila de menor e tinha droga com o Bruno que estava com ela.

Fiquei na “encolha” com o Lucas e vimos o Pietro ir falar com os policiais, um em especial, o Renato apareceu na janela do quarto e falou;

- Estão revistando a galera? – Pergunta ele preocupado.

- Não, estão... Estão indo embora, o Pietro falou com eles. Eles foram embora. – Falei olhando de rabo de olho.

Pietro voltou desconfiado, uns bêbados bateram palmas para ele, rsrs;

- Que foi lá mano? – Perguntei chegando nele.

- Meu pai Artur, ele é policial esqueceu? Rsrs.

- Cara não fazia ideia. – Falei batendo nos peitos dele.

- Foi transferido de volta, agora é chefe da polícia civil aqui, vão dar um tempo para a gente. – Ele fala com um sorriso.

O Renato saiu e veio falar com ele, tipo agradecer sabe, em seguida a Lara sai de dentro arrumando o cabelo, passei a mão no pescoço dela e saímos, disfarçado, pergunto;

- Como foi? – Falo sacaneando.

- Cala a boca, posso dormir no seu carro?

- Sim, vai lá.

Entreguei as chaves e ela saiu, com dificuldade, então o Kaique me chama;

- Ei mano, vamos jogar um vôlei, eu você o Lucas, chama o Renato. – Ele fala, passando por mim.

Olhei ao redor, procurando e tals, e vejo o Pietro conversando com minha irmã;

- Mano, vamos lembrar os velhos tempos, vai ser meu parceiro. – Nem perguntei, sai arrastando ele.

Pulamos na piscina, era eu e Pietro, contra Kaique e o cuzão do Bruno.

- Mano não podemos perder essa de jeito nenhum. – Falo no ouvido do Pietro.

- Falou.

Começamos, e a Camila até veio para marcar os pontos, pois ficou emocionante naquela piscina. Haha consegui soltar uma “bomba” na cara do Bruno, ele ficou puto e saiu da agua, não queria jogar mais, o que deu a vitória para a gente.

[Festa Renato – Pietro]

De madrugada, o Artur havia sumido com a Elisa, e a Camila aproveitou a deixa e foi com o Bruno, eu fiquei de papo com o tal Renato.

Um homão, alto, aparentemente descendente de alemão, cara bem “rustico”. Havia algumas pessoas ainda, quando pedi para dormir lá, estava tarde, e não iria pedir UBER, onde estava, ele entra comigo procurando quartos e nada, então abriu uma das últimas portas do corredor, o Artur estava deitado sozinho na cama.

- Acho que vai ter que ficar com seu Brother ai, o outro quarto é meu.

- De boa, obrigado.

Entrei, e fique com uma dúvida, olhando ele deitado lá, de short bem folgado, nem sei onde ele havia arrumado aquilo, percebi no chão ao lado um cigarro de maconha, e um copo com algum liquido pela metade.

A luz da lua entrava no vidro da janela, o som estava alto, mas o sono o calava.

Peguei o travesseiro do seu lado e coloquei para ele não virar, pois eu iria tomar um banho, e Artur fala, acho que sonambulo;

- Bruno? – Com uma voz diferente.

Fiquei na minha, não queria acordar ele. Eu tomei o banho em um dos banheiros. Para tirar aquela agua de cloro do corpo.

Ao voltar, o Artur estava sem o lençol, e percebi o volume sob o short, caramba subiu um calafrio.

Deixei o celular de lado, junto com minha roupa, peguei o travesseiro e até empurrei um pouco uma de suas pernas, ele não acordou, fez nenhum movimento, realmente estava “morto”.

Eu deitei e quem disse que consegui pegar no sono, com aquela imagem na mente, para piorar, eu olhei por várias vezes para aquilo tudo do meu lado.

Com aquele sentimento de arrependimento se não fazer nada, sabem, eu.

Então decidi colocar a mão. Fiquei de lado na cama e lentamente fui subindo a mão, que passou na altura do umbigo e desce, sob o short, tocando aquela pele quente, sem apertar, somente para ter certeza de ele estar dormindo.

Artur não teve qualquer atitude, então passei a mão pelo elástico, senti aquele membro dele, quente, e estava muito duro, como se estivesse tomado um Viagra, rsrs.

Apertei lentamente, e fiz poucos movimentos, ao passar um dos dedos na glande, percebi que estava bem húmida. A esse ponto eu me tremia todo de medo, de ele acordar, eu só precisava ver, levantei seu short, e lá estava ele, curvado para o lado esquerdo, em uma espessura que envolvia toda minha mão.

Quase morri do coração quando ele se movimenta, Artur inspirou forte e desceu a mão dentro do short, segurando o membro, e ainda continuava a dormir. Era minha deixa, fiquei na minha, morrendo de vontade, mas fiquei na minha.

Só não pensei em uma coisa, a principal dela. Ao acordar na manhã seguinte, por volta de dez e quarenta, sinto seu braço por meu ombro, logo percebi que Artur estava abraçado comigo, sem coberta, corpo a corpo, eu sentia aqueles pelos da sua perna em minha coxa, o pouco volume, mas sentia ele. Uma mão embaixo da minha cabeça e a outra pelo meu corpo.

Sinceramente nem sei como chegamos a esse ponto, foi ai que ele acordou, respirou se espreguiçou, eu fingi ainda dormir, não estava com coragem para olhar para ele. Artur segurou na minha cintura  me encoxando, possivelmente ele pensou ser outra pessoa. 

Porque eu vi quando ele se afastou;

- Merda! – Ouvi um bater no piso, ele havia caído da cama.

Com o barulho eu olhei, fingi que acabara de acordar;

- Que isso cara? – Pergunto olhando para ele sentado no chão.

De olhos arregalados Artur me olha;

- Foi mal, cai da cama Pietro. – Ele fala se levantando.




Me sentei na cama, pegando o celular, e ele estava vestindo a roupa todo assustado, logo saiu, despedindo rapidamente.

5 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia