• @richardsongaarcia

Um Recomeço - Capitulo 14

Eu sabia era só o que faltava, Marcelo entrar aquela hora, já sabem ele veio como um touro pra cima de Kleber;

- Marcelo espera.

Pulei segurando ele e  Kleber se assustou com a atitude dele;

- Me solta, vou quebrar a cara dele.

Os seguranças entraram e seguraram os braços de Marcelo.

- Tirem esse bucho da minha sala.

- Bicho? Quando eu comi você naquele dia na republica não falou isso não foi?

Kleber foi pra cima de Marcelo e como eu estava no meio do caminho empurrei ele que saiu em meio livros da prateleira, ele se levantou e veio pra cima de mim, quando os seguranças veio, eu dei um murro nele, mas senti um perto da boca também, cai no chão olhei só vi Marcelo em cima dele e aquele bolo de seguranças, me levantei depois de uns segundo e  tiraram Marcelo da sala, Kleber estava com a sobrancelha sangrando;

- Quero você fora da minha revista, está demitido.

- Agora eu entendi o porque estava implicado comigo, você gosta de Marcelo.

- Não me ouviu fora!

Limpando a boca de sangue falei, rindo;

- Eu to indo não se preocupe, espero que esteja certo disso.

- Nunca estive tão certo em toda minha vida.

Sai da sala dele algumas pessoas olhando, eu não vi Marcelo acho que estava do lado de fora,

- Thiago tudo bem, os seguranças acompanharam Marcelo para fora do prédio?

- Danilo arrume suas coisas, áh e as minhas também.

- Como assim?

- Está demitido.

- Mas Thiago.

- Cala a boca sem choro, arrume suas coisas e vamos sair daqui.

Entrei na minha sala e deletei o computador, limpei tudo que havia nele, peguei minha agenda que era a coisa mais importante e os supérfluos Danilo levaria.

- Me dê sua agenda!

- A minha?

- Sim, e quero você na minha casa amanhã cedo.

Normalmente sai e passei no RH peguei minhas “contas” e documentos e estava desligado da revista. Do lado de fora mesmo liguei para a concorrência anunciar minha saída, eles publicaram de imediato;

- Podia ter deixado eu pegar ele.

- Perdi meu emprego culpa sua.

- Culpa minha porque?

- Fica com todo mundo Marcelo. Agora vai ter que sustentar um solteiro com filho ainda.

- Olha não é de rir, mas desculpa.

Rimos quase o caminho todo pra casa, eu não estava importando com nada.

No dia seguinte...

- Quer que eu trabalhe de que^? Para você de empregada domestica?

- Cala a boca Danilo, acha que eu sairia com as mãos abanando daquela revista?

- Você roubou eles?

- Ai meu Deus.

- Não! Thiago esta trabalhando em um projeto particular a muito tempo, e eu sou o responsável por grande parte dele, e você também é uma peça importante desse jogo.

- Kened? Espera não to entendendo nada!

- Nem eu!

- Marcelo você fique quieto, Kened explica para os Leigos.

- A dois meses quando entrei na revista eu descobri uns arquivos fantasmas de Thiago, bem esses arquivos eram notas de publicações, então questionei ele sobre tais, e me contou e colocou na sua jogada. Thiago Monteleoni é proprietário da revista “Baldin”.

- Para tudo? Por isso que você conseguia publicar coisas so com um telefonema, e por isso ela é tão forte quanto a...

- Ele trabalhava em duas revistas ao mesmo tempo.

- Mas o contrato dos chineses ficaram com eles.

- Meu Caro Danilo, ainda tem muito o que apreender, quem fez o contrato deles?

- Você.

- Será que os chineses vão ficar comigo que tenho um contrato assinado ou com eles que não tem.. Eu.

- Você é demais.

- Eu sou editor chefe da “Baldin”, e você é o diretor de Criação da revista Danilo, só não sabia.

- Então todas as “pesquisas” que você mandava eu montar eram publicações?

- Eu te testei esse tempo todo.

- Sim.

Galera sei que esse trecho ficou confuso mas vou explicar aqui para vocês, Thiago é dono da revista que dividia o publico de São Paulo, ele mandava nas duas com sua equipe integrada, era editor chefe de uma e proprietário da outra, poucas pessoas sabiam, algumas como Junior na época trabalhou sem saber, o contrato dos chineses foi assinado com a revista “Baldin”, a demissão de Cesar foi tramada, ele é diretor da “Baldin” agora, tudo isso enquanto vocês acompanhavam a vida de Thiago, duvidas podem deixar aqui em baixo que eu respondo, voltando ao conto...

- E agora?

Perguntou Danilo até de cabelo em pé.

- Começamos a trabalhar amanhã, já estão preparando tudo para gente.

Almoçamos na minha casa, e decidimos os últimos parâmetros e tudo mais, a tarde eles foram embora, Kened foi resolver as questões para sair da revista.

Eu fui ao colégio de Cauã ver ele, que ate achou pouco estanho mas nada demais, quando estava lá meu celular chama, era minha irmã.

- Alô!

- Thiago?

- Jade?

- Ai que saudade dessa voz de homem.

- Aiaiai’ eu também, está tudo bem?

- Não, Thiago onde você mora?

- Ah porque?

- Preciso do endereço para o táxi.

- Está em São Paulo?

- Sim!

- Espera vou te pegar, não sai dai.

Deixei Cauã e fui para o aeroporto sem acreditar nisso, Jade era pouco sem ideia sabem, sem responsabilidade, mas era muito inteligente, com minha mudança afastamos um pouco mas ela era a tal que me levava para o “mal caminho”.

- Ai meu Deus, avisa da próxima vez.

Falei abraçando ela, olhei para o lado e nada de malas;

- Cadê suas coisas?

- Aquelas ali?

- Jade eu não vim de caminhão, esta de mudança?

- Haha engraçadinho, vem me ajude.

Colocamos suas coisas no carro e no meio do caminho seu celular chama;

- Já estou aqui! Me diz onde é o endereço que estou indo.

Olhei indiferente pra ela.

- Não tem uma roupa melhor não?

- Estava em casa, quer ir onde?

- Vou encontrar um publicitário, ele vive em um trailer nesse local aqui.

Disse ela me mostrando o mapa.

- Trailer?

- Sim porque, ele curte essas paradas de naturalismo, você sabe.

- Meu Deus tenho ate medo de saber onde estamos indo.

Chegando la era até organizado e limpo, eu de short curto regata  e óculos escuros, tipo “ridículo”, Jade me fez descer e acompanhar ela, quando vi quem era, o cara é um magnata da publicidade no Rio de Janeiro eu vi varias portas abertas naquele momento, Aff de short e regata.

Entramos sentamos e a conversa se estendeu por uma hora e mais ainda quando ele soube que eu era Thiago Monteleoni. O cara queria uma parceria e claro eu não poderia recusar. Ficamos de conversar depois e  fechar contrato.

Fomos pra casa, nossa demorei para tirar toda a bagagem do carro e levar ao elevador, quando Jade abriu a porta ouvi alguma coisa quebrar dentro do apartamento, quando entrei foi Marcelo correndo, ele estava sem toalha.

- Que isso?

- Tomei um banho e fui pegar meu celular na cozinha.

- Sem toalha Marcelo?

- E eu saberia que tínhamos visitas.

- Olha por mim pode ficar a vontade tira tudo viu, Ador

- Prazer me chamo Marcelo.

- Jade prazer vem depois gato.

- Você vai vestir roupa, e você ele é meu.

- Não preocupa maninho, me diz cadê o guri?

- A Clara ganhou a guarda provisória dele.

- A ta brincando?

- Não.

- Me fala onde ela mora, que eu vou descer o braço nela.

-EU GOSTEI DELA.

Falou Marcelo gritando do quarto.

- E eu do seu sorriso gato.

- Mas gente vocês hoje em, Vai aonde assim?

- Te falei Thiago hoje tem o jogo de Polo você me disse que iria.

- Ai deixa eu ir.

- Polo Marcelo, não me lembro de ter dito que iria em jogo.

-- Quer que eu fale perto dela quando confirmou?

- Ta esquece.

- Me esperem.

- Jade você nem sabe o que é isso.

- eu sei que tem homens lindo, e eu vou me espera.

Disse ela do quarto de hospedes. Marcelo com uma calça branca apertada me beijou dizendo;

- Olha você poderia ter puxado ela, ai nos iriamos transar todos os dias toda hora.

- Meça suas palavras, e se lembra, eu te mato ta me ouvindo.

Falei pegando em suas bolas, ele saiu gemendo e rindo.

- Seu viado vai ter volta.

- Jade vamos!

O tempo havia esfriado e ela pegou um cachecol e para tal jogo, chegando lá tinha muita gente, até estranhei pensei que era de futebol, entramos e Marcelo foi para outro local eu e Jade entramos e sentamos na arquibancada, e realmente havia muita gente,

Com o tempo frio estava perfeito para tal programa, eles entraram em campo de cavalo é claro né “Polo”, Jade me olhou estranhamente;

- É de cavalo?

- (risos) Jade é Polo, não futebol.

- Ai caramba.

O jogo começou e tinha pouca semelhança com futebol,

Em um momento eles acertaram a bola e todos vibraram e a Jade soltou outra.

- O que eu comemoro? Grito gol?

- Eu não sei grita somente.

Nossa como eu estava precisando daquelas risadas, foi uma bagunça nos dois ali em cima, como crianças, no fim do jogo fomos para trás onde eles estavam e Marcelo estava lindo com aquele sorriso magnifico dele.

- Ganhou?

- Nossa estavam prestando atenção em.

- É que não entendemos nada, acho que comemoramos até pro outro time.

Fomos pra casa, Jade fez um jantar pra gente divino, comemos muito, e ficamos conversando um pouco, bem Jade contou meus podres tudo para Marcelo,  ela deitou no quarto de hospedes e Marcelo tomou banho e se deitou lendo um livro, eu tomei um banho daqueles e sai do banheiro de “fogo”. Escovei os dentes com a porta aberta, e ela dá pra nossa cama, ele olho meio assim e pelo espelho vi ele tirar a cueca e puxar o lençol, eu comecei a rir não me aguentei, virei e falei pra ele;

- Se alguém te ver assim, vai falar que não estou te tratando bem.

- Você pelado assim, escovando os dentes me deixa com tesão imagina!

- Bobo.

Terminei e apaguei a luz do quarto deixando só o do banheiro ficamos a meia luz, eu deitei indo até ele engatinhando, Marcelo até faíscas saia, kkkkkkk’. Sentei em cima dele com aquele lençol por cima do seu cassete era muito excitante, eu beijava ele que passava as mãos es minhas costas e abrindo minhas nádegas, Marcelo respirava forte e eu pegando em seus cabelos fortemente, ele me virou ficando por cima e com sua pegada mais forte que o normal, ele com aquele corpo quente sua boca passando por todo meu corpo, nos viramos e  beijando sua barriga  punhetando ele com minha mão enquanto  beijava sua barriga Definida, cheguei em seu cassete passando a língua e ele gemendo sua mão veio de automático em meu cabelo forçando contra seu cassete, me fazendo engasgar tão fundo, ele tirou e não aguentou e me virou cuspindo em meu cu, ele segurou minhas mãos atrás como “algemas” e com a outra mão, forçou em minha entrada eu gemi com a cabeça no travesseiro por causa de Jade, Marcelo não êxito em ir devagar, foi fundo logo de cara, eu gemia de tesão no travesseiro com todo aquele monumento em cima de mim, rebolando com seu cassete enterrado em mim.

Nossa como era gostoso o mais ainda quando mordia meu pescoço e minha orelha, Marcelo rindo mordendo os dentes ele gozou dentro de mim, eu só respirei e ele deitou em cima de mim.

- Vontade de dormir assim, amanhã acordar duro só te fuder de novo.

- Você é muito gostoso.

- Digo o mesmo.

Tomamos um banho juntos e deitamos, abraçados Marcelo sempre foi muito  carinhoso depois do sexo.

No dia seguinte...

- Kened na revista ás 8 tudo bem, quero te apresentar uma pessoa, liga pro Danilo.

- Vai apresentar Jade para Kened?

- Sim, ela tira fotos maravilhosamente, e ele é um ótimo editor, eles vão dar certo.

- Ele está solteiro e você conhece.

- Marcelo ele vai continuar solteiro, nem se atreva.

- Você quis sabe vai correr o risco?

- Haha’ engraçadinho.

- Jade vamos estou atrasado.

Chegamos na revista e todos olharam para a gente  afinal eu estava com uma mulher, só que ninguém conhecia ela, fui para a sala de reuniões onde os meninos estavam e César também, me apresentei e fui para nova sala.

- Danilo me arrume outro assessor tudo bem, mas cuidado com quem arruma em.

- Sim, Senhor.

- Você vem comigo temos uma seção de fotos agora já quero que veja como funciona.

Levei Jade para o estúdio e estava o fotografo e os modelos, Jade já chegou de presença.

- Thiago essas fotos não estão boas... Por favor, você cara de tesão, isso acabou de comer uma garota, ou você é gay, então  deu pro meu irmão.

- JADE... Desculpe viu. Quer que eu ganhe um processo?

- Thiago olha isso, não estão boas, vocês podem sair por favor.

- Eu vou trancar você em uma sala, sabe quanto é o dia daquele fotografo?

- Tira a roupa!

- A ta de brincadeira.

- Vou te mostrar tira a roupa Thiago.

Eu briguei eu recusei e acabei ficando de cueca, e ela fez umas fotos, e foi pro computador eu estava de toalha e Kened entra no estúdio;

- Estava te procurando, Marcelo está ai?

- Não, ta falando isso por causa da toalha?

- É sabe se lá.

- Me respeita.

- THIAGO OLHA ISSO... Oi.

- Olá! Vocês?

- Nada disso Kened, somos irmãos.

- Olhem isso!

0 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia