• @rgpatrickoficial

Laços - Capitulo 40

#Wilker

Bento agindo como se fosse outra pessoa, não igual à da noite passada.

Damos banhos nos cavalos, eu ajudando ele. Bento com uma escova e eu com a mangueira.

- (...) mas sempre como assim, todo dia? – Ele pergunta.

- Não, Nicole sofre disso as vezes, eu nem sei como ela teve uma cena dessa aqui, pois está totalmente diferente.

- Diferente?

- Sim, deixamos o celular de lado, e mano, isso aqui é fora do normal para a gente.

- Sei como é, e você?

- Eu o que?

- Já passou por isso?

- Crise de ansiedade? Não. Mas ela é minha irmã, eu fico desconfortável sabe e mal, por não entender. É foda.

- Sim, muito.... Pronto. – Ele se afasta e eu enxaguo o cavalo.- E ontem?

- O que?

- O que? Tive que sair para o banheiro, rsrs.

Nossa abro um sorriso sem graça, e fiquei todo se mjeito;

- Não vamos falar sobre isso cara!

- Não curtiu?

- Não fizemos nada.

- Exato Bento, por isso não tem o que comentar.

- Relaxa, só pensei que pediu para ficar aqui, por isso.

- Rsrs, não. Se eu voltar meu pai, o Dimitri vai cobrar uma posição da faculdade, e eu não quero pensar nisso agora.

- Posição?

- Sim, que curso quero prestar.... Ambos querem que eu siga suas profissões, na medicina, mas é foda cara.

- Sei como é você fazer as coisas para agradar as pessoas.

- Sim, exatamente isso. Tenho que ajudar meus irmãos, meus pais e amigos. Mas ninguém tem tempo para me ouvir saca...

- Sim, as pessoas não se importam com o que você tem a dizer.

- É como se todos ao meu redor estivessem em uma sala gigantesca, todos dormindo e eu passando ao meio, andando equilibrando copos de vidro. Se eu fizer algum tipo de barulho reclamam, tenho que ficar calado, só administrando o “sono” de todos. Quando sou eu ali, deitado com problema, eles andam com motocicletas, sem se preocupar comigo.

- Puta merda, é o como eu penso. – Ele me toca.

- Não viajei muito não?

- Não, falou bonito. – Bento me encara, olhos nos olhos.

Apertando meu ombro.

[00:13, 18/08/2020] Richardson Garcia 😎: Ela não se acalmou, mas seu pai passou a segurança necessária para Nicole conseguir sair de dentro do local;

- Isso sempre acontece? – Bento questiona próximo ao carro.

- Na verdade tem um tempo que não. – Wilker responde.

- Terminaram o que tinha que fazer? – Pergunto aos dois.

- Sim.

Ótimo, pois entramos e seguimos para a fazenda, ela precisava de um banho bem quente e comer um doce.

O Marcos foi calado, e tão concentrado na filha que deixou o Wilker dirigir.

Na fazenda, ele saiu com ela, e depois a colocou no quarto. Eu fiquei de fora conversando com todos e tals.

Ele sai com o telefone, estava falando com alguém. Marcos sai falando e se senta na mesa, deixando todo mundo em silencio, prestando atenção no que ele estava falando;

- Tudo bem, obrigado. – Ele desliga.

- E então amor? – Pergunto chegando apertando seu ombro.

- O doutor pediu que levasse ela, eu vou voltar hoje com ela. – Ele olha.

- Vou com vocês Marcos. – Eu me sento ao seu lado.

- Precisamos ir também? – Wilker pergunta.

- É pai, eu quero ficar. – Daniel completa.

- Podem ficar, ainda tem uns dias. – Marcos diz. – Né amor?

- Sim, podem sim. Ela está dormindo?

- Ficou no quarto, deitou com os fones de ouvido, vou ficar com ela, você arruma nossas coisas?

- Arrumo, pode ir.

- A última foi desse jeito? A última crise Wilker? – Marcos pergunta.

- Não, foi muito pior, ela se controlou dessa vez.

- Não foi a última amor, ela vem tendo várias, de menor magnitude, mas tem algumas.

Ele respira fundo e sai calado.

Todo mundo fica meio sem o que falar;

- Vamos comigo primo? Vou no estabulo. – Bento sai e Wilker acompanha ele.

- Artur tem um remédio de dor de cabeça aqui? – Ana pergunta.

- Sim, calma aí. – Falo levantando.

Vou com cuidado no quarto, e pego a bolsa saindo, Marcos estava abraçado com a filha, que estava de cobertor, toda encolhida e quieta.

Ao sair questiono a Ana;

- Tem um mais forte e um mais fraco, qual vai querer? – Mostro ambos.

- O mais forte.

- Mulher, rsrs. – Entrego o comprimido.

Ela pega um copo com agua e eu pego o estetoscópio, ela sorri quando eu coloco em suas costas. Depois confiro suas pupilas;

- Escuta você tem Glaucoma, ou algo do tipo?

- Pergunta o que eu não tenho filho.

- Senta Ana, por favor.

Faço um segundo teste, e vou conversando com ela;

- Escuta, vai embora com a gente ou vai ficar com os meninos? – Falo guardando as coisas.

- Eu quero ir, mas se preferir fico com o Daniel.

- Não, mulher, que bom, vamos fazer uns exames.

- Rsrs, não tem mais surpresas aqui não querido. – Ela se levanta.

- Espero.

14 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia