• @rgpatrickoficial

One Choice - Capitulo 3

Alguns meses depois...

- Pietro estou trocando mensagens com a Renata!

- Ta afim dela?

- Ela é de boa cara, e gostosa né, é o que mais importa!

- Depois que tirou a virgindade da Brenda Davi, está com moral pra pegar até a professora Eunice.

- Haha’ aquilo é do diabo.

- rsrsrs’.

- Mas a Brenda eu como ela quando quiser né cara, dei um trato e deixei ela na geladeira pra quando eu quiser.

- Tenho que apreender com você cara.

- Nada, a Priscila é perfeitinha toda branquinha, não sei como conseguiu pegar ela.

- Vai fundo investe na Renata Davi. Olha aproveita que ela está com as meninas!

- Vamos lá!

As garotas estavam reunidas na mesa rindo e olhando pra gente, chegamos sentando e abracei Renata;

- Olha o Papai Noel veio mais cedo Renata, aqui esta seu presente de natal.

- Acho que ele errou Davi, não pedi isso!

Todos riram, o Pietro quase mijou nas calças;

- Falei Pietro que essa cantada não iria funcionar!

Mais risadas, e então para a minha surpresa ela disse o impossível;

- Davi não vai nos convidar pra festa que sua irmã vai dar na sua casa?

- Festa? Na minha casa? Está enganada não?

- Aqui!

Disse ela mostrando uma mensagem no Whatsapp, ei falei que iria confirmar e corri até a Marcela, que estava saído do banheiro;

- Que historia é essa de festa na nossa casa?

- Vou fazer quando o papai viajar pra casa da vovó.

- E não me fala nada!

- Você vai viajar com eles Davi.

- Mas é claro que não, eu vou ficar, acha que vou perder uma festa na minha casa.

- Não vou cuidar de ninguém.

- Ou eu vou ou nem o papai vai!

- Só chama o pessoal da sua sala, e nada das patricinhas do 2° ano!

- Ha’ te amo!

Na aula do dia seguinte antes do intervalo eu interrompi a professora;

- Professora quero dar um recado do diretor!

- Fala Davi!

- Galera na nesta sexta-feira vou dar uma festa na minha casa e está todo mundo convidado!

Todos gritaram a professora sorriu e eu completei;

- Vale pra senhora também Eunice!

- Quem vai dar a festa é sua irmã e não você!

Disse a Larissa sendo nojenta como sempre;

- Ah é mesmo! Todos estão convidados menos a Larissa!

No intervalo cheguei em Pietro abraçando ele todo animado;

- Eu vou pegar a Renata, na festa, na minha casa, e quem sabe estréia minha cama.

Falei cantando e ele continuou!

- Quero pegar sua irmã, na festa, na sua casa, e quem sabe conhecer o quarto dela.

- He rapaz ta me estranhando é! Tem amor nos dentes não?


Sexta-feira...


Meu pai saiu de viagem e nem virou a esquina eu e a Marcela corremos para arrumar a casa, deixamos tudo em ordem escondemos o que era de se esconder e saímos para comprar as coisas, pegamos as minhas ultimas economias e as dela, compramos bebidas refrigerantes bastante coisa, ás 19h00min estava tudo pronto eu estava no banho e Marcela na porta enchendo para entrar.


#Leandro


- Poxa Leandro vai ser legal, porque não aparece por La?

- Renata se eu fosse em uma festa seria onde não tivesse o pessoal da minha sala, e pior na casa do Davi, ele me odeia.

- É claro você bateu nele.

- Foi uma bolada! E foi sem querer, até me desculpei!

- Olha o convite está feito, ele nem falou sobre você, estou te esperando lá vai se divertir.

Desliguei o telefone e minha mãe veio perguntar quem era;

- Namorada?

- Não, uma amiga do colégio!

- Um e posso saber o que ela queria?

- Estava me chamando pra uma festa que um cara da nossa sala vai dar!

- Você vai?

- Mãe o último lugar que eu vou querer estar é em uma festa com o pessoal do meu colégio.

- As pessoas são diferente fora da escola Leandro, você não é diferente quando está em outro lugar.

- Mas é diferente!

- Não é não, se quiser ir, avisa que eu te levo!

- Ta bom vou tomar um banho, mas vai me deixar na esquina!

-Tudo bem!

Ir a uma festa não deveria ser uma tortura, eu sai do banho e o Davi mandou umas fotos da casa dele pronta! Me arrumei coloquei uma camisa normal, uma calça jeans escura e uma jaqueta verde discreta arrumei o cabelo e minha mãe me deixou na esquina, onde vi um movimento na porta da casa, possivelmente de Davi, chegando vejo Pietro que me acompanhou na entrada, logo de cara vimos o Davi de calça branca, camiseta preta, uma faixa dos Estados unidos envolvida na cabeça, algo que deixou seu olho azul redundante!Entrando e ele veio em nossa direção, falando direto comigo;

- Eu te convidei?

- Você chamou a sala, e se não souber eu estudo nela!

- Estou brincando cara, entra ai, fica a vontade! Só longe da minha irmã.

Ele às vezes tinha um humor sarcástico e peculiar de se entender, entrei e logo houve ele falar com Pietro;

- Davi você bebeu?

- Só um copo!

- Parece que foi uma garrafa!

Quando entrei fui andando em meio às pessoas, e tinha poucas pessoas conhecidas da nossa sala, até a Marcela vir me cumprimentar;

- Olha quem está aqui! Bem vindo Leandro você veio sozinho?

- Não, Pietro está perdido ai!

- Disse com alguma garota?

- Não, não!

- Hum, você está lindo sabia!

- Obrigado, você também, muito linda!

Essa conversa foi durante um abraço e um beijo na bochecha, terminei de falar sinto uma mão na minha cintura me puxando, era o Davi, ele foi me conduzindo até a parede e falou bem perto do meu rosto;

- Qual parte que eu falei “Fica longe da Marcela” você não entendeu?

- Foi mal, a casa é dela também, só fui cumprimentar!

- Aham’ sei, toma pega uma cerveja!

- Eu não bebo.

Ele me entrego eu se virou, quando eu disse ele olhou com uma cara muito estranha!

- Não bebe? Tem refrigerante atrás de você.

- Também não!

- Aguá da torneira?

- Sim.

- Isso é muito gay sabia.

Falou ele entrando no meio das pessoas, foi ai que Renata me vê, nossa ela pulou em cima de mim, eu até me assustei, ela estava com um vestido decotado florido rosa e curto, realmente provocante, cabelos lisos e longos, batom forte.

- Você veio!

- Pois é, você está linda!

- Você também muito gato, que perfume é esse?

- Uomini black.

Disse ela me dando um selinho no pescoço, conversa vai conversa vem, andamos um pouco e Davi subiu em uma mesa ou cadeira não sei, no meio da galera e começou a falar, não ouvi pois Renata me arrastou para os fundos, e ele viu. Colocou-me na parede e me beijou, passei a mão na coxa dela apertando quando Pietro chega nos separando;

- O Davi viu vocês, cara...

Ele não terminou de falar e a Renata saiu com a Andressa;

- O que tem ele cara?

- Ele é afim da Renata Leandro!

- Puta merda!

Fiquei sem reação, quando sai da parede para sair dali, ele veio me segurou com um braço, e o Pietro saiu! Pensei que iria apanhar ali, Davi me puxou pela jaqueta para mais escuro ao fundo, onde havia poucas pessoas;

- Diz o que é? Você está apaixonado por mim é isso?

Ele perguntou isso de braços cruzados bem na minha frente;

- Como assim cara?

- Mano onde eu estou você está, fica me olhando disfarçado, da em cima da minha irmã, agora da garota que eu to afim, que foi Leandro qual é a tua?

- Davi eu não sabia que você era afim da Renata cara acredita em mim!

- Se eu não te conhecesse acharia que é gay Leandro!

- Ta falando isso por quê?

- Dessa vez vai passar, mas da próxima eu que vou tirar sangue de você e não será com uma bolada!

- Já é.

Ele saiu, eu arrumei meu casaco e voltei para a festa, me sentei em uma mesa separada e um cara veio até mim se sentando perto!

- E ai!

- E ai! - Sou Diego, beleza? - Sou Leandro, bem cara e você! - Ah foi você que pegou o Davi no colégio? - Aquilo? Não foi só uma bolada! - Ele não gosta de você! - Novidade, não te conheço, estuda com a gente? - Estudo no colégio e sou vizinho do Davi! - Assim, ele fala de mim? - Sim, já falou mal algumas vezes, e falou que te odeia! - Ódio barato, eu não sei o por que! - É só ciúmes, acredite ele é de boa, um cara na dele que só gosta de aparecer, e humilde, muito humilde! - Conhece bem ele mesmo não! Davi veio passando e parou abraçando o Diego; - Vai querer ele também é Leandro? - Não é isso Davi... Eu fui tentar me explicar e ele veio me abraçando e fomos pra pista de dança, olha ele estava muito bêbado. Já no fim da festa estávamos dançando eu ele o Pietro a Andressa e a Marcela, o Diego sentado no canto e tinha um casalzinho se beijando no sofá, só aquele pessoal de fim de festa mesmo, acabamos sentados conversando sobre besteiras, até que a Marcela disse; -Caramba já são 04h00min da manhã! - Vão dormir aqui né Leandro? Pietro? Diego? Davi acabou convencendo eu e Pietro a dormir por lá mesmo, Marcela foi dormir e Andressa junto com ela, nos três no quarto do Davi e Diego foi embora, pois morava na mesma rua. Acordamos por volta de 11h00min, arrumamos a casa, coisa que eu nunca havia feito, comemos algo e liguei pra minha mãe, mas ela estava no trabalho e iria demorar; - Ela não vem te pegar? - Não, Está no trabalho! Davi onde consigo um táxi por aqui? Ele e a Marcela começaram a rir, e ele disse; - Leandro não vem Taxi pra esse lado da cidade, vem vamos de ônibus é bem mais barato! - Ônibus? - Sim, por quê? - Não nada! Fomos andando umas quadras até o ponto e ele falando e falando e falando, Caramba Davi não parava de falar, ele realmente é muito hiperativo, quando o ônibus chegou entramos eu paguei e ficamos em pé mesmo, ele olhou pra mim e disse; - Você nunca entrou em um ônibus não é mesmo? - Dá pra perceber? - Ninguém vai te roubar, relaxa! Fiquei rindo dele, e foi até divertido, (não, não foi), o ônibus nos deixou perto de minha casa, andamos mais um pouco e quando chegamos ele parou na calçada e disse; - Ta me zoando que mora aqui? - Não por que! Entramos e eu o chamei até meu quarto, tirei o sapato, falei que iria tomar um banho ele nem me deu ouvidos, quando voltei ele estava na sacada; - Leandro você tem uma piscina no quintal de casa! - Pois é! Quase não... - Que demais. Ouvi a porta abrir era a minha mãe! - Olha meninos, Leandro quem é seu amigo? - Davi senhora, sua casa é muito bonita! - Obrigada, filho, então como foi a festa? - Leandro queria beber mais eu cuidei dele, tomou só água né? Fala pra sua mãe.

19 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia