• Richardson Garcia

Love is Love - Capitulo 6 - Desconfiando de Henrique

#Cauã


- Cauã não entendi o desespero, o que foi?

Disse minha tia, quando abri a porta da sala, estava Kened, Caio e meu pai, ela perguntou;

- Reunião de ultima hora?

- Jade estou passando a revista para o nome de cauã, você como herdeira precisa assinar a documentação.

Disse meu pai pra ela, que chegou a se sentar;

- Mas Thiago, tem Idéia do que está fazendo!

- A revista é de nosso pai e sabe que Heitor não tem capacidade para mante-la.

- Eu não quero!

Falei alto para eles, todos me olharam e então Caio me interrompeu;

- Bem prestem atenção, Thiago está sofrendo processos por varias causas e a sua primeira audiência será na época de lançamento de sua Campanha Cauã, se isso chegar na mídia ninguém irá quere comprar uma marca onde o CEO corre risco de ir pra cadeia.

- Caio você não me disse isso, eu sou o diretor dessa empresa e já expliquei eu não posso ser preso.

- Thiago vou fazer o possível, mas se a revista permanecer com você na frente o prejuízo a frente é inevitável. Cauã se você não assinar pode esquecer a campanha.

Devido a pressão sem discutir assinei a papelada seguido de meu pai, minha tia e Heitor.

- Bem Kened cuida pessoalmente da divulgação dessa noticia, quero que todos sabem que agora a revista é de Cauã, e que não estou mais a frente de negociações.

- Sim, Senhor!

Cada um saiu para sua sala calado, e cabisbaixo, eu decidi ir para casa e esfriar a cabeça, com tudo que estava acontecendo.


#Thiago


- Já está na mídia, já estamos recebendo ligações de jornalistas e esta começando a aglomeração de paparazzi aqui na entrada da revista.

- Kened nenhum funcionário está autorizado a dar nenhuma entrevista sobre isto.

- Sim, senhor, eu tomei a liberdade de contar para meu irmão Thiago, ele está a caminho.

- Obrigado pode ir.

Ele saiu eu fiquei sentado parado olhando para a cadeira vazia a minha frente, Marcelo entrou na sala e veio até mim sem dizer nenhuma palavra, me abraçou e ficamos ali um tempo.

- Vamos embora Thiago, tem alguns jornalistas ai de fora acho que não vai ser bom passar por isso.

Sai do prédio com Marcelo e fomos direto pra casa, tomei um banho e Marcelo também tomou um banho, e eu estava na cozinha ele sentou na bancada perguntando;

- Como está?

- Estou bem, isso será bom para a revista Marcelo então estou bem.

- Olha porque estão dizendo absurdos na internet Thiago.

- Como assim?

- Escuta essa. “Depois de 30 anos em frente a maior revista do pais, Thiago entrega o império para seu único filho Cauã, Jade aceitou numa boa? E Heitor como se sentiu sendo traído pela própria família”.

- Cada Absurdo, meu Deus.

A campainha tocou e era Cauã, ele cumprimento Marcelo e se sentou na bancada depois de me cumprimentar;

- Cauã vai ficar para o jantar?

- Sim, pai vou sim.

Logo a campainha toca novamente, e Cauã vai atender, era Jade, Heitor e Danilo.

- Vocês marcaram foi de vir todo mundo é? (Thiago).

- É vou ter que ajudar na cozinha desse jeito! (Marcelo).

- Pelo amor de Deus eu vou! Marcelo na cozinha é igual o Heitor fotografando. (Cauã).

Todos riram de Cauã, e Jade se prontificou.

- Deixa comigo, e vocês ficam quietos. Danilo por favor escolhe um vinho pra gente. (Jade).

Eu e Jade começamos a preparar o jantar, e todos estavam no balcão falando, a casa parecia um bar.

- Me lembro de correr nesta casa com medo da mãe do Marcelo. (Cauã).

- Como assim medo? (Heitor).

- Ela usava maquiagem muito forte eu não era acostumado com isso, nossa era ver ela e sair correndo. (Cauã).

- Uma vez ele disse isso na cara dela. (Marcelo).

- Heitor desliga essa câmera, vai. (Danilo).

- Não, quero mostrar para todo mundo como estamos depois de hoje, quero mostrar que somos uma família feliz. (Heitor).

- Heitor. (Jade).

- Desculpa tio, eu falei sem pensar. (Heitor).

- Tudo bem meu filho, cuidado pra não filmar a feiúra do Cauã, isso não dá ibope. (Thiago).

Risadas, e brincadeiras, gritos e gargalhadas. Era o remédio que eu estava precisando, no dia seguinte eu não fui para a revista, até tudo se normalizar eu iria ficar em casa, forçar Cauã a apreender tudo o que eu fazia.


#Cauã


Sem meu pai na revista todos ficavam em cima de mim para tudo, nossa eu fiquei sobrecarregado.

Para fugir um pouco eu fui para a sala de reuniões pouco escondido de todos e encontro Heitor na sala, ele estava com seu notebook sentado.

- Você aqui?

- Sim vim com minha mãe, e vou voltar com meu pai, tem reunião agora?

- Não estou correndo de todos, preciso trabalhar e até agora, não tive tempo resolvendo problema de todos.

Um silencio se instaurou e Heitor logo o quebrou;

- Quem é o cara que minha mãe está fotografando?

- Natan Costa Machado, o cara é um modelo famoso, isso vai dar uma bela ajuda a campanha, no exterior.

- Hum entendi. Leonardo está com essa parte?

- Sim, ele está sendo uma mão na roda, está cuidado de Natan, Henrique e Alberto, isso faz com que eu ganhe tempo com Matheus e Pedro.

- Hum.

- Heitor está com ciúmes?

- Não. Porque estaria.

- Que bom, pois se não quer o cara, não fica cozinhando ele né, e acho que está interessado em Natan, eles não se desgrudam.

- Que bom pra ele. Tenho que ir.

Ele saiu pisando firme e Pedro entra na sala.

- Achei você.

Eu rindo, ele se sentou e continuamos o marketing preparado, afinal a festa estava para chegar e não poderíamos atrasar nada.

“No dia tão esperado por nossos personagens a festa de aniversario da revista, estavam todos preparados, o que a imprensa esperava era a presença de Thiago, porem tudo o que foi preparado iria deixar todos boquiabertos faltava saber da aceitação de tal campanha, Thiago, Marcelo, Caio, Luan, Matheus, Pedro, Jade, Danilo, Henrique, Alberto, Natan, Heitor e Leonardo”.

A Festa eu irei narrar pois escrever diálogos de todos os personagens e encontros ficaria pouco confuso.

Quando Thiago saiu do carro acompanhado por Marcelo foi um alvoroço mas nada se comparou quando Natan e Leonardo chegaram juntos, claro que Leonardo somente estava acompanhando ele, mas não foi assim que Heitor e os fotógrafos viram a cena e comentaram, os outros rostos da revista tudo normal, Cauã subiu ao púlpito e começou um breve desconto mas deixou a palavra final foi a de Thiago, que anuncio a junção da marca junto a Matheus no palco, as filiais de lojas de roupas Laffit agora eram sócios da Revista Baldin, iriam começar os anúncios da grife ali mesmo, com um desfile de inauguração, com vários modelos dentre eles, Henrique, Alberto e Natan. O intuito deles com isso era pegar a marca de roupas de Matheus e Pedro unificar na revista e criar uma grife de luxo, para aumentar o rendimento em capital da revista. Depois desta festa algumas coisas voltariam ao normal, e vocês agora ficam com Luan e Caio prosseguindo essa historia.


#Caio


Luan fez um plantão depois que saiu da festa, no dia seguinte quando acordei ele estava no balcão tomando um café;

- Bom Dia Amor, tudo bem?

- Bom Dia Caio.

- Como foi o trabalho?

- Caio que contato você tem com Henrique Porto?

- Eu sentei duas vezes com ele para assinar o contrato da revista, porque?

- Acha que ele seria capaz de usar a empresa do pai para roubar?

- Luan não estou entendendo.

-  Estamos investigando empreiteiras e fiquei responsável por construtoras, a Construtora do pai dele esta com contrato superfaturados com o governo, roubaram milhões.  Caio pelo amor de Deus isso não pode vazar.

- Mas tenho que avisar ele Luan.

- Você não pode Caio.

- E se eu fazer uma consulta?

- Consulta?

- Sim, Henrique é pouco leigo eu posso oferecer e olhar quem sabe ajudar, sem contar o que você me disse.

- Caio presta atenção toma cuidado e não assina nenhum documento com eles, se isso vazar te prejudica.

Eu concordei e fui para a revista, como estava tudo bem por lá, eu fui até o estúdio assim que entrei e estava Leonardo sentado no computador Henrique, Alberto e Natan olhando as fotos tiradas, Jade estava limpando a maquina;

- Bom Dia a todos, por favor, quando puderem Henrique e Alberto preciso falar com vocês?

- Sim, mas aconteceu algo Caio?

- Não Alberto está tudo bem, é só uma questão particular.

Pedi licença e sai do estúdio, voltei para minha sala e eles entraram em seguida;

- Sente-se por favor!

- Então Caio, o que quer conosco?

- Seria com o que eu quero com Henrique. Na sua construtora vocês tem escritório jurídico ou que cuidem do setor?

- Sim Caio, o escritório foi escolhido pelo meu pai está com a empresa a alguns anos. Porque a pergunta?

- Estou com uns funcionários novos que não estão por dentro de processos de construção civil, queria seu aval para poder apresentar a eles esse ramo.

- Por mim tudo bem Caio, você foi formal demais no pedido fiquei até preocupado.

- Desculpem é que conhecem o Thiago.


Eles saíram e eu marquei com Henrique uma visita.

2 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia