• @rgpatrickoficial

One Choice - Capitulo 6

#Leandro


- Ela realmente é muito linda!

- Quem?

- A garota que estava com o Davi na entrada do colégio!

- É pois é!

- E, o que foi em?

- Fui expulso do jogo hoje!

- Porque Leandro?

- Eu derrubei um cara, bem eu quase matei ele!

- Eu não entendo nada, mas e ele ficou bem?

- Ali.

- Ali o que?

- É o cara que do futebol.

- Você deve desculpas a ele não?

- Tudo bem.

Minha mãe guardou o carro e me fez ir até lá falar com ele, que havia mudado para o lado da minha casa, ele estava jogando agua no carro com uma mangueira, estava sem camisa e ainda de calça jeans e tênis, era magro e tinha um rosto meio que quadrado na feição do queixo, cabelo quase careca na altura das orelhas e um topete em cima em cabelos e olhos negros, “Tá ele não era lindo, mas como se diz, tem boro godo”.

- Boa Tarde!

Quando falei isso ele se levantou e a mangueira de água passou em minha canela me molhando, ele ficou vermelho na hora!

- Brother não fiz por querer!

- Não, não tudo bem, acho que mereço isso!

- Ah foi você que me derrubou hoje não foi?

- Culpado!

Falei apontando pra mim, galera o viado apontou a mangueira pra mim de novo molhando mais um pouco, dessa vez meu peito;

- Agora estamos kits.

- Filho da puta!

- Não, não! Ela se chama Márcia

- Sou Leandro Duarte!

- Derek Santana! Você mora aqui do lado?

- Sim, moro aqui com minha mãe, e você?

- Moro com meus pais. Mas nunca estão em casa por causa do trabalho!

- Minha mãe também, Cara esse carro é seu?

- Sim, curtiu?

- Da hora, ei quantos anos você tem?

- Tenho 19.

- E está no colegial?

- Fiquei dois anos sem estudar.

- Beleza, ei novamente foi mal por hoje!

- Depois se quiser aparece ai, te ensino a jogar bola!

Apontei o dedo pra ele e sai, quando me virei de costas sinto outro jato de agua, olhei e ele estava rindo, entrei me troquei e fui para janela do meu quarto onde dava pra assistir ele, fiquei um tempo olhando. No fim daquela tarde eu estava na piscina e ouvi uma voz ao lado;

- Não vai convidar?

Era o Derek ele estava no jardim de sua casa em cima de algo pois estava bem alto;

- Chega ai!

Ele pulou a cerca que deveria ter uns 2 metros, tirou a camisa e o short pulou de cueca na piscina.

- Cara isso aqui é vida!

- Tenho que concordar!

Ele jogou água em mim e travamos uma guerrinha, depois jogamos bola, piscina de novo e quando estava a noite por cair ficamos nas cadeiras;

- Tem cerveja ai?

- Não cara já acabou!

- Um beleza! Ei que colégio de merda é aquele em?

- Haha’ como tem coragem de falar assim mano, estudou lá tem um dia!

- As pessoas não tem onde caírem morta e querem ser metidas, ou pensar que são, se importam com a opinião dos outros e cheio de fofoquinhas pra cá e pra lá.

- Parece até que esta falando do Davi!

- Minha rola pra aquele cara!

- Cara você é sempre assim?

- Assim como, moreno?

- Haha’ não explosivo?

- Só as segundas.

- Atá!

As luzes da casa dele se ascenderam e Derek saiu se despediu e quando pulou a cerca voltou e falou!

- Quer carona pro colégio amanhã?

- Pode ser!

- Falou!

“Me apaixonei de novo? Não pode ser!” Derek era muito rustico, mas sabe aquela pontinha de esperança que sempre há, pois é, por ser mais velho e mais vivido fiquei com isso na mente, ele me parecia uma péssima influencia, mas quem ligava não é mesmo.

Na manhã seguinte ele buzinou freneticamente na porta de casa, eu sai correndo, afinal estávamos atrasados, e ele novamente sem o uniforme;

- Não se se vão deixar você entrar hoje!

- Por que?

- Está sem o uniforme!

- Fica de boa!

E deixaram, por incrível que pareça, no meio da aula de historia ele aparece na minha sala, a professora havia saído, ele entrou e veio até mim!

- Mano me empresta sua calculadora ai!

Peguei e entreguei a ele falando.

- É pra devolver em!

- Pega na minha casa depois, haha!

Rindo como se não fosse entregar mais, Davi e Pietro estavam do lado, Davi sentado na mesa olhando para trás e Pietro em sua cadeira, Andressa estava do meu lado e perguntou;

- Você conhece ele?

- Sim é meu vizinho!

- Ai conta tudo!

Contei  o que sabia pra ela, alias meninas ficavam loucas quando havia carne nova no pedaço, aquele dia quando sai Marcela e Andressa estavam próximas ao carro de Derek, ele estava entrando e ela me cumprimentaram, no meio papo acabamos dando carona pra elas, rolou somente uns beijos na bochecha mesmo, quando cheguei em casa minha mãe ainda não havia chegado;

- Ela não chegou ainda!

- Não tem chave?

- Não peguei hoje cedo com um louco da buzina na minha porta!

- Hehe’ entra ai, pode esperar ela na minha casa!

Entrei e a casa dele era muito linda mesmo, subimos até seu quarto que era enorme, a bateria estava lá no canto e havia um cinzeiro com tocos de cigarros ao lado da cama, um frigobar no canto e uma televisão enorme com um vídeo game embaixo;

- Mano tem lugar pra mais um aqui?

- Haha’ curtiu?

- Porra Derek é demais seu quarto.

- Valeu. Vou tomar um banho fica a vontade ai!

Assim era só entrar e fechar a porta, mas nem isso ele fez, tirou a roupa na porta do banheiro e entrou no banho com a porta aberta, ele tinha algumas tatuagens e uma bunda grande, pois é era aquele tipo de magrinho com a bunda grande, tinha pelos na parte pubiana e seu membro era pouco grande mesmo sendo mole, a tal fama dos magrinhos possivelmente!

Sentei na bateria dele fiz um barulho, só barulho mesmo, eu ouvi ele rindo do banheiro. O chuveiro desligou ele veio se secando e pegou uma cueca box branca na gaveta que já estava aberta e abriu o escaninho ao lado da cama pegou um cigarro colocou na boca e disse;

- Aceita?

- Não valeu!

Ele não chegou a acender, eu bati com a baqueta em um prato e ele olhando veio em minha direção;

- Chega pra lá.

Se sentou do meu lado, isso de cueca, com o cigarro no meio dos dedos, e me deu uma breve aula tipo algumas dicas, eu fiz um som rápido e disse;

- Cara estou melhor que você em 3 minutos de aula.

- Teu cú que está melhor que eu.

Ri muito do jeito que ele disse, e ouvimos o carro da minha mãe, eu me levantei e disse;

- Cara tenho que ir!

Ele se levantou colocou um short e ainda com as baquetas na mão disse;

- Que pena iria te beijar agora!

- Eu ainda estou aqui!

Ahn? Juro que foi impulso, não pretendia dizer algo logo na cara daquele jeito, ah mas também o que á de mal, ele que começou.

Derek pegou em minha nuca e sua boca veio ao encontro da minha com uma pressão, pois me encostou na parede, fui pressionado por sue corpo e seu membro que finalizou uma mordida nos meus lábios;

- Agora pode ir!

Eu rindo sem achar o caminho certo, com dificuldade para firmar as pernas sai, ele nem me acompanhou até a porta ficou no seu quarto, cheguei em casa naquela tarde flutuando;

- Que foi garoto? Viu um passarinho verde?

- Não nada, só que a senhora tinha razão! As vezes devemos olhar ao nosso redor, pois pode ter alguém debaixo do seu nariz.

- Ah Leandro Duarte que isso em?

- Ah mãe para!


#Davi


Cheguei em casa e Marcela estava lavando a louça;

- E ai Maria gasolina!

- Confessa que está morrendo de ciúmes do Derek?

- De quem? Ah do novo viadinho da escola, ui e como estou!

- Viadinho mas você está se roendo de tanta raiva não é mesmo?

- E porque estaria?

- Ele é idêntico a você Davi, só que tem atitude!

Não respondi ela só entrei no meu quarto tomei um banho e abri meu E-mail e para minha surpresa um dos currículos que havia mandado recebi resposta, a entrevista era naquela tarde em uma agencia de publicidade, aproveitei troquei de roupas e sai;

- Vai aonde garoto? Não vou colocar o lixo pra fora!

- Vou em uma entrevista de emprego, me deseje sorte!

Ela ficou olhando enquanto eu sai!

A entrevista era na “Santana Publicidade”, uma agencia de publicitários famosa na minha cidade, por fazerem propagandas para grandes marcas nacionais, a vaga era de assistente, quando cheguei me deparei com uma fila de garotos da minha idade, detalhe havia somente uma vaga, e fomos submetidos a varias tarefas e pequenos trabalhos e também entrevista com 2 pessoas, até eu conseguir a vaga, o local era até sofisticado, na ultima conversa já com a gerente do RH ela me carregou de informações do meu serviço;

- Bem senhor Davi, você irá ser um dos assessores de João Paulo Santana nosso diretor, ele já consta com um auxiliar e sempre colocamos mais alguém para ser garantido a eficiência, bem você fara planilhas, controle, compromissos e o que e qualquer coisa que for solicitada estamos entendidos?

- Sim, claro!

- Seu salario será este e a documentação que preciso você começa amanhã.

O valor era exorbitante, em meses conseguiria ajudar e muito minha família, e de quebra conhecia uma profissão para o meu futuro. Contei para minha mãe e irmã que ficaram super animadas, a Renata não me deu muita bola, até porque eu iria diminuir o tempo junto a ela, dia seguinte de aula, eu com a declaração do trabalho não iria fazer mais educação física por causa dos horários, “graças a Deus”. Derek estava mais próximo de Leandro e das garotas da nossa sala, até demais, o cara era muito folgado, eu estava falando com a Marcela sobre o trabalho quando ele chegou;

- E ai gata, tudo bem?

Chegou abraçando e beijando a bochecha.

- Não vejo seu nome escrito nela em lugar nenhum pra chama-la de sua gata!

- Ou! Calma ai anjinho! Foi só um elogio.

- Que seja da próxima vez pode chamar de Marcela ela também responde por esse nome!

- Ficou com ciúmes, fica sussa somos somente amigos.

Disse ele tirando o meu cabelo do olho.

- Tira a mão de mim falou!

Sai puto de perto deles, e não entendia o porque ele ainda não usava uniforme e nem respeitava o colégio, mas não iria ficar com isso na mente, além do Leandro, agora eu trabalhava e tinha que me empenhar!

E por falar em trabalho na empresa todos temiam esse tal de João Paulo, no meu primeiro dia conheci o Lucas, que iria trabalhar comigo ele era assistente a mais tempo, a minha mesa ficava em frente a dele e no meio a sala do João Paulo sempre com portas fechadas, Lucas me explicou o básico, e quando liguei o computador a porta de vidro transparente se abre era o tal João Paulo, ele estava no telefone nem olhou pra gente e foi entrando, depois de uns minutos o interfone chama ao Lucas,

- Rápido levanta e vem comigo!

- Lucas quero a relação mensal na minha mesa em minutos.

- Senhor esse é o Davi Sales o novo assistente!

- Espero que dure mais que o ultimo. Agora saiam.

O cara era o diabo, e Lucas uma ovelhinha, só respondia e abaixava a cabeça. Com o tempo eu fui pegando algumas manhas. Quando ele chegava tinha que ter o jornal e um café expresso em sua mesa, Lucas sempre buscava o almoço dele e do filho que ainda tinha que levar em casa, além das ordens que eram muitas, em uma quarta-feira, Lucas sai da sala dele quase que correndo;

- Davi pega o almoço de João Paulo e traga aqui até as 12h30min, o do filho leva nesse endereço!

- O que eles comem?

- João Paulo hoje é quarta-feira é comida japonesa! O filho você pode comprar no Detroit um prato feito. Vou na cidade vizinha pegar umas fotos muito importantes.

- Mas eu vou de que Lucas?

- O motorista está a sua disposição, agora vai rápido!

Sai como um foguete peguei a comida de João Paulo e deixei em cima de sua mesa, voltei correndo fiz o pedido e o motorista me deixou na casa deles, que por sinal era ao lado da de Leandro.

“ Não poderia ser, não, por favor não”. Comecei a rir dentro do carro de tanta raiva do que iria acontecer;

- Tudo bem Davi?

Perguntou o motorista se virando para trás!

- Por acaso o filho dele se chama Derek Santana?

- O próprio!


#Derek


Estava jogando “Need For Speed” quando o interfone chamou, pelo horário era meu almoço, só respondi;

- Entra estou aqui em cima!

Bem demorou alguns minutos, mas logo alguém entra no quarto;

- Pode colocar na mesa a sua direita!

Quando eu olhei comecei a rir, dar gargalhadas na verdade!

- Isso é serio? Você está trabalhando com meu pai?

- É o que parece! Mais alguma coisa?

Me levantei abri as embalagens olhei pra comida;

- Não vou comer isso!

Ele respirou antes de responder!

- O que será então?

- Comida Árabe!

- Quer comida Árabe esse horário?

- Acho melhor correr, deve já estar fechando.

12 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia