• @rgpatrickoficial

Pecado do Interior - Capítulo 10



#Gabriel


De repente veio Bruna gritando junto com todos traziam um bolo enorme, este eu não sabia, fiquei tipo, "como assim?", cantaram os parabéns fizeram muita bagunça, Jorge veio com um quadro de nossas fotos muito top, até as que ele tirou no dia que saímos eu meus país, ele é Abadia, as lágrimas estavam quase saindo, de repente o telão que estava atrás de Adrian foi acionado, o primeiro vídeo foi o que gravei com Jorge, ele mostrava até mesmo os erros e as idiotices, mostrou a galera do futebol, não consegui, às lágrimas desceram chorei muito foi um momento maravilhoso ver aquelas lembranças. Adrian prosseguiu com as músicas dessa vez mais dançante ocorria tudo ótimo não teria como melhorar, fui até a cozinha para ver se estava tudo ok com os comes e bebes;

- Gabriel onde tem um banheiro por perto, o da festa está daquele jeito. Falou Guilherme todo apressado.

- Aqui vem comigo!

Ele me seguiu e subimos as escapadas mostrei onde era a suíte de meus país ele entrou eu fui ao meu quarto pegar o carregador do meu celular, voltei até o corredor ele estava encostado na parede tipo me esperando;

- Pronto?

- É eu tenho que te falar uma coisa!

- Os garotos te encheram de novo?

- Não, Gabriel eu acho que estou gostando de você


- Desculpe Guilherme então pare de gostar porque comigo você não vai... Ele me beijou, olha se eu não gostasse do Adrian da forma que gosto aquele beijo poderia acabar com tudo que existia entre nós, que boca era aquela o garoto sabia o que estava fazendo, não o empurrei, não o reprendi, somente fiquei parado.

- Está de brincadeira, Gabriel!

Jorge disse descendo as escadas, sem pensar fui logo atrás dele o alcancei próximo ao seu quarto, empurrei ele para dentro com força.

- Olha não é nada oque está pensando cara.

- Já ouvi muito isso!

-Jorge!

- Gabriel cria vergonha nessa cara sua!

- O Idiota do Adrian não está nem aproveitando a festa para te ver feliz, e você se pegando com outro aí pelos corredores.

- Não fui eu caralho, ele me beijou.

- Mas você estava gostando.

- Jorge você melhor que ninguém sabe o que eu sinto pelo Adrian, promete que não vai falar nada?

- Se você não contar conto eu, sabe que está errado, então se vira.

Ele saiu do quarto e Guilherme entrou,

- Eu fiz alguma coisa de errado?

- Sim, mas esquece, só não faça aquilo de novo.

- Gabriel querem entrar na piscina podemos tirar as lanternas?

Adrian entrando no quarto olhando para o Guilherme.

- Estou atrapalhando?

- Claro que não!

Ele ficou olhando pro Guilherme, tive que puxa ele pra ir comigo.

A festa foi até as 06h00min da manhã, Bruna e Lucas dormiram la em casa. No dia seguinte passei dormindo por estar cansado e no domingo à noite quando deitei ouço chamarem meu nome bem baixo, quando olhei era Adrian na janela, ele dormiu aquela noite comigo.

Durante a semana nos treinamentos damos nosso sangue, eu mesmo quando chegava em casa ou treinava no campo do condomínio ou corria na praia, para melhor preparação física.

20 de junho de 2013, a grande final entre os colégio iríamos jogar na casa deles, então era mais pressão e responsabilidade, no vestiário o pessoal se vestia e concentrava, eu estava pronto olhando para o nada, pensando no beijo de Guilherme e como iria contar para o Adrian, o Técnico Thiago me chama até uma sala para conversar.

- Eu lutei um pouco e consegui tem dois olheiros hoje de olho em você, Gabriel se você fazer o que sabe, vai conseguir uma vaga na categoria de base mais desejada do mundo no "AC Milan".

Eu não falei nada somente o abracei, me tremia todo era bom demais para ser verdade, depois que agradeci a ele, fiz um breve discurso para o time, quando entramos no campo fomos vaiados é claro pois a maioria era do time da casa, aquecemos e quando o time adversário entrou foi uma bagunça e gritaria,

- Vamos fazer o que com eles? Perguntei a Adrian, Lucas e Eduardo que estavam aquecendo próximo a mim.

-Vamos esmagar eles deixá-los sem rumo, sem pensar, sem poder agir. Falou Lucas.

Fizemos uma roda e pedi para que Lucas repetisse suas palavras, Com o Apito do juiz, começou o jogo, nos primeiros minutos já marcamos um gol foi um silêncio da torcida é uma vibração nossa. Jogávamos freneticamente deixamos eles perdidos, nossa velocidade e jogadas eles desconheciam, mais um gol, dessa vez meu, no intervalo massagens e muita água, tínhamos que estar ótimos para manter o ritmo. Já no segundo tempo foi fácil só eu marquei mais dois gols e Lucas mais um, nos últimos momentos ficamos com a posse de bola para o apito final. Pronto acabou, estávamos na final, o PH estava classificado em meio comemorações, chega dois caras de boné no canto do campo e o Técnico Thiago me chama, fui ao encontro deles o cumprimentei,

- Gabriel Borges.

- Sim.

- Eu sou Pedro, e Gabriel Gostamos bastante de sua performance no jogo de hoje, caso aja interesse ligue para gente, com certeza tem uma vaga para você no "AC Milan".

- Obrigado! De coração, Obrigado!

Abracei eles e depois o técnico, eu chorava muito o pessoal do time vibrava com a vitória e a entrega das medalhas foi tudo perfeito.

Fomos para casa Abadia, Jorge, Adrian e Eu, contei para eles que ficaram muito felizes, ao chegar em casa tomei um banho e quando sai Jorge estava sentado na minha cama.

- Eai! Disse eu indo para o closet.

- Gabriel já falou com Adrian?

- Não, Cara eu to com muito medo dele ficar com raiva de mim.

- Tenho que te contar uma coisa, no dia do seu aniversário Guilherme veio com umas perguntas sobre você.

- Que tipo de perguntas?

sentei ao seu lado.

- Se você namora?

- Se você gosta de alguém?

- O que você disse?

- Na hora já havia percebido que ele estava gostando de você!

Dei umas ideias nele para esquecer é para deixar para lá.

- Não adiantou muito, você poderia ter me falado não acha?

- Eu tentei, mas você é o Adrian não se desgrudavam.

- Jorge porque minha vida é tão conturbada cara? Eu queria poder responder essa pergunta!

- É simples Gabriel, pense Nessa frase e reflita "Se fosse fácil não teria graça".

- Queria ser inteligente assim como você!

- Não se pode ter as duas coisas, ou você é bonito ou é inteligente.

Olhei para ele que começou a rir e correu para fora do quarto, peguei um tênis e joguei em sua direção não acertei, mas quando ele estava descendo as escadas eu o acertei bem nas costa, Abadia veio correndo;

- O que é isso?

- Ele começou. Falei para ela apontando para o Jorge.

- Agora eu tenho dois garotos de 3 anos em casa é?

Rimos e ouvimos num latido de cachorro vindo de um cachorro no quintal, Abadia pegou uma vassoura e fomos os três juntos, quando chegamos lá era um Labrador claro, maravilhoso apaixonei

nele assim que vi, eu e Jorge nos aproximamos devagar, mas logo estávamos brincando com ele, foi uma bagunça, logo estávamos na piscina.

- Tiro de canhão! Jorge pulou na piscina, o cachorro já tinha um nome, chamados de Fulano, ele estava com Abadia e estávamos brincando na piscina de "saltos ornamentais" no meio da brincadeira cai perto dele é como estávamos muito perto estranhei, Adrian vem pelo jardim falando;

- Pode falar, esse Gabriel é muito bonito não é não Jorge?

- Tenho que confessar que sim, pouco burro, mas bonito.

Joguei água em sua cara ele me abraçou literalmente.

- Adrian não tem ciúmes não? Jorge perguntou com os braços no meu ombro.

- De você não, tenho do "novatinho".

Jorge olhou para mim, uma troca de olhares rápida eu me aproximei da piscina coloquei os braços de apoiando com o queixo.

- Do Guilherme?

- Porque? Jorge disse.

- Ele não presta, vi isso quando olhei para ele a primeira vez, esse tipo de pessoa que se faz de coitadinho, conheço ele tipo.

- Vou discordar de você, o cara perdeu os pais, mora só, estuda com bolsa no PH. Acho que está enganado Adrian!

- Ele pode enganar você, mais não a mim.

- Vamos mudar de assunto! Falou Jorge. Adrian entra a água está ótima.

- Vou em casa pegar uma sunga.

- A branca! Gritei, ele somente apontou o dedo do meio pelas costas.

- Olha vou sair para arrumar um namorado e o jantar de vocês está no forno, vou voltar pouco tarde. Juízo.

Disse Abadia saindo com as amigas dela.

- Mãe que seja rico e more em Miami Está bom?

Ela riu e mandou ele respeitar ela.

Jorge foi pegando o celular e ligando para Bruna, Adrian trouxe uma Tequila, peguei os copos na cozinha e estávamos já bebendo quando Bruna chegou, ela participou da brincadeira, no fim eu estava na piscina Adrian deitado do lado de fora Jorge e Bruna no quarto dele, estavam fazendo sexo pessoal.

- Gabriel você está bêbado?

- Muito e você.

- Não, bem não consigo ficar muito tempo em pé, mas não estou.

Rimos e ele se virou para mim e me beijou.

- Que foi?

- Hum quero transar com você!

- Fazer amor não pode?

- Quer dizer que me ama?

Ele caiu na água, e estava a noite por volta da oito da noite, o céu fechado com cara que iria chover, as luzes da piscina apagadas somente do segundo andar da casa, estava uma penumbra, a piscina não era tão funda onde estávamos, ele se aproximou me beijando eu cruzei uma perna nele, abaixei sua sunga com o pé,

- Você quer bem gostoso dessa vez?

- Me surpreenda!

Ele riu e me mordia por todo o pescoço, boca, de repente caiu a chuva com pingos bem finos, ele afastou minha sunga e forçava lentamente seu cassete contra minha entrada, como uma perna minha estava mais alta que a outra não foi difícil de sentir ele me invadindo, Adrian foi lentamente e rebolava com as duas mãos na minha cintura,

- Vira para mim vira!

Ele pediu eu me virei me segurando na piscina ele colocou de uma vez seu pau em mim, que media uns 19 cm,

- aí Caralho.

Ele metia a ponto de eu sentir suas bolas em mim, com o clima da chuva à noite em uma piscina o tesão era tanto acho que estava em êxtase, ele tirou seu pau de mim começou a se punhetar e colocou dois dedos na minha bunda e estava me fudendo com os dedos freneticamente, ele gozou muito foram jatos de porra, sentei na beira da piscina e ele começou a me chupar sua boca quente e lábios grandes gozei em seu rosto não suportei ele me chupando e punhetando ao mesmo tempo, peguei uma toalha, ele se limpou e foi para ducha, liguei a válvula de escape da piscina, fui para a ducha junto a ele, depois subimos para o meu quarto ao passar em frente ao quarto de Jorge ouvimos uns gemidos, subimos e com a chuva estava ótima para dormir, deitamos eu de conchinha com Adrian, que só de mexer me atiçou, abaixei seu short e fiquei provocando com o meu pau na bunda até ele ceder, em fiquei um bom tempo rebolando com meu pau em seu cu quente, estava abraçado a ele e gozei novamente, dessa vez dentro dele, tomamos outro banho, ele se punhetando falou.

- Vem agora é sua vez. Me ajoelhei no banheiro debaixo do chuveiro e voltei a chupa-lo até gozar, deitamos juntos dessa vez um de frente para o outro trocando beijos.

- Promete que sempre vai estar aqui? Adrian disse colocando minha mão em seu coração.

- Prometo.

Pegamos no sono abraçados mesmo, no dia seguinte acordei e ele não estava mais ao meu lado. Desci e ninguém havia acordado, abri a porta do quarto de Abadia para ver se estava tudo bem, ela estava dormindo com uma carinha muito fofa, no quarto de Jorge ele estava morto na cama, peguei um saque de chá coloquei no micro-ondas, fui ao meu quarto procurar o cartão do Pedro pois queria ligar o quanto antes, liguei e falamos por quase uma hora, eu teria que fazer teste com os convocados por eles e escolheriam alguns de nós, fiquei bastante animado.


#Adrian


Gabriel me ligou contando sobre o cara do Milan, fiquei super alegre por ele, meu irmão ligou em seguida falando que iríamos almoçar fora, tomei um banho e fui peguei o Notbook e estava na sala quando vi uma postagem na página do colégio, estava escrito assim " Quem será o mais novo casal gay do PH, sim pessoal temos estrelas neste meio, querem uma dica ele se acha a última Coca-Cola do deserto, o outro um mineirinho burro". Eu tremi na hora, pensei que iria explodir de raiva liguei para o Gabriel abrir a página ele não falou nada somente perguntava quem poderia ser? Eu abril página era um Fake não tinha amigos nem fotos, somente curtido a página do colégio e postado isso na linha do tempo. fui à casa de Gabriel ele estava na sala com o Jorge;

- Tem como saberem quem é? Perguntei logo que vi eles que nem me olharam.

- Adrian o Jorge está vendo de quem foi, a postagem. Disse Gabriel.

- Vai ser difícil, mas eu consigo, em uns 3 dias. Ele disse tirando os óculos e nos olhando completou,

- Da para perceber de quem estão falando?

Olhei para Gabriel ele fez que sim com a cabeça.

- Só faltou estar meu nome escrito aí, já devem estar falando, amanhã no colégio todos já vão saber. Falou ele todo irritado.

- Escutem aqui eu desconfio de alguém se for ele eu juro que mato.

- Mas como?

- Somente nós sabíamos e ninguém, mas.

- Guilherme estava próximo ao quarto quando você falou comigo, eu sai ele estava na porta. Jorge disse incriminando Guilherme.

- Vocês parem com essa implicância, mas voltando será que para nisso? Falei o defendendo.

- Espero que sim. Falei eu com um pouco de esperança.


#Gabriel


Não comi direito durante o dia, fiquei inquieto, Jorge ficou horas e não tinha muita coisa, eu pensava como seria o dia seguinte, última semana de aula e todos sabendo disso, não era para ser assim, eu pensava em milhões de pessoas mais a culpa sempre voltava para o Jeferson, não desconfiava de Guilherme nem um pouco, deitei meio que tarde e fiquei na cama no dia seguinte não sabia como me comportar, eu não estava preparado.

Tomei o café eu e Jorge fomos para o colégio, olhei na casa de Adrian estava toda fechada deveria já ter ido, quando chegamos nossa turma estava junta, se aproximando Bruna veio e me abraçou tudo mundo nos olharam, pensei FUDEU, depois ela beijou Jorge,

- Já sabem da mais nova fofoca? Perguntou Juliana.

- Sim vimos ontem.

- Estão falando que Adrian é Jorge são Gays.

- Como assim? Falamos eu e Jorge quase ao mesmo tempo.

- Sim um mineiro no caso o Adrian, e um cara que se acha todos estão falando que é o Jorge. Juliana terminou, a nossa galera os apoiaram , Adrian estava encostado na parede chamei Jorge fomos à biblioteca onde cuidavam da página, Eles não entenderam muito bem, mas retiraram a marcação, fomos para aula eu estava se sentindo um lixo por estarem espalhando sobre o Jorge e Adrian, eu estava no banheiro quando Guilherme sai de dos boxes.

- Oi!

- E aí beleza?

- Queria pedir desculpas, pelo que aconteceu no seu niver.

- Tranquilo só não faz aquilo novamente porra se não vou ser obrigado a te dar uma porrada.

- Foi mal.

- Maior mancada o que estão falando dos garotos.

- Pois é, mas é somente uma fofoca isso nem vai dura.

- Sim.

Ele saiu,

- Como desconfiar dele?

Caramba os meninos estavam alucinado.


#Adrian


Eu estava na segunda aula e meu professor e interrompido pelo secretário, ele entrou e disse.

- Adrian por favor pegue suas coisas.

Não entendi nada, olhei estranhamente para Gabriel que também não entendia nada. Quando sai da sala, ele me disse.

- Seu Irmão, Wesley está te aguardando na secretaria. Fui meio que assustado, ele estava sentado quando me viu somente passou por envolvendo seu braço no meu pescoço e falando.

- Vamos!

- Para onde?

- Para que a pressa?

- Sem discutir Adrian, eu to com problemas, e vamos para casa do papai ainda hoje!

- Para Uberlândia?

- É, por acaso sabe de outra?


27 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia