• @rgpatrickoficial

Laços - Capitulo 31

#Wilker

Com essa história de fazenda, se eu pudesse sumir, faria! Mas nem Dimitri conseguiu me tirar dessa, e Artur mandou eu pegar as coisas que estavam na casa de meu pai.

Por ter a chave, fui até o apartamento, para pegar umas roupas e coisas que tinham, até porque ficaria um bom tempo fora.

Cheguei e arrumei as coisas na mochila, e falei com meu pai, que disse que já estava em casa, então, mandou eu ir de UBER.

Aproveitei então para ficar mais, assistindo TV. Foi preparar a pipoca, pegar o controle e o Hugo me liga;

- Fala mano. – Digo me ajeitando.

- Ei, Wilker está onde?

- Casa do meu pai.

- Qual deles?

- No apartamento.

Ligo a TV e ele já questiona;

- Ué, Dimitri não está fora?

- Sim, mas vim pegar umas coisas para a viagem do terror.

- RSrs.

- Que foi?

- É que... Calma aí pai. – Hugo grita. – Mano queria trocar ideia contigo.

- Chega aí ué, é perto de sua casa.

- Sim, já vou.

Nada de estranho, fiquei assistindo um tipo de programa de policias nos aeroportos, me prendi a atenção e fiquei vidrado até o interfone chamar.

Já levantei, sem olhar, eu autorizo a entrada.

Ele já entra no apartamento, deixa o capacete na mesa;

- Que está fazendo? – Hugo pergunta se aproximando.

- Assistindo isso aqui, já viu isso antes? Mano é muito foda.

Hugo se senta no sofá ao meu lado, puxando a bacia de pipoca;

- Não era para estar em casa? Quando vão viajar?

- Fim da semana, Marcos ainda trabalha.

Assistimos alguns minutos e então falo;

- Que foi? Disse que tinha algo a dizer.

- Nada demais, relaxa.

- Fala aí, que foi?

- Não é nada Wilker. – Ele fala meio que incomodado.

- Qual é Hugo, tu não fica assim, pode dizer, que foi?

Ele olha para baixo e meio que se afasta, sua cor mudando foi perceptível e estranho para mim.

Peguei o controle e coloquei a TV no mudo, ele ficou mais desconfortável, eu paro e fico olhando para ele;

- Mano deixa para lá.

- Não, tu está soando cara, fala!

Hugo olha para baixo, e afasta mais de mim, eu pego a pipoca e coloco na mesa, ele então resolve abrir a boca;

- Beleza. – Hugo respira fundo. – Não vai ser fácil dizer isso, mas decidi que tu precisava saber.

- Está me assustando.

- Wilker a gente se conhece desde criança certo?

- Sim. – Já respondo estranho.

A forma de como ele estava, falava e gesticulava estava me deixando nervoso, seu nervosismo passou para mim;

- Tem um bom tempo, muito tempo! Que eu sinto isso e não falei porque fiquei meio confuso, e me resguardei, mas está mais difícil a cada dia mantes comigo.

- Que foi?

- Acho que estou curtindo você.

- Curtindo?

- Apaixonado Wilker.

- ACHA?

- Não, tenho certeza.

- Como assim? – Pulo daquele sofá.

- Calma Wilker. – Hugo se levanta com mãos para o meu lado.

- Como calma Porra! Meu Deus. – Minha mente literalmente se explode entendendo o que ouvi.

Chega me faltar ar, pisco lentamente e ando na grande sala;

- Eu sabia que iria pirar, Wilker olha...

- É claro que eu irei pirar mano, te conheço desde criança, Hugo você é o cara mais importante para mim, e agora isso!

- Wilker eu não escolhi isso.

- Eu sei, mas tem ideia do tamanho dessa merda. – Falo gesticulando contra ele.

- Achei melhor te contar do que manter segredo, não escondemos nada um do outro.

- É diferente, isso é diferente.

- Acha que eu não sei Wilker. – Hugo fala bravo. – Que quer que eu faça?

- Nada, assim como eu. Isso pode acabar com nossa amizade, e não sei se consigo... – Passo a mão no nariz.

Fico incomodado de tratar Hugo diferente;

- .... Não consigo ficar sem sua amizade cara, mas não vai rolar nada, tira isso da sua cabeça.

- Eu sei, eu sabia que você iria falar isso. Mas não vim cobrar nada irmão, queria que soubesse. Vou nessa, tenho que levar seu irmão para ver a Ana.

- Aham.

Fiquei de pé vendo ele pegar as coisas e sair, mas o clima pesado havia ficado em casa, comigo.

Eu estava de um jeito que demorei para ir embora, pois não queria ter que falar com ele novamente.

13 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia