• @rgpatrickoficial

Vivendo no Escuro - A Casa

[Casa Paulo – Bruno]

- E depois de tudo, ele vai voltar Bruno?

- Sim, pai.

- E você, estava indo para São Paulo por ele?

- Eu estava indo para São Paulo por nós.

- Fico feliz que fique, muito, mas e agora? O que pretende fazer?

- Artur deixou a Roseane cuidando do “Ibiza” até ele resolver tudo na capital, provavelmente no fim de semana ele está de volta, definitivamente. E eu vou ir na FAIT, dar uma conferida nos cursos para o próximo semestre.

- Entendo meu filho, ele terminou os estudos?

- Não, vai voltar também, acho que Artur nem mesmo “trancou” a matricula aqui.

- Converse direito, vai dar certo, fique tranquilo.

- Valeu... Então, vamos dar um jeito nesse EcoSport, antes que o Fabio liga novamente?

- Vamos sim.

Bem durante a semana, acabei ajudando muito o Artur, indo ao hotel pegar uns documentos com sua mãe, e ela acabou passando milhares de coisas para mim, pois ele não voltaria a tempo. Tempo da viagem dela.

- Esta pilha Bruno, e essa são de arquivos, a Roseane sabe. – Fala a Joana.

- Certo, mando eles para o arquivo morto correto?

- Isso.... Está é a chave da casa onde eu estava com a Camila, a propriedade está no nome do Artur e da irmã dele, fica na rua de trás, falei com ele que pode ficar nela.

- Certo.

- Acho que é isso.

Sai do hotel e fui pegar o Danilo no colégio, no caminho o Artur me liga conversei e expliquei da casa, mas como estava dirigindo entreguei o celular para o meu irmão;

- Certo... Nós passamos lá Artur, pode ficar tranquilo, não que isso... Até. Tchau. – Danilo fala desligando o celular. – Volta, vamos ver como está a casa, ele pediu para dar uma olhada.

- Te falar viu, você e o Artur estão abusando da minha boa vontade, rsrs.

Voltei para o Centro para a tal casa que estava com a chave, bem o endereço que a Joana passou era na quadra atrás do hotel, uma casa normal até grande.

Ao entrar estava fechada a um bom tempo, haviam vários moveis, quase toda mobilhada;

- Esse povo joga dinheiro fora, olha isso Bruno.

- Não mexe Danilo, ele pediu só para tirar as fotos foi?

- Sim, dependendo ele iria alugar.

- Tira ai, que estou quase sem bateria, vou dar uma olhada lá fora.

Ta.

Mano acredita que, eu, Danilo, Gustavo e até o Pietro veio ajudar a lavar a casa, foi uma geral, na boa, as paredes da cozinha, banheiro ficou foda, rsrs.

No dia da mudança até a Lara veio ajudar, Artur chegou com suas coisas na manhã de sábado, terminamos de arrumar a bagunça por volta de oito da noite, mortos literalmente.

- E agora Lara, vai ficar tranquila, sozinha em São Paulo? – Pergunto.

Estávamos os três sentados no fundo da casa, onde havia uma área de churrasqueira;

- Bem, a ideia inicial era ficar sozinha por lá, Artur não vai fazer falta. – Ela fala sorrindo.

- Vai se foder, veio chorando o caminho inteiro. Rsrs. – Ele retruca ela.

- Não, tudo bem, as coisas para mim, lá estão se encaminhando, e pelo jeito para vocês também. Vai morar com o Artur Bruno?

- Vai Bruno? – Artur fala reforçando a pergunta.

- Não sei, acha que é uma boa? – Questiono olhando para ele.

- Também não sei, rsrs.

- Acho melhor por enquanto ficar como está as coisas. – Falei.

- Aff, que frescura! Bruno vai dormir aqui todo dia, não vai sair daqui, e vocês nessa frescura, se não rolar Artur tem a Manuela e o Bruno, rsrsrs, vai ter que ir longe buscar a dele viu.

- Nossa depois dessa vou tomar um banho. – Artur fala se levantando e saindo.

- E você tem que morrer para ir atrás do Renato né!

- Não idiota, não tínhamos nada.

- BRUNO você usou o banheiro e deixou a tampa do vaso levantada, quantas vezes eu preciso falar com você? – Gritou o Artur de dentro da casa.

Olhem que assustei, só depois fui entender;

- Calma Dona Joana, já vou. – Falo entrando.

Ele aponta o dedo com um sorriso no rosto. Eu e a Lara saímos e compramos umas pizzas. Depois de comermos ainda ficamos de papo, até seguir para dormir, isso por volta de meia noite.


5 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia