• @rgpatrickoficial

Um Recomeço - Capitulo 24

Boa Leitura!


Belo Horizonte, Segunda-feira dia 07 de Novembro..


#Heitor


- Mãe é só um final de semana. (Heitor).

- Meu filho, e a universidade? (Jade).

- Mas mãe é só daqui dois meses. (Heitor).

- Onde é mesmo? (Jade).

- O que, o evento? (Heitor).

- Isso! (Jade).

- Em Caldas Novas, em Goiás. (Heitor).

- Heitor não gosto da ideia de você ir sozinho para outra cidade, ainda mais para festejar. (Jade).

- Eu não vou sozinho, o Léo vai comigo. (Heitor).

- Piorou agora que não vai mesmo, ele não tem ideia nenhuma Heitor. (Jade).

Nossa fiquei puto queria muito ir ao show, porem minhas chances ainda não estavam zeradas, meu pai chegou em seguida;

- Veja com seu pai. (Jade).

- Pai quero ir no Caldas Country Show, mas minha mãe não quer deixar. (Heitor).

- Vai sozinho pra outro estado Heitor? (Alberto).

- Leonardo vai comigo. (Heitor).

- E quanto vai custar isso Leonardo? (Danilo).

- 4 mil. (Heitor).

- Para os dois? (Danilo).

- Para cada um. (Heitor).

- Heitor, isso é o que? (Danilo).

- Um show sertanejo pai, poxa vai, eu estou querendo ir tem maior tempão. (Heitor).

-Tudo bem, organiza as coisas, mas para quando é? (Danilo).

- Esse fim de semana. (Heitor).

- Sempre deixando as coisas para ultima hora né. (Danilo).

- Danilo! (Jade).

- Jade ele viajara para os Estados Unidos em dois meses vamos ficar 5 anos sem ver ele por muito tempo, é só um show, se acalme. (Danilo).

- Valeu pai. (Heitor).

Subi correndo para meu quarto, e meu celular estava chamando em cima da cama, em meio aos lençóis;

- Fala Léo. (Heitor).

- Heitor falou com seus pais? (Léo).

- Adivinha quem vai azarar as gatinhas goianas? (Heitor).

- Não brinca! (Léo).

- Mano temos que organizar as paradas cara. (Heitor).

- Estou indo pra sua casa, me espera ai! (Léo).

- Falou.  (Heitor).

Leonardo logo chegou e estávamos ligando nas agencias de viagens e hotéis da cidade, para deixar tudo organizado, eu estava ligando para hotéis e Léo, ligando para marcar voos, eu reservei um hotel próximo ao evento para ficar mais simples e rápido para locomoção, como era pequena o aeroporto era bem próximo a tudo, nos iríamos chegar no dia 10 de novembro de 2011 e os shows aconteceriam dias 11, 12, 13/11, voltaríamos na tarde do dia 13, o voo chegaria ás 09:00 da manhã na cidade.

- Porra mano e a Bia em, vai ficar puta comigo se disser que vou pra esse evento. (Heitor).

- Ai mano não quer ir fala logo. (Léo).

- Eu quero, mas vou ter que inventar algo pra ela. (Heitor).

- Ount’ que fofinho. (Léo).

- Cala a boca, e coloca essa guitarra no chão antes de deixe cair, do jeito que você é desastrado. (Heitor).


- Levanta logo, vamos comigo vou comprar uma bota e um chapel. (Léo).

Ao sair da loja eu e Léo topamos com nossas namoradas, chegamos a assustar;

- Nossa se estivessem fazendo algo errado saberíamos. (Bia).

- Oi amor, onde estavam?(Heitor).

-  Somente andando mesmo, e vocês? Léo comprou uma bota? O que vai fazer com isso?(Bia).

- Um novo vídeo pro YouTube. (Léo).

Nossa essa foi por pouco, elas acabou nos prendendo o resto da tarde, tomamos um sorvete e andamos no shopping voltei para casa já era tarde da noite, no dia seguinte naquela aflição e ansiedade para a viagem, isso falava 3 dias e minhas coisas já estavam prontas. Falamos para as garotas que iríamos para uma viagem com meu pai.

No dia da viagem embarcamos cedo em Belo Horizonte, em 40 minutos desembarcamos na cidade,  no voo havias vários jovens, o evento é a sensação para os fãs de música sertaneja, no dia que desembarquei, no nosso voo estava o Gusttavo Lima porém na época não era tão famoso como hoje, logo pegamos um táxi e em 9 minutos chegamos no hotel, o Check-in demorou um pouco, afinal estava lotado, quando chegamos ao apartamento eu abri a sacada, caramba dava pra ver toda a cidade e o local do evento;

- Léo olha isso cara, da pra ver tudo! (Heitor).

- Caralho cara olha isso. ( Léo).

O apartamento tinha duas camas de solteiro banheiro, tudo arrumadinho, a área de piscinas muito top, trocamos de roupas e descemos para azarar algumas garotas, só que o mais movimentado era as ruas, para todo lado muitas pessoas em todas as ruas e carros de som, não era uma bagunça mas era demais, ficamos na rua ate a noite e na hora do show depois de pronto subimos, nos ficamos no camarote, e foram 7 atrações no primeiro dia, no segundo mais 9 e no ultimo dia, cantaram Jorge e Matheus, Luan Santana, Chitãozinho e Chororó, entre outros, fora que teve Claudia Leite no trio elétrico, depois disso com uns DJ’s, e neste dia arrumamos umas garotas tops, ficamos e ficamos com elas, por fim acabamos no quarto de hotel onde elas estavam hospedadas. O Detalhe é que Leonardo ainda era virgem ele estava tenso, mas eu entreguei uma camisinha antes de entrarmos no quarto troquei uma ideia rápida com ele, o apartamento era praticamente como o nosso, camas de solteiro e banheiro, cada casal caiu em uma cama eu beijava a garota  ela iria com a mão na minha cueca, que me deixava, arrepiado, me virei e abri minha calça foi quando ela foi descendo e beijando minha barriga, nossa quando suas mãos puxaram minha cueca quase tive um orgasmo, caramba aquelas mãos macias pegando em meu cassete, aquela boca quente, se ela forçasse a barra comigo eu gozaria nela, me aguentei ao Maximo.

Deitado na cama sendo chupado olhei para o lado e Leonardo do mesmo jeito, cheguei a rir da situação, seus olhos brilhavam enquanto a garota fazia o mesmo com ele, logo eu beijando a mina, chupava e passava a língua em sua boceta, enfiava os dedo dois de cada vez e ela se contorcendo, eu então subi beijando-a e coloquei a camisinha e fui colocando meu cassete em sua boceta quente e molhada, nossa que delicia, um garoto na puberdade como eu estava tinha que me segurar pois se não teria ejaculação precoce, eu beijando ela e ela passava as unhas em minha bunda gemendo, logo estávamos os 4 em uma cama, estávamos um do lado do outro rindo, e comendo elas de frango assado, foi ai que elas se beijaram, puta que pariu, olhei pra Léo rindo ele ficou com os olhos enormes, acho que logo iríamos gozar, eu estava a flor da pele, quando a garota que estava comigo parou de beijar a mina e me olha dizendo;

- Beija ele!

- Ele?

Ela balançou cabeça afirmando, e Léo estava mais perdido que cego em tiroteio, a outra garota começou a pedir, olhe pra ele, que rindo se aproximou, nos beijamos, e diferente do beijo que qualquer garota, Leonardo tinha uma pegada até nos lábios, quentes e havia um gosto particular, me afastei e fiquei olhando nos fundos dos olhos dele...

Bem esse foi o meu primeiro contato gay na vida, a partir daí sigo essa historia!

Estava prestes a sair do Brasil para cursar uma universidade fora, então na minha casa estava aquela tensão de despedida. Eu tenho um casal de tios gays, são bem ricos e bem sucedidos, um deles meu tio de sangue Thiago teve um filho antes do casamento o Cauã, meu primo, cara eu amo muito ele, nós aprontamos muito nesta vida, ele sendo 6 anos mais velho que eu já é dono da empresa da família, eu sou o desviado não quis investir na profissão de jornalismo e sim de Teatro e artes cênicas, minha mãe trabalhou na revista assim como meu tio e meu pai, hoje estão aposentados e Cauã toma conta de tudo, ele mora no Rio de Janeiro, assim que eu terminar meu curso vou mudar pra morar com ele.

- Mãe vou na casa do Léo. (Heitor).

- Heitor não demore, temos que organizar suas coisas! (Jade).

- Sim senhora, vou pegar o carro. (Heitor).

Leonardo morava perto de minha casa, quando cheguei já fui entrando, já era de casa, logo vejo sua vô descendo as escadas;

- Boa Tarde, tudo bem senhora! (Heitor).

- Oi meu filho, tudo sim e com sua família?

- Cadê o Léo? (Heitor).

- Está gravando meu filho!

No corredor me aproximando do quarto dele, ouvi que Léo estava gravando vídeo;

- E ai galerinha do mal, tudo bom com vocês? Eu sou o Léo’! Bem como sabem eu vou mudar para o Rio de Janeiro no fim deste ano, morar com meus pais o vídeo de hoje vou falar do saco que é mudança...


Leonardo era um Vlogger  gravava vídeos para o You Tube, ele tinha até uma boa quantia de seguidores na época na faixa de uns 100 mil, isso é muita gente, eu as vezes fazia um participação em seus vídeos;

- Olha quem acabou de chegar aqui, meu melhor amigo o Heitor Monteleoni, dá um oi aqui cara. (Léo).

- Fala Pessoal! (Heitor).

- Bom estamos em clima de despedida, pois Heitor irá estudar fora do pais e vamos ficar longe, depois de crescer juntos... (Leo).

- Como o Léo disse, eu vou estudar Teatro em Princeton, serão 5 anos fora do Brasil, e quando voltar não vou mais ser o mineiro que fala uai e sim o Carioca que diz uê, (risos). (Heitor).

Acabei fazendo parte da gravação dele, depois editamos o vídeo e foi postado, acabei dormindo na casa dele aquela noite, no dia seguinte acordei cedo pois era o ultimo dia de aula antes de mudar.

- Ei, Léo! Acorda. (Heitor).


- Nossa que horas são? (Léo).

- Cedo, vamos chegar atrasados na aula. (Heitor).

Tomei um banho enquanto ele escovava os dentes e depois ele foi pra debaixo do chuveiro e eu escovar os dentes, vesti a mesma calça e uma camisa dele, e fomo para o colégio, quando chegamos ele sumiu, eu cumprimentado uns colegas e Léo desapareceu, fui para a sala e abri a porta...


- ADEUUUUUSSS.

#Heitor

- Caramba, que susto! (Heitor).

- Vamos sentir saudades! (Léo).

Até o professor estava em sala, depois de organizarmos ainda tivemos mais uma aula, e depois fomos para o intervalo;

- É estranho ir embora mano. (Heitor).

- Fica de boa, vão ser só 5 anos e a gente vai trocando umas ideias pela Net. (Léo).

Sai do colégio aquele dia com lagrimas nos olhos, Leonardo foi comigo para casa, pois iria almoçar e embarcar para os Estado Unidos, em casa almoçamos com aquele ar de despedida, depois me arrumei e fomos pra o aeroporto, minha mãe chorando e meu pai emocionado, Léo junto comigo o tempo todo;

- Mano nos encontramos no Rio de Janeiro, vá com Deus irmão! (Léo).

Me despedi de meus pais com poucas palavras somente choro e embarquei...


Alguns Meses Depois...


#Cauã


Estava no escritório havia acabado de sair de uma reunião, e minha secretaria entra na sala;

- Bom Dia Senhor! (Secretária).

- Bom Dia, algum recado? (Cauã).

- Sua agenda de hoje, e tem um rapaz chamado Leonardo que gostaria de falar com você! (Secretaria).

- Assim, pede pra entrar por favor! (Cauã).

- Com Licença, Bom Dia! (Léo).

- E ai rapaz? Tudo bem! Quanto tempo. (Cauã).

- Pois é desde aquele natal na casa do Heitor, e seus pais como estão? (Léo).

- Bem graças a Deus, meu pai ainda vem aqui as vezes ver como está tudo, Minha mãe só em casa também, então  o que posso ajudar? (Cauã).

- Mudei tem pouco tempo para o Rio, e estou fazendo faculdade de Administração, queria sua ajuda, se aqui estiver precisando de alguém eu agradeceria. (Léo).

- Hum legal, espere vou dar uns telefonemas. (Cauã).

Liguei no RH e ele foi preparar a papelada, eu conhecia Léo de minas quando visitava minha tia e Danilo, sempre fomos bastante próximos eu e Heitor. Que agora esta morando e estudando fora, já Léo foi contratado e depois de um tempo se mostrou ágil quando o assunto era marketing empresarial, em menos de um ano ele se destacou e recebi elogios de seu supervisor.

- Boa Tarde! (Cauã).

- Boa Tarde, Senhor! Aconteceu alguma coisa?

- Não, é... onde está o Leonardo? (Cauã).

O supervisor dele apontou o dedo para o fundo, me aproximei e dei um susto nele!

- E ai rapaz! (Cauã).

- Cara me mata de susto! (Léo).

- De boa? (Cauã).

- Cansado né sexta-feira já sabe. (Léo).

- Está se adaptando ao Rio? (Cauã).

- Cara é bem movimentado mas estou, altas gatinhas em. (Léo).

- Sim! (Cauã).

- Vai fazer o que hoje? (Léo).

- Eu? Nada, porque? Vem falar que esta aqui a menos tempo que eu e já vai a festas? (Cauã).

- Fui convidado, para uma festa o problema é que será em uma comunidade! (Léo).

- Cuidado em Léo, é perigoso. (Cauã).

- Pode deixar, se estiver afim, me liga. (Léo).

- Tudo bem, tenho que ir logo me acham aqui. (Cauã).

Sai e fui para minha sala, era sexta-feira e já passava do expediente, terminei o que estava fazendo e fui para casa tomei um banho e comi algo, eu estava a beira da piscina tomando um vinho quando meu celular chama, era um amigo de longa data.

- Fala Hugo, Beleza velho? (Cauã).

- Grande Cauã, está onde brother? (Hugo).

- Em casa! (Cauã).

- Ou te falar, sai dessa mansão e vem para uma social aqui na comunidade? (Hugo).

- Não sei mano, não é perigoso? (Cauã).

- Aqui está pacificado, você pega um taxi e vem tranquilo! (Hugo).

- Vou pensar. Falou. (Cauã).

Não foi exatamente pensar e sim me arrumar, chamei um taxi e fui para a tal comunidade, quando cheguei meio que perdido, havia muitas pessoas na rua e vejo Hugo vindo com dois copos na mão, de boné para trás, ele havia me visto antes, ele não frequentava esse tipo de lugar, assim como eu era playboy mas todo sabem que não resistimos a umas boas cariocas;

- Grande Cauã Alves Monteleoni, quem diria que você algum dia subiria o morro. (Hugo).

- Fala Hugo, só de boa mano? Quanto tempo! (Cauã).


Nos cumprimentamos e conversamos um pouco depois ficamos com uma galera que ninguém conhecia, foi  divertido, eu não estava bêbado, mas havia ingerido alguns copos, quando olhei uma garota dançando, linda cabelos encaracolados, cor de mel corpão, foi paixão a primeira vista, deixei até o copo e fui falar com ela;

- Olá Boa Noite, Princesa! (Cauã).

- Oi, Boa Noite. (Amanda).

- Prazer me chamo Cauã, e você linda? (Cauã).

- Prazer é... Amanda! (Amanda).

- Estava olhando você, e percebi que é a mais linda deste lugar sabia! (Cauã).

- Obrigada, mas e você é de onde Playboy? (Amanda).

- Nossa, está tão na cara que eu não sou daqui? (Cauã).

- Sim, os caras do morro tem pegada. (Amanda).

Peguei na sua cintura e beijei ela bom vontade, sendo carinhoso e safado ao mesmo tempo, logo no primeiro beijo deixei ela sem folego, eu fiquei um tempo com ela, quando vi Leonardo, com outra mina, ele estava bêbado, rachei de rir, quando iria falar com ele, ouvi um barulho acho que tiro, um cara caiu perto da gente no chão já com sangue, na correria e tudo mais perdi a Amanda, Léo, Hugo todo mundo.

# Heitor.

Estava no colégio em meio a aulas, mandei Whatsapp pro Léo;

- Aprontando? (Heitor).

- Trabalhando, e você? (Léo).

- No colégio. (Heitor).


- Quem é essa ai do teu lado? (Léo).

- Uma mina aqui, tira o olho rapaz! (Heitor).


- Que foto é essa? Esta na revista? (Heitor).

- Sim, levando uns relatórios para o seu tio, está aqui hoje! (Léo).

- Manda um abraço pra ele. Mano essa sua cara de criança não muda? Tu não fica velho! (Heitor).

- As garotas gostam de um novinho saca. (Léo).

- Elas saberem que eu te mostrei pornografia e participei quando perdeu a virgindade, não acharia isso! (Heitor).

- E que nos beijamos quando aconteceu, por isso que não iriam me curtir! Rs. (Léo).

- Saudades tua irmão! (Heitor).

- Também brother! (Léo).


8 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia