• @rgpatrickoficial

Laços - Capitulo 63

#Wilker

Após alguns, dias de muita, muita mudança tanto aqui em minha casa, quanto na escola...

Eu meio que havia tomado minha decisão, a decisão que mudaria toda a minha vida.

E falei com minha família em um dos marcantes cafés da manhã.

Nesse dia o Hugo iria vir tomar café conosco, e quando eu desci, já todos estavam reunidos, conversando e comendo.

- Bom dia! Bom dia. – Passo pela mesa indo até a geladeira pegar uma agua.

Todos respondem, e Daniel questiona, lá do canto da mesa, falando alto;

- Wilker não tem mais jogo do time?

- Como assim? Basquete? – Falo me aproximando.

- Sim.

- Mano, se não me engano tem um no último dia de aula. – Me sento ao lado do meu pai.

Com aquele sorriso de conquistar multidões, ele fala;

- Quando você sair eu vou entrar de capitão do Time de Basquete do Olimpo.

Caímos na risada é claro, e Marcos diz;

- Antes disso terá que crescer tipo... Um pouco né filho.

- Se ficar do tamanho do Wilker já está bom.

- Ah beleza. Está me tirando né garoto. – Digo encarando ele.

- Conversou com seu professor de gramatica Nicole? Ou vai querer que eu vá no colégio? – Meu pai pergunta.

- Sim, ele vai aplicar de novo a prova, eu expliquei e falei que o senhor iria lá, e logo ele disse “Não, não, eu aplico uma prova só para você”.

Ela imita o professor e rindo eu digo;

- Aquele colégio inteiro conhece o Artur. Na quinta serie, qualquer grito que se ouvia de dentro da sala de aula, os meus amigos ficavam assim: “Olha seu pai Wilker”.

Ele me empurra;

- Me respeita garoto.... Eu falo mesmo, não sou de ficar calado para ninguém.

Eu me servi, de café e estava arrumando um pão e então interrompo eles;

- É eu tomei a decisão da faculdade.

Quando eu falo todos me olham, Marcos mais retraído e Artur esperando uma notícia ruim, com cara de desespero.

- Eu vou aceitar a proposta, vou fazer minha faculdade fora.

Quando eu digo o Artur, deixa o que estava comendo e abaixa a cabeça lentamente, Marcos olha para ele e Daniel e Nicole gritam ao mesmo tempo;

- EU FICO COM O QUARTO DO WILKER.

- Não eu.... – Daniel grita.

- Eu sou mais velha, preciso de mais espaço. – Ela retruca.

- Filhos da mãe, eu vou mudar e vocês brigando pelo meu quarto.

- Eu.... Eu, coloco o lixo para fora para você até você ir embora. – Daniel fala.

- Eu coloco o lixo e arrumo seu quarto até ir. – Nicole sobrepõe a proposta.

- Haha’ calma to gostando disso. – Falo rindo.

- Vocês dois podem parar por favor... – Marcos fala. – O irmão de vocês vai se mudar, então mais respeito.

Meu pai, calado, e pensativo, eu puxo seu braço, e abraço ele de lado;

- Não fica assim, vou visitar vocês sempre que puder, e vocês também, vão me ver. – Digo apertando isso.

- Não é isso.... Quer dizer.... Você cresceu meu filho, dói só de pensar que todos os três vão passar por isso

- Eu não vou embora não pai. – Daniel diz.

Artur o puxa abraçando ele;

- Ai filho, vem aqui.

Já todo chorão ele aperta nós dois.

- Amo tanto vocês.

- Também quero. – Nicole dá a volta na mesa.

- Te amo também filha. – Ele afasta a cadeira com ela abraçando. – Vocês são minha vida...

Sem querer ficar de fora, Marcos vem, do meu lado ele abraça, quase que cobrindo a gente com aqueles braços;

- Sem vocês vou ficar só com Marcos.... Ai meu Deus. – Ele começa a chorar.

- Ué! – Marcos exclama.

A gente se afasta meio que rindo dele;

- Prometem que vão vir visitar a gente.... Vou ficar louco morando só com ele. – Artur abraça o Marcos pela cintura.

Todos rindo, ele triste, e Daniel fazendo carinho nele;

- Vou Cuidar de você amor, se eles não virem vou levar você para gritar nas faculdades deles. – Marcos faz carinho em seu cabelo.

Em um período de silencio, de alguns segundos, Daniel abre sua boca;

- Se Meu irmão e minha irmã, se mudarem eu posso ficar com os 3 quartos?

Sem resposta ele fica, pois, a gente cai na risada;

- Gente que aconteceu? – Hugo aparece na porta, olhando a gente.

Todos vão se sentar, ele se aproxima com uma sacola;

- Trouxe sonho daquela padaria que gosta Daniel. – Ele diz. – Tem para todo mundo.

Eu me levanto, e falo;

- Vamos ali, quero falar contigo. – Puxo o Hugo pela mão.

- OK.

Subimos as escadas e levei Hugo para meu quarto;

- Nossa assim, já quer antes de ir para a escola? – Ele faz piada entrando.

- Cala a boca, senta aí. – Fecho a porta.

- Hum, não to gostando.

Ele sobe os pés na cama, e eu me sento em sua frente, segurando sua mão;

- Acho que faz ideia sobre o que quero dizer...

- É eu faço sim. – Ele morde os lábios pode dentro.

- Hugo eu decidi ir estudar fora. Vou aceitar a proposta do Alex.

Sua mão vai no cabelo e desce passando em seu rosto, seguido de um respiro fundo;

- Tem certeza?

- Sim.

Me aproximo, puxo seu braço abraçando ele, que não falava muito;

- Eu já desconfiava que você iria.

- Não fica triste. – Faço carinho em seu cabelo atrás da orelha.

- É difícil sabe.... Aprendi a ter você comigo, ver você todos os dias é rotina para mim Wilker.... Não estou dizendo de relacionamento, e sim de amizade mano... Cara o basquete... Porra.

- Porque não vem comigo, dá uma olhada nos cursos e você joga também, posso descolar uns testes para você.

- Mano, meu pai não quer ver minha cara, acha que vai bancar estudo fora?

- Posso falar com Dimitri?

- Ei, relaxa, eu vou ficar bem.

- É que não quero ficar sem você. – Falo sorrindo.

Hugo aproxima o rosto do meu beijando e segurando minha nuca;

- Você não vai morrer idiota, eu posso ir te visitar, e você pode vir também... Artur vai uma vez por mês nos EUA te visitar. – Ele diz rindo.

- Sim, rsrsrs. Ele está mal com tudo isso.

- Artur tem o Marcos vai ficar bem... E também tem seus irmãos.

- Promete ir me ver?

- Claro, promete não me esquecer, rsrs?

- Impossível.

23 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia