• Richardson Garcia

Um Recomeço - Capitulo 6

- Você não queria? Então.

- Ah é assim?

Marcelo se levantou me beijando e me virou de costas eu fiquei de quatro na cama ele massageava e passava a mão pelas minhas nádegas e passava os dedos na minha entrada!

Ele me encochou e beijava meu pescoço, suas mãos passando pelo meu peitoral e seu membro me sarrando atrás todo babado, eu estava delirando de tesão, me abaixei com a cabeça apoiada na cama e ele, começou a me penetrar, a primeira vê doeu mas acho que pela posição eu tive que literalmente "morder a fronha", Marcelo fazia um espetáculo travado em mim, ele passava as mãos por minhas costas e quando percebeu que seu irmão havia saído com o bater da porta e o apagar das luzes, eu desejei que ele voltasse, Marcelo virou um mostro, bombava em mim como nunca eu gemia alto, e pra completar sinto um belo de um tapa que senti sua mão pegando minha nádega direita por inteira, eu dei uma olhada pra ele, Marcelo me trouxe até ele beijando e anunciou que iria gozar, foram alguns jatos dentro de mim, Marcelo indo em direção ao banheiro ele para e olha para trás;

- Casa Comigo?

Eu rindo empurrei ele tomamos um banho e acabei dormindo por lá, acordo cedo com ele se arrumando;

- Já vai?

- Thiago são 08h30min horas da manhã.

Pulei da cama vesti minha roupa e iria saindo do quarto quando vejo Kened sentado com uma garota;

- Bom Dia.

Disse eles sendo educados;

- Vamos tomar café?

- Thiago está atrasado!

Gritou Marcelo;

- É Marcelo desde ontem.

Kened rindo me apresentou a garota;

- Amor este é o Thiago Monteleoni, meu supervisor.

- Prazer.

- Prazer, vou cortar seus fins de semana se continuar a me passar vergonha assim viu. Desculpe.

Quando pedi desculpas para ela pela situação, Marcelo passa me da um tapa na bunda, eu abaixei peguei uma sandália e rapidamente acertei ele que caiu no chão do lado de fora do apartamento,

- Puta que pariu.

Coloquei a sandália onde peguei, fechei a porta e para irmos fomos embora;

- Minha cota de mico estoura quando estou com você. Viu a cara dela?

- Não, só tenho olhos pra você.

Marcelo me deixou sem graça novamente. Ele me deu carona até em casa e foi pro Hospital, troquei de roupa e fui pra revista, como faltava pouco para nossa festa aquilo estava uma loucura saindo tarde e chegando cedo.

Alguns dias se passaram, lembrando que já era o dia do evento. No dia em questão eu havia passado do horário no escritório, mas ainda tinha algumas pessoas, quando ouço um bate boca no corredor;

- Não precisa me anunciar tudo bem!

- Desculpe senhor não pode entrar aqui.

Eu quando olhei fiquei pouco constrangido, Junior estava barrando Marcelo, tudo bem por ele não conhecer e tudo mais;

- Já falei, não toca em mim, e não aponte esse dedo novamente. Não estou invadindo nada, Thiago me aguarda...

Ao me ver, Marcelo estava possesso;

- Thiago, dá pra amarrar ele?

Junior só olhou pra mim eu confirmei e Marcelo veio soltando fogo;

- Kened disse que viria comigo até aqui, mas se eu soubesse desse pela saco, eu não recusaria a companhia.

-  Desculpe Marcelo, ele não é assim.

- É novato?

- É o Junior.

- Era só o que me faltava.

- Desculpe, não quero falar dele, me diga o que o cavaleiro reluzente veio fazer aqui no meu castelo?

- Vim te buscar no trabalho, já que vamos passar a noite um longe do outro na festa!

- Estou terminando, jaja saímos.

Junior havia marcado até salão de beleza pra mim no dia, sai e fui direto, Marcelo foi para casa se arrumar e auxiliar Kened;

O coquetel começaria mais cedo, pela importância do evento, Junior e a equipe de maquiadores e estilistas da revista estava na minha casa, depois que eu estava pronto, se pudesse Junior me colocaria em uma cristaleira, tanto que ficou puxando saco;

- Seu carro está aguardando, vamos Thiago!

- O que deu em você?

- Como assim?

- Cadê a limusine e as suas frescuras?

- Você irá com batedores!

- Junior sem essa, não! Tá maluco?

- A ideia não foi minha.

- Junior eu ganho 30 mil por mês, não 1 milhão, quer chamar a atenção pega uma melancia pra mim.

E a discussão se prosseguiu no elevador sem sucesso, entrei no carro e quando chegamos alguns seguranças junto comigo, estávamos com os holofotes que precisávamos;

- Junior acha o Kened pra mim.

- Sim Senhor.

Dei algumas entrevistas e conversando com jornalistas, sendo o máximo sarcástico que eu pudesse, vejo um alvoroço próximo a mim, ainda no tapete falando com uma jornalista, e não acreditei quando olhei para minha direita, pessoal o Marcelo havia chegado e a atenção que ele chamou dos fotógrafos foi muito maior que a minha, só ouvíamos seguinte, " Dr. Marcelo, aqui, olha aqui! A sua direita, aqui Dr."

De terno preto ele esbanjava aquele sorriso magnífico;

Passou por mim Cumprimentando com um aperto de mal super casual, e minha vontade de rir neste momento, logo eu também acabei por entrar;

- Me chamou?

- Todos estão aqui?

- Sim, você e Marcelo eram os últimos, Junior levará você para cumprimentar umas pessoas e depois o pronunciamento.

- Tudo bem. E Kened está tudo perfeito.

- Obrigado.

Kened saiu e Junior me acompanhou no puxamento de saco, falei com algumas pessoas diretores, pessoas influentes e tudo mais. Até o começo do discurso quando Kened subiu ao palco;

- Olá sou Kened Liriato, Diretor de criação da revista Borges Landeiro, e vim aqui para agradecer a presença de todos espero que estejam preparados para esta noite, para os cumprimentos formais, chamo o nosso editor chefe Thiago Alves Monteleoni.

Depois das poses para as fotos fiz um breve pronunciamento.

- Obrigado Kened! Em pleno século 21 as pessoas me param na rua e perguntam, como conseguimos manter uma revista impressa nesta era digital que vivemos atualmente? Onde papel se transformou em computador, onde as páginas estão a um deslize nas telas Touch Screan? Sabem o que eu respondo, nós oferecemos o que as pessoas querem, notícias, moda, esportes e tudo que é publicado(...)

Falei uns 13 minutos e Kened deu continuidade no evento, eu me sentei novamente e em alguns minutos as luzes se apagaram, e o palco deu lugar à pista de dança, e alguns canhões de luzes iluminaram os funcionários da revista que estavam mascarados e fantasiados e claro Marcelo estava no meio da bagunça, a música começou e eles tiraram algumas pessoas para dançar, eu fui chamado por uma secretaria que estava fantasiada de "diaba", depois ainda dancei com mais algumas garotas, e a festa se prosseguiu espetacular, eles meio que fantasiaram as pessoas também, foi bem interessante;

Kened conseguiu fazer “A festa” que não ficou na monotonia em relação a todos se divertirem e por ser de gala.

Ao final eu estava procurando Junior como não havia o visto, no caminho fui ao banheiro lavei meu rosto, e me sequei olhando no espelho estava pouco cansado, mas sabem aquele cansaço “bom”,   respirei fundo e voltei para o salão;

- Achei você Thiago.

- Espera Junior. Aceita um champanhe senhor?

- Sim, por favor!

- Aonde está indo Junior?

- Preciso falar com você Thiago, venha comigo.

- Só não venha me pedir um aumento.

- Fique tranqüilo.

Subimos para um local mais reservado em um estilo de terraço, ao chegar lá solicitei a Junior um brinde;

- Um brinde a nossa amizade, que acima de tudo até mesmo da revista está intacta.

Junior brindou com um olhar diferente e um sorriso sarcástico, ele deu um gole e indagou;

- É sobre isso mesmo que quero falar com você.

- Ótimo.

- Desde que fui contratado e direcionado a trabalhar com você me fascinei em tudo, sua forma de trabalho e seu jeito de tratar as pessoas, sem querer pois acredito que não tenho culpa... Thiago eu estou apaixonado por você!

- O que? Como assim?

- Eu sei que é complicado, e você tem o Cauã, mas eu precisava falar isso tinha que sair de mim de alguma forma!

- Junior, olha você bebeu, está um pouco alterado, calma é melhor conversarmos outro momento.

Sem mais nem menos, Junior se agarra em mim me beijando, eu senti sua língua na minha boca, eu estava de olho aberto e a única coisa que vi foi a aproximação de Marcelo, ele me empurrou eu cai no chão, fez isso para separar a gente, e depois com Junior meio tonto ele deu um soco que o coitado caiu quebrando uma mesa atrás dele, eu me apavorei e corri até Junior, fiquei desesperado;

- Junior acorda pelo amor de Deus, Junior.

- Vou chamar uma ambulância.

Disse Kened que estava logo atrás de Marcelo, por falar em Marcelo estava até bufando de raiva.

- Thiago!

Gritou ele com voz de ordem para mim sair de perto do Junior;

- Thiago? Você fica calado Marcelo, olha o que fez! Matou o cara. Alguém chama um médico.

- Eu sou o médico.

- O que está esperando então, ele pedir ajuda?

Marcelo palpitou Junior, e aproximou o ouvido próximo seu nariz, e depois com a lanterna do celular passou diante de seus olhos;

- A ambulância chegou!

Gritou Kened trazendo os paramédicos;

- Está desacordado, ingeriu bebida alcoólica, trauma na cabeça...

Marcelo ficou conversando enquanto eles imobilizavam Junior;

- Eu vou com ele, e se questionarem, eu fui porque é meu assistente, e foi a bebida o porque dele ser retirado assim.

- Tudo bem Thiago.

Estavam tirando ele e descendo e Marcelo veio junto;

- Você fica e ajuda o Kened, depois a gente conversa!

Fui na ambulância com Junior, ao chegarem no hospital o levaram ele foi direto para fazer uns exames, eu estava puto com Marcelo, em uns minutos o Medico se aproxima;

- Boa noite, bem senhor ele teve uma luxação na cabeça, os exames não apresentaram nenhuma complicação, ele está no quarto no momento.

- Posso vê-lo?

- Sim, me acompanhe por favor.

Eu sou do tipo durão e não me preocupo muito com a opinião e os sentimentos dos outros, mas me deu pena de ver Junior naquela cama;

- Ele recebera alta amanhã!

Disse  médico saindo do quarto;

- Oi!

- Nunca mais eu bebo na vida!

- Pois é.

Eu estava muito sem graça de contar pra ele, naquela situação;

- O que aconteceu, eu só lembro de...

Ele virou o  olhar, pouco sem jeito, logo que se lembrou do que havia falado;

- De dizer que está apaixonado por mim? Ou de me beijar?

- Eu te beijei?

- Pois é fiquei surpreso assim como você, mas Marcelo te deu um muro, por isso está aqui!

- Ele é louco e porque fez isso?

- É complicado Junior...

Não quis contar para ele por questão de respeito, eu achava que ele iria perder o respeito se soubesse que eu ficava com Marcelo. Por medo fiquei calado;

- Vai me demitir?

- Não, mas a gente ai conversar depois, vou comprar algo pra você comer pois acho que não vão te oferecer nada.

- Thiago... Obrigado!

Disse ele quando eu já estava do lado de fora, fui até a lanchonete do hospital e Marcelo e Kened estavam na recepção pedindo informação;

- E ele como está?

- Está bem, nada grave, recebe alta amanhã.

- Podemos ver ele?

- Sim, vamos lá.

Kened entrou eu segurei na camisa de Marcelo e falei com minha mão descendo até seu punho;

- Eu não falei nada, então meça suas palavras.

Ele mexeu o ombro se livrando de mim, e entrou, ficou no canto calado;

- Eu vou ficar com ele, amanhã não trabalhamos, Kened me auxilia lá na revista tudo bem.

- Sim, Claro.

Desci com eles e Marcelo veio para me abraçar, eu dei a mão a ele sendo frio para ele pensar no que fez, depois iríamos conversar de qualquer forma.

Passei aquela noite no hospital e levei Junior para sua casa já na manhã seguinte, Marcelo encarou uns plantões diurnos que o impedia de nos encontramos.

Semana percorreu normal no trabalho, passei no colégio do Cauã quando sai do trabalho na sexta-feira e Clara estava saindo com ele;

- Campeão!

Gritei e ele veio correndo pro meu lado pulou eu abracei  e dei umas mordidas nele, brincando e tirando aquele sorriso maravilhoso, quando olhei Clara estava com uma cara;

- Pai, Pai é verdade o que estão falando na TV?

- Na TV, meu filho, o que estão falando?

- Que você é o Marcelo estão namorando!

Olhei para Clara, pessoal, eu não soube o que dizer, fiquei meio sem graça;

- Cauã vai pro carro eu vou despedir do seu pai e já vamos.

- Que história é essa, Clara?

- É o que estão falando Thiago.

- Você está deixando Cauã grudado na TV agora?

- Não foi à TV, foi os colegas da escola. Thiago é verdade?

- O que?

- Ora o que Thiago! Vocês estão namorando?

Disse ela com um jeitinho.

- E se tivéssemos? Qual o problema?

- Comigo nenhum, mas como vai explicar isso pra ele? Como vai falar que o herói dele namora um homem, e como ele vai agir com os amigos da escola? Thiago você já pensou em todas as conseqüências dessa sua escolha?

- Mãe vem logo!

- Já vou Meu filho, pensa nisso, no que eu falei.

Ela saiu e eu fiquei um pouco com o olhar perdido e segui andando e  pensando em suas palavras cheguei em casa e logo o interfone toca!

- Thiago?

- Sim.

- Tenho uma entrega pra você posso liberar a entrada?

- Entrega?

- Sim senhor.

- Pode deixar subir!

Chegou um cara de boné azul com uma mochila aber

Me entregou uma prancheta pra assinar e virou a mochila, pessoal tinha um pequeno cachorro lá dentro, eu assustei e dei uns passos para trás;

- O que é isso?

- Um Bulldog Francês!

- Ah sério? mas Pra que isso?

- Desculpe senhor, só cuido da entrega.

- Eu não quero isso! Deve ter enganado.

- Pode ir, obrigado!

Marcelo saia do Elevador e pagou o cara, pegou a mala.

- É um presente!

- Pra mim? Uma mensagem perguntando o que eu quero é bem mais simples.

- Para de ser fresco Thiago, vai me deixar entrar?

- Você sim ele não!

- Ai caramba é só um cachorro não um monstro, Não é mesmo Bruce?

Falou Marcelo entrando e fazendo carinho no cachorro;

- Bruce?

- É o nome dele.

Marcelo me dei um selinho como se nada tivesse acontecido, e foi arrumar comida pro cachorro, eu falei que iriamos conversar, mas precisava de um banho antes;

- Marcelo!

Falei entrando na cozinha e ele estava sentado com o cachorro na banqueta.

Chamei ele até o sofá e Marcelo já sentou passando a mão no rosto pôs sabia que eu não iria aliviar;

- Sabe que o que fez aquele dia foi errado!

- Sei Thiago e já pedi desculpas pela minha atidulde!

- Eu sei mas queria falar sobre outra coisa com você!

- O que?

- É o Cauã?

- O que foi com o garoto?

- Não o que foi com ele e sim o que pode acontecer! Ele já desconfia de nós e Clara já me jogou contra a parede.

- Então pronto melhor ainda! A gente fala para eles!

- Você está maluco! Marcelo eu tenho uma carreira de respeito, tenho um filho, não vivemos em uma novela onde tudo se encaixa no final das contas, é a vida real cara, as pessoas não perdoam.

- Mas gosta de mim, a gente dá certo Thiago, eu gosto de você, não sei onde quer chegar com essa conversa!

- Eu quero o que for melhor pro Cauã!

- Ele me adora Thiago.

- Eu sei disso e te agradeço, Marcelo mas os outros não sabem disso, ele vai sofrer no colégio, tem o pessoal do escritório. Estou confuso.

- Você está preocupado com o que os outros vão falar, e não com a sua felicidade  e de seu filho, é isso?

- Sem drama, estou pensando no meu filho, você não é pai você não entende Marcelo.

- Tem razão eu não entendo, faz o seguinte eu também queria falar com você!

- Diz!

- Segunda-feira vou para Nova Iorque participar de um seminário, vim te chamar para ir comigo mas, pelo jeito vamos dar um tempo?

- Tudo bem pra você?

- Não Thiago, quer saber se vou ficar bem pensando em você, sentindo saudade e sua falta, não não vou ficar bem!

Um silêncio se instaurou na sala e Marcelo me beijou bem devagar, como eu corresponde ele partiu pra cima e quando vi estávamos no quarto, sem roupa deitados de ladinho e Marcelo enfiando seu cassete em mim, não sei se pela conversa mas estava cada vez mais forte e firme, com uma mão segurava minha perna no alto e a outra passava tirando meu cabelo para morder minha orelha e as vezes me beijar, eu segurava e forçava com a mão sua bunda ao meu encontro, seus braços fortes e peitoral definido eu adorava senti-los bem coladinhos em mim, em pouco tempo, menos tempo que as outras vezes Marcelo gozou dentro de mim, com sua respiração ofegante no meu ouvido, levantamos tomamos banho e deitamos os dois pelados.

*** neste meio tempo Junior chega e como tinha as chaves do apartamento de Thiago entra deixa algumas sacolas de um pequeno jantar no balcão e vai andando em direção ao quarto falando Thiago, quando se depara com a cena de Marcelo e Thiago juntos deitados e pelados na cama***

1 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia