• @richardsongaarcia

One Choice - Capitulo 2

Fim de férias ao menos da viagem, de volta a minha cidade, ao meu bairro, a minha casa ao tédio e os amigos. A menos de uma semana de volta as aulas eu estava com Diego soltando pipa no campo perto de casa, e contando da viagem;

- Fui para casa de meus avos Davi, passei na fazenda como todo ano.

- Pois é Diego a viagem foi ótima, a parte ruim é que estou queimado até hoje de sol.

Diego tinha minha idade, é meu melhor amigo, não estudamos juntos pois ele reprovou em um ano e eu estou em sua frente.

- Não acredito que esse é meu ultimo ano naquela escola!

- Sorte sua, eu ainda falta 2 anos.

- Que merda cara!

- Ei olha...

Disse ele a pipa que estava caindo do céu, é claro, saímos correndo em meio ao bairro e casas pra pegar ela, naquela noite brincamos com amigos da rua de pique esconde, minha irmã sempre dentro de casa.

Volta as aulas... (fuck aulas).

Meu colégio era tipo militar, usávamos calças cor de pele, com um estilo blazer azul escuro, e o uniforme abaixo camisa branca manga longa, alguns nerds usavam gravata vermelha, (imaginam que beleza).

Primeiro dia de aula do ano o que queremos, é exibir nossos cadernos e mochilas novas, roupas, penteados e tudo mais, isso é a expectativa, mas a realidade é bem diferente, todos com cara de sono, as mesmas pessoas, aquele cheiro de pasta dental e creme pra espinhas logo cedo! Pelo menos comigo sempre foi assim, quando a professora de português me viu, ela já fez outra cara, eu sempre chego atrasado, pareci na porta da sala com um sorriso e ela disse;

- Pensei que tinha me livrado de você ano passado Davi!

- Bom Dia Professora Eunice, que saudade!

Falei abraçando ela, Eunice era nossa professora de português a 2 anos, como ela é pequena e usa óculos uma senhora de cabelos pretos e magra, uma das preferidas da sala, os garotos rindo abracei ela e fui me sentei, esticando a mão e batendo nas de meus colegas, sentei na penúltima mesa já fazendo bagunça, tirei o blazer, ficando só com a camisa bem a vontade, peguei a gravata da Andressa que sentava do meu lado e coloquei.

1 hora de aula e eu estava quase cochilando quando entra um garoto na sala um novato;

- Com licença aqui é o 3° ano B?

- É sim e você quem é?

- Leandro!

- Leandro Duarte?

- Sim, senhora!

- Pode entrar, fica a vontade.

O cara tinha o cabelo curto bem cortado, a calça dele era mais justa que a nossa então dava um estilo informal, o blazer dele estava com as mangas erguidas na altura do cotovelo , ele usava relógio de cor prata pequeno com tiras de couro, tem uma barba por fazer, olhos castanhos claros.

Algumas meninas deram risadas, saiu até um assovio, ele chegou a uma distancia no meio da sala e disse;

- Aquela cadeira está livre?

Apontou pra mesa em frente a minha, ele perguntou pra professora e eu respondi;

- Não, minha preguiça está sentada nela!

Todos caíram na risada;

- Senhor Davi não comece! Está sim Leandro pode se sentar!

Ele bem sem graça se sentou, eu dei uma risadinha sem graça, a aula da Professora Eunice havia acabado e eu peguei o pincel e fui pra frente da turma assim que ela saiu;

- Ou silencio! Aqui escutem! Isso aqui está pior que fera livre! OU... Vamos fazer a votação pra representante de sala, até o professor vir!

Eu comecei a tal eleição, claro estava ganhando, meus colegas resolveram zoar e colocaram o nome do Leandro, ele recusou mas estava ganhando votos então eu deixei seu nome, bem o resultado eu ganhei com 20 votos, sem segundo Leandro com 4 e por ultimo a Larissa, uma nerd filha da mãe com 2;

- Você não pode ser representante Davi!

Disse ela, toda nojentinha;

- E porque eu não posso mais chatice do ano?

- Você não participa de todas as matérias, o representante tem que fazer todas, e pelo que sei você não faz educação física!

- (Atchim) Nojenta!

Eu fiz que iria espirar e chamei ela de “Nojenta”, alguns riram e a Andressa concordou;

- É mesmo gatinho, não pode!

- Ah como são caretas em, estão pior que o Professor Marlos, tudo bem, Leandro é o novo representante, estão satisfeitos.

Gritei apagando o quadro quando o professor entra na sala;

- Posso saber o que tem eu Davi?

- Os meninos querendo que eu seja responsável como o senhor.

A risada correu solta ele me mandou sentar e seu inicio a pior aula de todas, “matemática”, hora do intervalo aquelas turmas reunidas e separadas, eu estava com a galera da sala e minha irmã vem até a mesa;

- Davi vem aqui.

- Diga!

- Andressa disse que aquele novato estuda na sua sala?

- Leandro?

- Ai que nome lindo.

Olhei pra ela tipo “ahn”?

- É senta na minha frente!

- Ele namora?

- Como vou saber? Ele estuda aqui faz 4 horas!

- Mas você não presta pra nada Davi! Aff.

Quando ela disse isso, eu gritei na frente de todos, para ele;

- LEANDRO TEM NAMORADA?

Ele estava sozinho pegando o lanche todo mundo me olhou e depois voltou o olhar pra ele, que quase sumiu, por falar em sumir a Marcela estava já debaixo da mesa me cutucando, ele então fez que “Não” com a cabeça;

- Não Marcela ele está solteiro!

Ela me deu uns tapas e disfarçou pra sair, meus amigos ficaram me zoando, perguntando se eu que estava interessado e tals. A próxima aula era de educação física, no vestiário troquei de roupa e fui zoar meus colegas, Pietro estava se trocando peguei seu short e sai correndo;

- Sai fora Davi, para de ser viado!

- Gente o Pietro não quis falar mas ele deu pra mim nas férias, é foi bem gostosinho, quem quiser ta apertadinho!

Gritei perto do meu colega o Pietro, logo ele respondeu!

- Ta apertadinho porque o pau dele é fino e pequeno.

Todos caíram na risada, até o Leandro;

- Até o novato rindo de você Davi!

Disse Pietro apontando pro Leandro, que logo fechou a cara;

- Nem chegou e já esta todo soltinho né Leandro, novatos aqui tem que dar uma chupetinha nos veteranos!

Os garotos riram, e ele saiu pisando pesado. Olhem eu não jogo bola odeio esportes, sempre na aula de Educação Física eu ficava moscando, sem fazer nada, aprontando é o que eu sei fazer de melhor! Mas esse ano quando entrei na quadra me deparei com um terror!

- Cadê o professor Rogério?

- Ele foi promovido agora eu vou dar aula pra vocês durante esse ano! Sou o professor Kerley, formado em educação...

Ele ficou falando e meu coração começou a pulsar... todos foram para a quadra, se aquecendo e tals e eu sentei perto dele, Kerley me deu uma olhada e disse;

- Não vai aquecer?

- Eu não jogo bola!

- Não joga bola? Então é melhor apreender caso não queira repetir de ano!

Tentei escapar mas não colou, tive que entrar em quadra!

- Olha quem vai jogar! Davi fica no gol, não quero você atrapalhando meu time!

Falou Pietro rindo, eu retruquei!

- Pega leve galera!

Leandro era o atacante do outro time, eu sabia que era defender, a bola não poderia entrar, era a única coisa que eu sabia, e foi horrível nossa muito ruim mesmo, cada passe errado, deixei passar um gol, os garotos ficaram putos, e pra piorar no segundo tempo, vejo Leandro vindo em minha direção, ele chutou a bola,📷Quando fui defender ela escapou e pegou na minha cara, a pancada foi de lado acabei caindo no chão, fiquei pouco zonzo quando passei a mão no nariz estava sangrando, Pietro correu pra me ajudar a levantar, Leandro veio pra cima de mim para se desculpar;

- Cara foi mal, não fiz por querer.

- Sai de perto de mim.

Falei estendendo a mão pro rumo dele que parou na hora!

- Calma Davi, foi sem querer.

Disse Pietro, eu me livrei dele, e fui para o vestiário sozinho, tirei a roupa e fui para debaixo do chuveiro, fiquei por um tempo até para de sangrar, estava me vestindo quando o time voltou e eu já estava saindo, quando Leandro vem novamente pedir desculpas;

- Davi foi sem querer, desculpa!

- Porra cara já falei vaza!

Falei empurrando ele, pra minha surpresa Leandro me encarou; - Só estou desculpando, não precisa ser sem educação beleza. - Chegou agora e está pensando que mauricinho... Fica Esperto! Falei quase cuspindo em seu rosto, eu estava puto, o cara não precisava ter jogado daquela forma, pra completar estava bravo com o novo professor, fui pra casa, chegando só queria minha cama. No jantar estávamos sentados quando meu pai perguntou do nariz; - Que foi com esse nariz garoto? - Aula de educação física de hoje, uma bolada! - Bolada? As meninas estavam falando que o  Leandro te pegou de jeito. - Andou brigando no colégio Davi? - Não pai, vai ficar acreditando nessa  Maria chuteira. - Maria chuteira é você garoto, você nem joga bola! Briga até no jantar, fui pro meu quarto com a cabeça cheia, estava falando com o Pietro e pedi desculpas ele disse que eu fui sem educação e tals, mas falei que não fui com a cara do Leandro, ele me diz ainda que o cara deu um show hoje no futebol, pra completar minha noite. Dias se passaram, semanas se foram e eu fui fazendo os dias do Leandro um terror naquele colégio, zoando ele e tudo mais, porem nas aulas de educação física ele descontava, pois eu era um desastre, pra completar ele estava se destacando no meio da galera por jogar muita bola!

0 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia