• @rgpatrickoficial

Laços - Capitulo 20

#Nicole

Cheguei no Olímpio pouco depois da hora, tive que entrar correndo, poxa deixei o Daniel para trás coitado. E quando cheguei na sala, nem professor tinha, que raiva.

Eu e Viviane fomos ao banheiro, pois eu arrumei rapidinho meu cabelo, e ela retocou a maquiagem;

- Amo, simplesmente amo esses cachos.

- Fala isso porque seu cabelo é liso né Viviane.

- Amiga é eu fazendo cachos e você alisando o cabelo.

- Sim, vou pedir meu pai para fazer uma selagem novamente, da ultima vez ficou maravilhoso...

- E o João? Em? – Ela se vira na pia, com um sorriso lerdo.

- Para de olhar assim, estamos indo devagar. Ele está com medo de eu ter outra crise eu acho.

- É fofo, mas até quando.

- Eu me pergunto sobre a mesma coisa.

- Conversa com ele amiga.

- Sim, eu vou. – Pego seu batom, virando para o espelho. – Até porque crises tenho todos os dias, pequenas, mas eu sinto, não são tão fortes, mas me incomodam.

- Não disse que o acompanhamento está ajudando?

- Sim, e muito, por isso estou controlando elas. O doutor disse que o pior é o medo de ter outra daquelas grandes que me deixa assim, é horrível amiga.

- Qualquer coisa eu estou aqui Nicole.

- Obrigada. Mas aquele sentimento de explodir logo, logo, não passa.

Voltamos para a sala, e quando passei pela porta todo mundo rindo e olhando para a gente.

Cheguei na minha mesa que fica ao meio e vejo no quadro branco, um questionário sobre mim, perguntas do tipo.

“Nicole e Viviane já se beijaram” e um Sim na frente.

“Trisal da sala: Nicole, Viviane e João”.

“Nicole é Lesbica ou Bissexual”.

Alguns nomes que “ganharam” por responder mais perguntas “certas”.

Rafaela em primeiro lugar.

Nem me sentei, fui direto ao quadro e apaguei o que estava escrito;

- Algumas pessoas não suportam a verdade. – Rafaela fala de sua mesa.

Nunca levantei a voz com ninguém, o sentimento era de chorar naquele momento, minha cabeça queria explodir.

Cheguei frente a mesa dela, olhando bem nos seus olhos;

- Algumas pessoas não suportam perder o namorado e ficam com dor de cotovelo. – Falo encarando ela.

- Garota se toca, olha para você, ele está tentando me provocar, porque ninguém dessa sala ficaria com você.

- Olha para você! Se roendo de inveja por gostar do garoto que eu to namorando, isso para mim era dor de cotovelo. Mas agora está parecendo inveja mesmo.

- Inveja? Você que está falando, pede então para ele parar de me enviar mensagens, porque acho que tem algo errado nesse namoro.

- Vinte minutos sozinho e já estão nessa bagunça. Nicole para seu lugar. – A Coordenadora entra brava.

Gente eu fui sentar, com todo mundo me olhando e eu olhando aquela garota com sangue nos olhos.

A coordenadora, passou uma matéria para estudarmos sem professor, e eu olhando as mensagens no celular do João;

- Amiga ignora, ela só está falando para te deixar brava. – Viviane diz.

- E ela conseguiu. – Falo bloqueando o celular.

João estava nos treinos na quadra, eu não parava de pensar no que ela havia me dito, aquilo não saia da minha cabeça.

Com a sala sozinha novamente, eu estava terminando a matéria passada, pois o intervalo era a seguir e queria achar ele.

- Escuta. – Viviane me cutuca.

Eu olho, e ela aponta discretamente para Rafaela, que conversava com uma amiga;

- (...) É claro, a festa é da Lavínia, mas como ela chamou só a galera do terceiro, vou ir porque meu irmão vai estar lá. Não é uma festa para crianças. – Ela gesticula.

- Só de pensar que Wilker, Hugo e o time de basquete vai estar já me dá um calor, rsrs.

- Vamos amanhã comprar a roupa para ir amiga.

- Está sabendo? – Viviane me pergunta.

- Não, nem me interessa.

- Queria poder ir.

- Fala com Hugo ué.

- Não tenho intimidade com ele. – Ela diz com um sorriso e virando os olhos.

- Eh! Que olhar foi esse?

- Nada, aí para Nicole.

- Haha você gosta dele né?

- Nicole, quem não gosta. Meu crush desde que comecei a estudar no Olimpio.

- É ele é lindo demais. Nem sei como essas garotas ficam loucas pelo Wilker.

- Wilker não é bonito, ele tem um negocio, um olhar, não sei, a boca...

- Ei, está falando do meu irmão.

- Rsrs, desculpa. Para mim o Hugo é sem duvida o mais lindo, não tem como. Vi ele esses dias sem camisa, amiga que barriga é aquela, todo soado, chegou a esquentar aqui.

- Rsrs, para Viviane...

Intervalo.

Fui direto para as quadras, tinha o time de futsal e de Basquete treinando.

Cheguei na divisa, subindo os degraus da arquibancada e nada. Ao lado de fora da quadra, havia alguns meninos, eu me aproximei e vejo o Hugo;

- (...) Passa essa bola, cara. – Ele grita com o time.

A música estava meio alta, eu fiquei confusa, com aquela barulheira;

- Porque o som? – Chego do seu lado.

- Colocar eles em estresse, confusos, tipo um jogo decisivo.

- Estava te procurando amiga. – Viviane entra na quadra.

- Viu o João? – Pergunto ele.

- Nicole entrou no vestiário agora, eles terminaram, estavam guardando os equipamentos. – Ele aponta.

- Obrigada... Amiga já venho.

- Corre Porra! Acorda Wilker... Mauricio RAPIDO. – Ele continuava gritando.

Entrei no vestiário procurando o João, escuto umas conversas nos fundos e vou entrando;

- Ei!

- Ta maluca garota?

Os meninos gritavam;

- João? – Chamo.

Ele estava conversando com uns meninos, ao me ver sorri, mas já fica todo serio;

- Que faz aqui? Não pode entrar sua louca. – Ele me acompanha até a porta.

Ao sairmos ele vem me beijar e eu viro o rosto;

- Você está soado.

- Eu iria tomar um banho, você entrou, quase que me vê daquele jeito.

- Quero conversar com você. Serio!

- Pode falar.

- Ouvi de Rafaela na frente da sala inteira que você ainda envia mensagens para ela, que você está correndo atrás dela, mesmo estando namorando comigo.

- E você acreditou?

- Não João, mas fiquei puta da vida.

- Já falei, é dor de cotovelo, ela é maluca. Nicole eu não enviei mensagem para ninguém, aquela garota não pensa para falar. Aqui... quer ver, fica a vontade, sabe que não te escondo nada. – Ele mostra o celular.

- Desculpa, é que ela me deixa muito brava.

- Não fica, que já te falei...

- Aí, tudo bem, vou voltar para a sala, tem trabalho de biologia na quarta aula.

- Aff, vou tomar um banho e vou correndo para aula.

Ele me beija um selinho e sai correndo.

Do vestiário até a quadra, fui pensando em algo.

- Achou ele? – Hugo pergunta quando eu saio.

- Sim. Obrigada.

Três passos e olho para ele, que estava com o apito na boca. Hugo se vira para mim, e eu faço o mesmo;

- Que foi agora garota?

- Meu irmão sabe? – Aponto para a quadra?

- Sim. – Ele responde com um sorriso.

- Ah agora entendi o porquê da briga com o Ícaro.

Ele junta as sobrancelhas, cruza s braços

- Porque?

- Ciúmes, não?

- Que história é essa Nicole?

- Wilker com ciúmes de você e Ícaro.

- Garota para de viajar. – Ele diz rindo.

- Você está vermelho, é verdade. – Aponto para ele.

Hugo ficou roxo rindo sem parar;

- Mudando de assunto, valeu por não ter contato. – Ele toca em minha mão.

- Gosto de você, e sei que meu irmão também.

- Hum gosta? – Ele faz uma cara safada.

- Hugo!

- Ei, vamos treinar ou está difícil, não tem que estudar não garota? – Wilker grita da quadra.

- Rsrs, quando precisa de algo é só falar.

- Na verdade pode me ajudar em algo.

- Olha lá em.

- Quero ir na festa da Lavínia, no sábado.

- Sem essa, é só para o terceiro ano.

- Vai me negar isso Hugo, por favor?

- Aff, seu irmão me mata.

- Relaxa, eu falo com ele.

- Beleza, mas vai com ele?

- Com João, Ah e a Viviane.

- Não me fode Nicole.

- Ah e a Viviane tem uma queda em você.

- Qual é!

- Sim, estou dizendo.

- Conta para ela, coitada.

- Pode deixar, te vejo na festa. – Falo virando as costas.

- Aham sei garota, tu é espertinha né.

Já sai de perto pois o Wilker veio para cima da gente, todo bravo. Hugo olhando de longe negando com a cabeça, rsrs.

22 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia