• @richardsongaarcia

Love is Love - Capitulo 10 - O Destino prega peças

- Isso é serio? (Caio).

- Sim, Caio pode fazer o que ele pede. (Henrique).

Caio nos passou os documentos e assinamos eu entrei como sócio majoritário até mesmo sobre Henrique, ficamos ali na sala quase uma hora com Caio explicando tudo;

- Bem tenho que ir, Espero que estejam cientes no que conversamos e acabaram de fazer, e Thiago não agride ninguém por favor. (Caio).

- Cláudia convoca todos os engenheiros e Diretores para uma reunião agora! (Henrique).

Henrique chamou todos para uma reunião de apresentação nos já fomos direto para a sala onde alguns executivos estavam entrando e se sentando, com seus notebooks e papeis, havia também alguns secretários;

- Caramba Henrique não sabia que eram tão grandes. (Thiago).

- Você não viu nada Thiago. Bom Dia a Todos, convoquei esta reunião de ultima hora para apresentar a vocês... (Henrique).

- Eu! Para os que ainda não me conhecem, sou Thiago Alves Monteleoni, Co-fundador e CEO da “Revista Baldin”, Formado em Administração, pós graduado em gestão empresarial e Doutorado em Marketing... (Thiago).

- Está a Procura de emprego? Não porque expor seu currículo desta forma só pode ser. (George).

- Como se chama? (Thiago).

- George, mas você pode me chamar de Sr. George. (George).

Me aproximei e apoiei na mesa próximo a ele e disse olhando em seus olhos.

- Muito bem Sr. George, estou aqui para organizar esse boteco, não, não deixa eu ver, colocar ordem nesta bagunça, ou traduzindo para os leigos, estou aqui para lhe dar ordens e você para abaixar a cabeça e me obedecer. (Thiago).

- Garoto quem você pensa que é? (George).

- Thiago é o mais novo sócio majoritário. (Henrique).

- Sócio ou não, você não tem autoridade neste conselho. (George).

- Sim eu tenho, acho que esses papeis responde bem sua oposição, e também sei que 51% de ações é bem maior que 49%, então. Bingo eu mando nisto aqui sim, e aí de quem se meter em meu caminho. (Thiago).

- Está empresa não é uma revista de moda, e muito menos...(George).

- E muito menos o que? Espero que esteja preparado, pois serei seu pesadelo aqui dentro. (Thiago).

Sai da sala e Henrique foi me acompanhando, os caras chegaram a gritar, e La de fora dava pra ouvir a discussão;

- Pensei que iria voar nele Thiago.

- Essa foi a vontade Henrique. Onde fica o financeiro?

- Primeira porta a direita.

Eu tinha que pedir as finanças para ver onde começa, quando abri a porta da sala, tinha três rapazes, um estava jogando no computador, o outro estava cochilando em uma cadeira,

- JESUS. Thiago! (Yago).

- Que isso? (Thiago).

- Desculpe senhor. (Yago).

- Você como se chama? (Thiago).

- Yago senhor. (Yago).

- Quero todos os relatórios de dois anos atrás até hoje, na minha sala, e vê se não dorme no caminho até lá em garoto. (Thiago).

Fechei a porta rindo e Henrique acompanhando disse;

- Você é muito mal.

- Se não impor respeito eles deitam e rolam.


#Heitor


- Bom Dia, Heitor o seu amigo Breno está aqui em baixo, posso autorizar a subir?

- Pode sim Jorge.

Eu estava vendo TV debaixo de coberta, a campainha tocou;

- Entre!

- Heitor?

- E ai Breno, tudo bem mano?

- Tudo joia.

Disse ele se sentando no sofá.

- Está doente?

- Não. Porque?

- Não postou vídeo ontem, não respondeu o whatsapp.

- Como sabe que não respondi o Whatsapp?

- Te mandei umas 150 mensagens e não visualizou.

- Foi mal.

- Heitor está tudo bem?

- Se um amigo seu te falasse que era gay, como você reagiria?

- Gay? Cara, não sei, me pegou de surpresa. Não espera eu acharia normal, claro me respeitando eu o respeitaria, acho que seria muito legal.

- Legal Breno, como assim?

- Dizem que gays são mulheres em corpo de homens, então os conselhos são os melhores que se pode ter, entende.

- Entendi, não muito bem seu raciocínio mas entende.

- Porque a pergunta?

- Se lembra do Leonardo?

- Sim, o que ele é gay?

- Sim.

- Ta zoando com a minha cara? Como descobriu isso?

- Porque eu fiquei com ele.

Calado, me olhando Breno ficou branco na hora, se encostou no sofá respirou fundo e completou;

- Mano na boa, não sei o que dizer. Heitor você e ele seriam os últimos que eu julgaria gays. Cara vocês dois pegam as garotas que quiserem. Heitor como assim?

- A gente não escolhe Breno, aconteceu agora é se responsabilizar, eu não quero isso pra mim, mas...

- Ei você e Barbara ficaram a pouco tempo, e tem a Amanda, a garota do seu primo, você pegou ela também.

- Breno é a mesma coisa que você beijar a sua ex. Não mais graça nenhuma.

- Porra e Leonardo?

- A gente discutiu.

- Mano você é gay por duas semanas e já está se fodendo. Não perde a pratica mesmo não é.

- Vai se fuder Breno. Pois é, eu gosto dele mas acho que não vai rolar.

- Qualquer coisa estou aqui você sabe, mas se esqueceu?

- De que?

- Me chamou aqui para gravarmos um vídeo, vai la se arruma que eu preparo aqui.

- Já é.


#Léo


Eu estava na minha sala e Kened entrou me chamando;

- Léo Cauã está nos chamando em sua sala, borá lá?

- Sim, estou indo, só desligar aqui.

Quando entramos, me sentei ao lado de Kened;

- Bem Leonardo te chamei aqui para te fazer uma proposta. (Cauã).

- Cauã eu estou muito ocupado com o trabalho da campanha, não sei se uma proposta seria bom neste momento. (Léo).

- Que isso o garoto nem escutou e já está recusando. (Kened).

Disse Kened rindo, e Cauã caiu na risada eu sem entender perguntei;

- O que foi? (Léo).

- Kened não irá mais trabalhar conosco, e lhe indicou para seu posto. (Cauã).

- Espera, mas Kened é diretor de criação, eu não sei se consigo Cauã. (Léo).

- A oportunidade está aqui, agarra ela logo garoto, acha que se você não tivesse competência não iria te indicar. (Kened).

- Cara, muito obrigado, eu não estou acreditando. (Léo).

Falei abraçando Kened, e Cauã. Eu e Cauã descemos até a garagem para ir se despedindo de Kened e voltamos no elevador e comentei com Cauã;

- Minha vida profissional subindo lindamente até os céus, e minha vida sentimental se lambuzando no fundo do poço.

- Brigou de novo com Heitor.

- Nossa está tão na cara assim?

- Enquanto não se acertarem não vão para com essa frescura não é mesmo?

- Quem dera fosse somente isso Cauã.

- Vai logo mudar e arrumar sua nova sala, Diretor de Criação.

- Haaaah’ muito obrigado por confiar em mim e me dar a oportunidade Cauã.

- Você merece.

Peguei minhas coisas fiz minha mudança, e durante a parte da tarde, eu havia acabado de sair do estúdio e estava na sala ouvi um;

- Toc Toc, Posso entrar?

- Breno? Breno Arantes?

- Cara que sala mais top, vem falar que esse é seu reinado?

- De certa forma, senta ai mano.

- Leonardo que isso, está muito bem.

- Pois é, mas o que você faz aqui na revista?

- Vou direto ao assunto. Gravei hoje com Heitor e ele me contou tudo sobre vocês.

- E daí?

- Leonardo, sou amigo dele a muito tempo desde que se mudou pra o Rio de Janeiro...

- Sim eu sei.

- Heitor está sofrendo, por sua causa, digo por sua falta, vocês dois sempre foram unha e carne, vim aqui para lhe dizer isso. Leonardo Heitor te ama, mesmo que não admita.


Uma semana depois...


#Thiago


- Bom Dia Marcelo.

- Nossa onde vai todo charmoso assim?

- Para a construtora.

- Já estou ficando com ciúmes sabia.

- Não precisa, sabe que não.

Disse eu beijando Marcelo, que estava entre mim e a porta;

- Não sabia que iria te fazer tão bem isso.

- Está Amor, muito mesmo, saber que precisam de mim é muito gratificante.

- Um e eu agradeço mais ainda, porque você fica mais lindo e gostoso.

- Hum sei, mas hoje não tem sexo Marcelo, não posso atrasar, tenho uma reunião.

- Ah Thiago. Tudo bem né, vai lá então. Grita muito e briga a vontade amor.

Disse ele gritando  do apartamento enquanto eu aguardava o elevador. Cheguei na empresa fui direto para a reunião, mais e mais brigas e discussão, os caras eram linha dura, eu estava batendo de frente mesmo. Ao fim da reunião fomos para a sala de Henrique;

- Olha não está sendo fácil viu Henrique.

- Você me assusta a cada dia Thiago, agradeço por estar aqui.

- Falta só uma coisa, quando Caio chegar vamos finalizar, ai sim, começamos a empreender, vou pegar um café aceita?

- Sim por favor.

Eu sai da sala e ao fim do corredor era tipo uma cantina onde os funcionários se reunião, quando cheguei ouvi a conversa deles;

- O viadinho da revista passa o dia inteiro trancado junto com o senhor Henrique, quero ver quando o Alberto pegarem os dois naquela “sem-vergonhice”, vai ser um arranca rabo que só.

- Viadinho da revista?

- Ahhhhhh’.

Falei atrás dela, havia 5 pessoas na sala eu cheguei e disse isso, ela deu um grito e deixou uma xícara de café cair no chão e quebrar.

- Viadinho da Revista? Escuta aqui Henrique te paga muito mal pra você comprar uma peruca dessas, mas vou resolver seu problema querida, enquanto organiza essa bagunça que fez, pensa em um estilo melhor pra se vestir, com seu acerto vai dar pra comprar outra peruca mais estilosa, está demitida!

Peguei o café e voltei pisando fogo, “Viadinho da Revista”, cada coisa que tenho que ouvir, quando entrei na sala;

- Ah isso aqui é brincadeira, olha onde eu estou e você me acha aqui Luan? (Thiago).

- Eu não falei nada, e vim com Caio, não quero briga. (Luan).

- Mas vocês dois não tem jeito mesmo, Henrique me chamou? (Caio).

- Foi eu, vamos fazer a denuncia dos envolvidos no roubo da empresa, é até bom o cão de guarda estar aqui, ele nos ajuda. ( Thiago).

- “Fala isso mas não suporta um murro meu” Vou esperar lá de fora Caio. (Luan).

Luan resmungou e quando foi sair Marcelo chegou entrando.

- Bom Dia a todos. (Marcelo).

- Bom Dia Marcelo, vou pedir um café pra gente... Claudia...Claudia. (Henrique).

- Eu demiti ela! (Thiago).

- Mas já, Thiago você já demitiu 15 funcionários, não acha que está bom? (Henrique).

- Se não se cuidar Henrique vai acabar limpando o chão dessa sala aqui. Tem que saber domar a fera. (Marcelo).

- Mesmo Marcelo e me diga quem arruma nossa casa? (Thiago).

- Sou eu mas....( Marcelo).

Gargalhadas e risadas altas, entre eu Marcelo, Henrique e Caio.

0 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia