• @rgpatrickoficial

One Choice - Capitulo 8

#Leandro


Cheguei na escola e eu estava com medo de entrar, eu estava com medo de como o Davi iria me tratar!

Chegue Iná sala e depois ele chegou normal, fazendo graça, as ultimas aulas tínhamos prova de matemática então o clima estava tenso. Davi pegou aquelas bolsinhas de bichinhos de pelúcia da Andressa e colocou na calça com o zíper aberto, desfilou na frente de todos rindo igual um idiota, depois saiu da sala e voltou correndo;

- Olha o lápis de tabuada, 3 reais quem vai querer.

É ele estava vendendo os lápis pra prova, não sei ao certo mas queria mais que nunca chamar a atenção, depois do intervalo vocês não vão acreditar, ele voltou com o cabelo roxo, isso mesmo roxo, as meninas pintaram o cabelo dele com papel crepom, eu disser que ficou bonito será que acreditaram? Sou cúmplice pra falar não é mesmo.

Professor chegou com as provas em seguida;

- Sentem com as mesas duplas da aula passada, sem consulta só com ajuda do seu colega! Que cabelo é esse Davi?

- Foi a Andressa Marlos!  Acho que não estou bem, será que posso fazer a prova outro dia?

- Boa tentativa, más vai fazer assim mesmo parecendo um fósforo.

Todos riram dele, até eu, Davi deu uma gargalhada e o professor ainda completou;

- E por sinal, meus parabéns pela apresentação de ontem, eu estava e o João Paulo disse que foi você! PARABÉNS.

Sabem aquelas pessoas brancas que quando ficam com vergonha as bochechas ficam rosadas, pois é, Davi ficou muito sem graça quando todos gritaram zoando ele, mas tudo que é bom dura pouco, ao professor entregou duas provas ele calado e fazendo eu já terminando e ele quieto eu perguntei;

- Quer ajuda?

- Não pode deixar, não quero dar motivos pra briga entre você e seu namorado!

- Não somos namorados Davi, aconteceu!

- Esta apaixonado por ele também?

- Não! Você fala assim porque nunca gostou de alguém!


#Derek


Estava fazendo provas naquele dia, quando sai da sala vejo Leandro saiu e entro no banheiro, bem rápido por sinal, quando cheguei ele estava lavando o rosto na pia;

- E ai vamos embora?

Seus olhos estavam vermelhos e soava o nariz;

- Está chorando?

- Não!

Ele disse que não, e limpou o rosto;

- Brother pode falar, está tudo bem?

- Sim, sim!

- Vamos nessa então?

- Não minha mãe vem me pegar hoje, vou a uma consulta!

- Falou então! Até mais tarde!

- Até.

Sai do banheiro e Davi passa por mim, com a cara fechada, tudo bem ele tem razão. Estava chovendo naquele dia quando entrei no carro passei pelo Davi em um ponto de ônibus, parei abaixei o vidro;

- Carona?

Ele somente virou o rosto como se não fosse com ele, segui e fui embora tranquilamente, cheguei em casa tomei um banho e ainda estava de toalha fui jogar um vídeo game e depois de um tempo ouço a campainha, pensei que era o Davi, porque não entrou, então eu desci as escadas e abri a porta!

- Ah é você, esqueceu a chave?

- Boa tarde pra você também, não ela está com o Davi, ele foi em outra apresentação com seu pai! Vou colocar aqui em cima da mesa mesmo.

- Estava com saudades uê você sumiu de mim.

- Achei que iria me trocar pelo Davi como seu pai fez!

- Ele não tem uma boquinha gostosa como a sua.

Pois é eu e Lucas tínhamos um “caso”, ele sempre que vinha aqui em casa trazer meu almoço nos damos uns amasso, uma rapidinha ou uma chupetinha!

Peguei na bunda dele e fui beijando com vontade;

- Ei, ei, ei, não posso demorar hoje não!

- Uma rapidinha então!

- Não Derek.

- Ah Cara, esta me devendo e estou cheio de tesão! Vai Lucas... Uma rapidinha, vou por só a cabeçinha, rsrsrs’.

Eu ia pedindo e beijando ele, passando a mão em seu corpo já tirando sua roupa, ele deitou no sofá e eu já estava sem a toalha mesmo cai por cima dele beijando o pescoço e mordendo deixando marcas, me levantei e deixei meu cassete bem em frente a Lucas que já foi chupando e descendo até minhas bolas, nossa aquela boca quente era como uma bucetinha molhada, eu estava me segurando pra não gozar em sua boca, se não ele iria querer ir embora. Tirei da boca dele e abaixei sua calça colocando de joelhos no sofá;

- Vai d...

Sem esperar ele dizer fui enfiando com tudo,

- Filho da puta!

Ele estava bem apertadinho, quando enfiei ele tentou sair, somente segurei Lucas e já fui bombando em sua bundinha, eu só abaixei a calça e ele ainda estava de camisa, nem tirei sua roupa estava fodendo ele vestido mesmo, Lucas tinha um gemido afeminado que me deixava louco, ele curtia quando eu rebolava fazendo meu cassete invadir mais sua bunda, segurei em seu cabelo e comecei a bombar, tirei meu cassete e gozei na portinha de sua bunda, gozei e com a cabeça bem vermelha e melada enfiei novamente e ele gemendo, fiz movimentos pouco lentos e depois me sentei na poltrona atrás;

- Vem aqui limpar o cassete do teu macho vem!

Lucas me chupou novamente, deixando meu cassete bem limpinho e foi no banheiro se limpar logo voltou para o trabalho!


#Davi


Leandro havia sido rude quando disse aquilo, mas a verdade dói não é mesmo, no trabalho o Lucas sumiu na hora do almoço, fiquei a mercê de João Paulo;

- Davi cancela minhas reuniões desta tarde! Peça um carro pra mim.

Ele só fala isso já descendo no elevador, a gente tinha que ser mais rápido que essas atitudes dele, liguei para o motorista que graças a Deus estava no estacionamento, Lucas chegou em seguida;

- Cara onde estava você sumiu?

- Peguei um transito no caminho!

- Transito Lucas? O bairro do João Paulo é o mais tranqüilo da cidade!

- E daí? Onde ele foi?

- Ah’ sentou aqui e batemos um papo enquanto um fazia carinho no outro.

- Engraçado, digo sobre os compromissos dessa tarde!

- Mandou cancelar todos de hoje.

- Ah que ótimo, se quiser pode ir então!

- Mas assim? E se ele voltar?

- Não vai, está com a amante, relaxa!

- Rsrsrs’ tudo bem!

Fui para casa estudar pois no dia seguinte a prova seria de português e eu não estava bem na matéria, deitei na minha cama e comecei a ler, e ler e ler.

“De repente ouço bater na porta do meu quarto;

- Está aberta!

Abrindo lentamente vejo o Leandro,

- Oi!

- Entra ai.

Ele entrou e se sentou aos pés da minha cama;

- Português?

- Pois é, a Eunice que gosta de mim e não a matéria dela.

- Haha’ quer ajuda?

Ele estava com o uniforme do colégio ainda, o cabelo pro lado arrumado na frente e mais solto atrás deixando seus olhos bens destacados e sua boca estava avermelhada, pedindo um beijo.

- Davi?

- Ah? Oi?

- Está me ouvindo?

- Sim, é que...

- Que... ?

Beijei ele, dessa vez com muita vontade, sua boca era doce e macia, porem com uma firmeza que vai direto ao tesão deixando com mais excitação, afastei lentamente a boca da sua e ele estava com um sorriso, eu abracei beijando seu pescoço ele começou a rir por causa das cócegas. Até minha mãe bater na porta...”

- Davi, acorda!

- Oi.

- Vou trabalhar, sua irmã esta na casa da Andressa, o jantar é seu ok .

- Tudo bem mãe!

Novidade estava sonhando, minha mãe saiu da porta do quarto, olhei para baixo e estava excitado, fui tomar um banho frio, para aquele cara sair da minha cabeça, literalmente não sabia o que estava acontecendo comigo eu sonhando um sonho daqueles e ainda com outro cara! Acho que pode ser pelo que ele mesmo havia me falado!



#Leandro



Naquela tarde fui ao psicólogo amigo da minha mãe, posso dizer? Sou bem mais inteligente do que aquele cara, ele só fazia perguntas e anotava tudo e nada mais como fui com ela até o hospital aproveitei para andar por La um pouco, fomos no consultório dela e uma enfermeira chegou correndo;

- Doutora precisam da senhora na emergência!

- Estou indo. Leandro pega um taxi e direto pra casa!

- Sim senhora!

Quando cheguei em casa eu vi o Derek beijando outro cara que estava saindo de sua casa, tentei não ficar pensando e sofrendo com aquilo, já bastava o que eu havia falado para o Davi, na verdade estava desencanando daquele cara, acho que a gente cansa de sofrer!

No dia seguinte as provas seriam logo nos primeiros horários, cheguei e fui ler pra dar uma base ao que eu havia estudado, depois de meses sem falar direito comigo quando Davi chega, me cumprimenta;

- E ai!

Eu sou um fraco, pois esperei e virei pra ele e disse;

- Foi mal pelo que disse ontem! Desculpas!

- De boa fica tranqüilo.

Disse ele batendo em minhas costas, com um sorriso, diferente posso assim dizer, me voltei com a pulga atrás da orelha, pois porque do nada ele veio falar comigo.

O dia estava nublado com um sol, porem esta pouco frio, estava sentado olhando uma ficha da faculdade onde eu queria me ingressar e Derek chega me assustando; - Há’ te achei! - Ah filho da mãe, que susto! - E ai, tranqüilo? - Sim. - O que está olhando? - Uma ficha da faculdade. Ele fez uma pausa se curvou para olhar a folha depois voltou a seu posto perguntando; - Que foi com você Leandro? Está diferente comigo! - Eu... Vi você beijando um cara ontem na sua casa! - O Lucas. - Poderia ter me falado não acha? - É Leandro, escuta... Olha no meu olho! Não temos nada eu e você, ele é só um amigo, e sinceramente, não quero atrapalhar você e o Davi! Sabem aquela linda cara de paisagem? Pois é, foi a que eu fiz pra ele; - Como assim eu e o Davi? - Ah Leandro, eu sou mais velho que você, acha que não sei quando alguém está afim de alguém? Você sempre fala dele, e o jeito que fala. - Isso não te torna um expert! - Leandro? Ele fixou o olhar no meu, eu não consegui suportar e desviei o olhar, respirando pouco, ele sorriu! - Cara você está gostando mesmo dele! - Não enche Derek. - Meu Deus, cara como eu não percebi, mas e ele sabe que esta gostando dele? Eu hesitei em responder, mas não consegui e respondi, - Sim, ele sabe! - Já ficaram? - Não! - Olha Leandro, eu gosto de você, foi o único que foi de boa comigo quando cheguei nesse inferno aqui, mas não gosto do Davi, se eu puder ajudar, estou a disposição! - Cara você é sempre previsível assim? - Faço o que posso! - Tenho que ir com licença. Eu peguei minhas coisas e Derek subiu em cima da mesa da cantina e gritou para toda a escola; - Galera, Aqui, prestem atenção (...). Sabe aquele momento que até sua alma gela de medo, pois é, cheguei a encostar pra não cair, com medo do que ele iria falar! (...) Com o fim das provas esse fim de semana, vou dar uma festa em minha casa e estão todos convidados, conto com vocês no Sábado, vou postar no Facebook meu endereço! Ufa! Era só o que consegui dizer, fui até a sala para guardar o material, assim que entrei Davi entra em seguida, estranhamente falando comigo e indo até sua mesa; - Vai na festa na casa do Derek? - Não sei, não estou muito afim, além do más Segunda temos prova de Física! - Para de ser nerd, cara. - E você vai? Não se dá muito bem com o Derek. - Eu ameacei contar para o pai dele, por incrível que pareça ele disse que estava vindo me chamar. Acho que vou sim. Seria bom ter você lá. Disse ele saindo da sala. Vão Me desculpas mas se isso não for uma indireta, eu estou muito por fora!

7 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia