• Richardson Garcia

Love is Love - Capitulo 9 - Volta de Thiago

#Leonardo


Heitor viu eu e Natan nos beijando, me senti mal em fazer ele sofrer, queria falar com ele mas saiu correndo e não quis me atender, depois de dois dias decidi ir na sua casa, quando toquei a campainha ele olhou no olho mágico e me ignorou;

- Heitor eu vi você, dá pra abrir?

Ele abriu a porta sem olhar na minha cara eu entrei parei em frente ao sofá e ele fechou a porta dizendo;

- Então o quer aqui?

- Vim falar sobre o que você viu aquele dia!

- O que eu vi foi uma cena de pouca vergonha dentro do seu local de trabalho.

- Heitor estou falando do Natan, e você saiu correndo me assustou.

- Não devo satisfação da minha vida pra você, e nem você pra mim.

- Cara para de tentar ser igual ao seu tio, você não consegue ser tão forte, abaixa essa guarda, desce deste telhado, vim aqui me desculpar com você, e fica me jogando pedras.

- Desculpar de que Leonardo?

- Eu gosto de você Heitor, é difícil de entender, eu errei em beijar Natan, foi só de momento...

- Por favor vá embora!

Heitor disse indo em direção a porta, eu o segui puxei seu braço e em um movimento forte coloquei contra a parede beijando, dei uma pegada em sua cintura que tirei um suspiro forte, mas foi em vão, ele me empurrou dizendo;

- Já falei vai embora.

- Depois não diga que eu não tentei, que eu não corri atrás. Gosto tanto de você Heitor, só que não dá mais, a gente cansa, e já deu pra mim.

Sai batendo a porta e chamei o elevador, mas não consegui me segurar, as lagrimas desceram ali mesmo, me apoiei na parede e chorei muito, nossa como queria voltar e pedir desculpas, pedir pra ele ficar comigo, sim, implorar, mas algo me falava que ele precisava saber que não vou ficar disponível o resto de minha vida. Em frente ao prédio dele mesmo, fui para a praia e fiquei acho que por horas, olhando e sentindo a brisa do mar. Não sabia o que fazer da minha vida, eu tracei ela na minha mente com Heitor, nunca havia pensado a possibilidade de viver com outra pessoa, acho que eu o amava.

No Dia Seguinte...

Cheguei na revista e tomei café com Pedro e Matheus, conversamos um pouco sobre o que estava acontecendo com eles e Cauã chega na mesa;

- Bom Dia a todos, Leonardo André Luiz chega que horas?

- Quem?

- O modelo de paris, ele tem secção hoje com Jade, te mandei um E-mail.

- Ai Cauã não li meus E-mail ontem, Desculpe.

- Ligue para ele, e marque com minha tia, mais atenção.

- Tudo bem, desculpe.

Fui para a sala e liguei o cara já estava na agencia, fiquei muito sem graça quando desci e fui no estúdio abri a porta e me deparo com Natan se beijando com o tal André, eu cocei a garganta e eles se tocaram;

- Bom Dia, Jade onde está? (Léo).

- Aqui Léo, preparando a câmera, hoje você demorou. (Jade).

- Leonardo este é meu namorado, André Luiz. André este é Leonardo, o cara que te falei. (Natan).

- É um prazer conhecê-lo. Seja Bem Vindo. (Léo).

- Prazer todo meu. (André).

Ele se trocou e foi para a secção e eu cheguei e perguntei a Natan, o porque de ele não me contar que tinha namorado, ele disse que não viu necessidade e foi só um beijo inocente, pedi Cauã para passar o restante do dia em casa, acho que não tinha cabeça pra continuar trabalhando.


#Caio


Acordei cedo e fui para a porta do prédio de Henrique, fiquei aguardando até ele sair, e por volta de 09:30 da manhã ele saiu com seu carro, eu então subi até seu apartamento e toquei a campainha;

- Caio?

- Bom Dia, Beto, posso entrar?

- Sim, claro mas Henrique já saiu, acho que se correr ainda consegue alcançar ele.

- Não. Vim falar com você, e ele não pode saber.

- O que foi aconteceu alguma coisa?

- Ainda não.

- Henrique te contou sobre a empresa?

- Sim.

- Beto vim pedir para você interferir o mais rápido que conseguir, caso contrário ele irá perder tudo.

- Mas Caio eu não sei como e o que fazer, já viu o tamanho daquilo.

- Henrique não aprendeu o necessário, com o pai dele, vão  ter que conseguir alguém com experiência antes que seja tarde demais.


#Marcelo


Sai do hospital estava amanhecendo quando cheguei em casa coloquei a mão na maçaneta Cauã sai;

- Opa, Bom dia Marcelo.

- Bom dia, você aqui logo cedo? Está tudo bem?

- Sim, vim pegar umas assinaturas e conversar com meu velho.

- Entendi.

- Até mais Marcelo.

- Até.

Ele saiu quando entrei Thiago estava na sala assistindo TV.

- Começou a me trair com Ana Maria Braga?

- Não, se bem que você de cabelo branco não seria nada mal.

- Me beija. Vou tomar um banho.

Como de costume eu chegava tomava meu banho e ia dormir, neste dia tomei o banho e fui para a sala de cueca mesmo.

- Marcelo alguém pode chegar e te ver assim.

- Vai logo, começa a falar.

- Falar o que?

- Amor, você está pra baixo, é a revista?

- Não vou mentir pra você, está fazendo tanta falta, gritar e brigar, e bater em alguém!

- Bater? Thiago?

- Não isso já foi a época, mas Marcelo até esses processos acabarem não posso voltar.

- Amor você não pode mais voltar.

- Ainda bem que tenho você e Cauã na minha vida.

- E Cauã como está se saindo?

- Ele é igual a mim.

- Ninguém é como você Thiago, Cauã tem a calmaria de Clara a mãe dele.

- Cauã está me deixando muito orgulhoso.

- Que bom, o que acha de namorarmos um pouco?

- Isso vai me deixar melhor?

- Melhor eu não sei, mas se gritar e mandar em mim eu respeito.

Falei beijando ele em meios sorrisos e risadas dele, tirei a camisa dele e deitei beijando ele sobre o sofá, Thiago só falava entre os beijos:

- Marcelo... Marcelo.

Tirei seu short e o meu, fiquei de cueca sobre o corpo de Thiago quente e sobreposto o meu, ele sempre correu e tinha umas pernas muito grossas e deixava sua bunda sempre empinada, isso me deixava com muito tesão.

Virei ele e sarrava em sua bunda com tanta força que quase rasgava as cuecas, eu mordia seu pescoço, passava a língua em sua orelha, Thiago se arrepiava todo quando passava as unhas em suas costas, mordidas ele gemia baixo.

Thiago colocou a mão em minha cueca puxando meu cassete e eu mordendo seu pescoço, a famosa afastadinha da cueca, ele afastou minha cueca e como meu cassete estar molhadinho fui forçando ele tirou a mão se empinando, e gemendo, eu fiquei olhando ele sendo penetrado, e respirando ofegante, ele gemia baixinho, quando enfiei tudo em Thiago eu tirei e coloquei rapidamente  ele me xingou, eu rindo continuei com força caramba indo o mais fundo que conseguia e segurando ele para não escapar em meio seu corpo contorcendo. Tirei meu cassete e nossas cuecas, Thiago deitou de frango assado eu coloquei novamente forçando e beijando ele, olha sexo com a pessoa que você ama é a melhor coisa que tem, agora sexo com quem você ama olhando e beija do, respirando e sentindo a boca dele na sua. Sem palavras.

Rebolando e forçando bem fundo Thiago até gritava em meio aos gemidos, ele estava se punhetando e eu avisei que iria gozar ele já havia feito, foram alguns jatos dentro dele que ficou rindo;

- Que foi?

- Sexo com você está cada dia mais excitante.

- Gostou é?

- Sim e o sofá também, olha onde está.

- Haha' que bom que a varanda não está aberta, se não estávamos lá de fora.

Rindo nos levantamos se beijando e fomos assim até o banheiro, tomamos um banho e a companhia tocou, Thiago foi abrir e eu estava vestindo uma roupa, fui na sala e era Jade.

- Bom Dia Jade.

- Oi Marcelo, Bom dia, gente o que houve com o sofá?

- Foi o Thiago.

- Eu?

Ela olhou pra mim secando os cabelos, olhou para Thiago sem camisa, e começou a rir.

- Aí Gente.

Disse ela rindo, eu deixei os dois a sós e fui deitar, aliás precisava descansar da noite de trabalho.



#Henrique


Eu estava chegando no trabalho e fui para uma reunião quando voltei antes que entrar na minha sala vejo Beto,

- Beto, está tudo bem? Cade Ayla?

- Está na creche. Podemos conversar?

- Beto está me assustando.

Entramos e ele se sentou na minha mesa;

- Amor, Sei que as coisas aqui não vão nada bem, como eu posso ajudar?

- Olha Beto, eu estou fazendo o que consigo,  mas não sei se você entende.

- Amor se está falando, precisamos de alguém que saiba.

- Pra dar conta disso só...

- Aquele louco da Revista.

- Thiago?

- Isso.

- Beto isso não é o ramo dele, Thiago não entende nada disso.

- Não é administrador então.

- Pode até ser.

- Agora vem aqui.

Disse Beto me beijando e agarrando me colocou em cima da mesa;

- Ta maluco! Alguém pode entrar.

Ele pegou o interfone e mandou eu falar com a secretária;

- Cláudia ninguém entra nessa sala tudo bem. Beto você está tirando a roupa?

- Vem aqui Henrique.

Beto falou isso me pegando no colo, e caímos no sofá no canto da sala;

- Amor para aqui não.

Ele me beijava sorrindo e fazendo cócegas,

- Beto, para.

Ele abriu a calça dele, e meu celular chamou, era Cauã, me levantei e falei uns minutos sobre a nova data para fotos e quando desliguei me recompus;

- Vai me deixar na mão?

- Beto, já disse aqui não, veste sua roupa, tenho que ir na revista.

- Vai falar com Thiago?

- Não vou pedir o Thiago para cuidar da empresa, eu tenho que me virar.

- Amor, você precisa de ajuda, já te falei é a melhor coisa que você pode fazer.

- Vou pensar no caso Beto, agora veste esta roupa.


#Beto


Vesti a camisa e sai, deixei Henrique na revista e meu celular chamou era numero desconhecido, era Rafael;

- Alô.

- Beto?

- Mano já falei pra não ligar neste numero, Henrique pode atender.

- Preciso falar com você, está livre agora.

- Rafael já disse que não iríamos se encontrar mais...

- Não Beto, vem aqui é coisa rápida.

- Tudo bem.

Parei o carro em frente a seu prédio e dei um toque em seu celular, ele veio e entrou no carro, me abraçando e me deu um selinho;

- ALBERTO!

- Heloísa?

- Sai desse carro Rafael, rápido antes que eu te puxe pelos cabelos. Como você tem coragem Beto?

- Heloísa ele que me beijou.

- Acelera esse carro.

- Heloísa calma.

- Calma Beto, olha seu tamanho, pra ser beijado por aquele grilo. Nossa que raiva.

- Heloísa.

- Para de ficar repetindo meu nome, e começa a falar Beto. Como você tem coragem?

- Eu não fiz nada.

- A quanto tempo estão se encontrando?

- Tem uns meses.

Heloísa começou a chorar, eu meio que assustado encostei o carro.

- O que foi?

- Quando está com Rafael, pensa em Henrique? Ou pior pensa em Ayla? Beto não te reconheço de um tempo pra cá, você mudou!

- Não quero falar sobre isso.

- Henrique sabe que ele está de volta?... Beto vocês transaram?

- Sim.

- Você tem duas semanas, pra contar a Henrique ou eu vou contar.

- Não pode fazer isso comigo Helo.

- Eu não posso mas você pode, pode ficar com quem quiser desse Rio de Janeiro mas Henrique não pode saber. Ele já sofreu demais Beto, não merece isso. Duas semanas não se esqueça.

Ela saiu do carro e pegou um táxi, eu fiquei com a cabeça no volante pensando no que havia feito com minha vida.


#Cauã


- Amanda acho que já está bom de trabalhar, quero que descanse fique em casa.

- Cauã eu não estou cansada e essa barriga aqui, não atrapalha assim, se Deus quiser quero trabalhar até ganhar nosso bebe.

- Cauã Natan está partindo, vem se despedir.

- Já vou indo Leonardo.

Natan e André vieram para o Brasil somente para as fotos com a revista, nos bancamos toda a estadia deles alem de pagar um cachê gordo pelo trabalho, porem com esses meses tudo pronto e certo com a revista, eles foram dispensados;

- Natan, André foi um prazer trabalhar com vocês, espero que possamos ter outras oportunidades.

- Obrigado Cauã, agradecemos toda a equipe, Leonardo, Thiago e Jade.

- Façam uma boa viagem, Léo irá acompanhar vocês.

Henrique chegou e eu também fechei o contrato com ele;

- Caio por favor, vamos fechar a parceria com Henrique, te chamei para formalizarmos tudo. (Cauã).

- Sim, Bom Dia Henrique. (Caio).

- Bom Dia. (Henrique).

Assinamos e agradeci a parceria de Henrique com a força de Beto, porem a partir de agora, iríamos ficar somente com Pedro e Matheus de parceria com a revista, uma forma de cortar gastos;

- Cauã pode me passar o endereço de seu pai, o Thiago? (Henrique).

- Do meu pai? (Cauã).

- Do Thiago? (Caio).

- Sim, porque a cara de espanto? (Henrique).

- Não, nada, desculpe está aqui Henrique. (Cauã).

- Obrigado, até mais para vocês. (Henrique).

- Você explica isso Caio? (Cauã).

- Eu? Assim como você não entendi nada. (Caio).


#Thiago


Eu havia acabado de correr e quando cheguei na portaria de meu prédio Henrique estava descendo de um táxi;

- Thiago!

- Oi?

- Preciso falar com você, podemos?

- É eu não trabalho mais na revista garoto, acho melhor falar com Cauã, quer que eu te dê o numero dele?

- Não, vim para falar com você mesmo.

- Já que insiste vamos subir.

Muito estranho. Achei a atitude dele, subimos e fomos pra cozinha peguei uma água pra mim e ofereci pra ele também,

- Então o que quer comigo?

- Thiago eu e o Brasil sabemos como é seu jeito de empreender e esse jeito levou a revista onde está...

Foi 5 horas de conversa, Henrique almoçou comigo e Marcelo, ele chegou as 10:00 e saiu de minha casa as 15:00 horas da tarde, conversamos sobre tudo, e recebi uma proposta de trabalhar com ele, eu não aceitei, mas disse que ajudaria e pedi a documentação de tudo o que estava acontecendo para eu estar ciente, fiquei estudando por um bom tempo antes de dar uma resposta a Henrique.


45 dias depois...


Acordei cedo e troquei de roupa, Marcelo chegou do plantão tomamos café junto e ele me entregou as chaves as chaves da caminhonete, falando;

- Ótimo primeiro dia de trabalho, e Thiago, não pula em ninguém por favor.

- Engraçadinho, deixa eu ir estou atrasado.

Fui para a construtora de Henrique, no caminho liguei para Caio me encontrar lá. Cheguei e fui entrando a secretaria se levantou correndo;

- O senhor não pode entrar, tenho que anunciar para Henrique.

- Não precisa minha flor.

Abri a porta até Henrique assustou na hora. “Adoro isso”.

-  Senhor ele chegou e foi entrando não consegui segurar... (Claudia).

- Tudo bem Claudia, pode ir. (Henrique).

- Eu aceito! (Thiago).

- Como? (Henrique).

- Eu aceito trabalhar com você. (Thiago).

- Não sabe o quanto fico grato. (Henrique).

- Senhor desculpe, Caio está ai. (Claudia).

- Manda entrar. (Henrique).

- Henrique Thiago me ligou, para encontrar... (Caio).

- Caio, Bom Dia,bem eu vou trabalhar com Henrique e quero que prepare a papelada para tornarmos isso oficial e eu ter autoridade aqui dentro. (Thiago).

2 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia