• Richardson Garcia

INFAME - Capitulo 41

#Iago

Estava quase saindo de casa e o meu tio olhando as contas no balcão, eu receoso e ele então pega o boleto da internet;

- Iago não pagamos a internet esse mês? Deixei o dinheiro com você.

- Esqueci de falar eu usei tio, não recebi ainda do trabalho, mas quando receber eu vou pagar lá.

- Sim, mas até la vamos ficar sem internet... Espera, mas não te entreguei 400 reais na segunda-feira?

- Sim... É que, eu...

Merda eu gaguejei e meu tio, já largou o papel bravo;

- Iago, você fez o que com esse dinheiro todo? São quase setecentos reais em três dias.

- Emprestei para meu pai. – Falo meio que me retraindo.

Ele passa a mão nos olhos, dedos sob as sobrancelhas;

- Pode brigar, vai! – Falo esperando o “esporro”.

- O que ele falou? Está sendo ameaçado de morte? É para os filhos? Para comer? – Meu tio fala bravo.

- Para meus irmãos.

- Ele deu essa desculpas a dois anos!

- Você teve o seu pai tio? – Pergunto, já encarando ele.

- Sim, e você conhece muito bem a história dele, espancava a sua avó e depois sobrava para mim, sua mãe e sua tia Clarice. Sabe muito bem, e você sabe a história do seu pai?

- Não você sabe?

- Sei, por isso não gosto dele, por isso quero que você mantenha distancia, conheço ele. Até demais.

- Então me conta, porque isso?

Como algo combinado seu telefone chama, era o Ronan;

- Preciso ir, depois a gente conversa. – Fala meu tio saindo.

Que raiva que tenho disso, mas relevei, fui para o trabalho, afinal de contas, quem sabe poderia confronta-lo lá novamente.

#Gael

- (...) Fala com o Iago amiga, ele vai resolver isso... Agora está complicado pra mim... Estou com o Henry vamos comprar umas coisas para a casa dele. – Falo com Milena ao telefone.

- É sobre a festa? – Pergunta ele dirigindo.

- Sim. – Falo rápido.

- Diz que vou conseguir as bebidas que ela me avisou no whatsapp.

- Henry conseguiu suas bebidas que pediu para ele. Convidou a Tia Sônia?

“- Sim, amigo, ela vai, disse que não se importa. ”

- Então amanhã nos sentamos e resolvemos a questão das músicas e decoração ok.

“- Obrigada por ajudar, vou desligar minha mãe quer usar o celular, beijo. ”

- Beijo. – Digo desligando o celular.

- Pensando ainda sobre ontem à noite. – Henry comenta.

Carro parado no semáforo e ele com o cotovelo apoiado na porta do carro, apoiando seu rosto, com um sorriso safado;

- Não é hora para falar disso né. – Falo envergonhado.

- Não se preocupe comigo viu Gael. – Geralda diz sorrindo.

Ai que vergonha. O Henry sorri e diz;

- Geralda você pegaria o Gael? Olha para ele. – Henry fala rindo.

- Ai meu Deus. – Falo querendo sumir.

- Eu casaria com ele, se fosse novinha, Gael tem cara de homem. – Ela fala me fazendo gritar literalmente.

Eu rachei do comentário, ele ficou bravo;

- Como assim homem? Gael é uma mulher.

- Ei, olha como fala. – Digo beliscando ele.

- Homem no sentido de fiel Henry, você tem cara de galinha, sabe que pega todas. Fica de olho viu Gael. – Ela fala me cutucando.

- Se ele me trair eu mato ele Geralda. Te mato dormindo Henry. – Eu falando e ele rindo de mim. – Mas eu confio no meu taco sabe, dou o melhor de mim. – Falo sem malicia.

- Ah dá mesmo, Gê e como dá, olha o melhor que já..

- Cala a Boca Henry. – Falo empurrando ele.

Pessoal seguinte, vou ter que dar uma breve resumida nesse dia de correria. Ele mostrou o novo apartamento e assinou todos os documentos e recebeu sua chave.

Geralda ajudou a comprar tudo que estava faltando, pois Ronan pediu para deixar tudo pronto, por causa de Henrique, poderia ser liberado em qualquer dia.

Henry foi para a Montalvan essa tarde, logo após o almoço, eu fiquei com a Geralda, Milena e a mãe dela que é faxineira, arrumando a casa, e recebendo as entregas das compras desta manhã, literalmente reconstruímos toda a casa.

O carro ficou comigo, e Geralda chamou para pegarmos as coisas do Henrique também na outra casa, não! Fizemos tudo, tudo.

#Henry

Até então tive uma manhã de coisas boas, até então.... Cheguei após o almoço para o trabalho, pois mesmo com poucos dias eu estava com reunião marcada com Helder.

Depois de registrar meu ponto, eu segui até meu departamento falando com todos e Roberto chega com uns papeis, projetos na verdade;

- Henry colha a assinatura da Olivia, em todas as páginas, fui até ela e não estava, mas Ingrid avisou que chegaram. – Ele fala com três pastas de plantas.

- Pode deixar, escute tenho uma reunião rápida com o Helder, e termino com aquele arquivo certo? – Digo pegando a agenda.

- Vou sair, fazer uma visita a algumas obras, mas pode ficar tranquilo, não volto hoje beleza. – Ele diz fechando sua pasta.

- Ok.

Sai da sala e segui no corredor dando uma olhada nas pastas, pois a Olivia, era a que eu mais odiava nessa empresa, mas calma Henry, calma, rsrs.

Galera eu bate na porta que estava meio aberta, empurrei lentamente, e adivinhem? Serio alguma opinião de quem estava ali dentro?

Martin, e Kaique! Olha das desgraças, Martin sentado teclando no celular, e Kaique no sofá a esquerda com os pés na poltrona a frente, a Oliva, mãe de Martin no telefone.

- Que isso aqui? Festa? – Pergunto entrando.

Os meninos riem da minha cara, e Kaique comenta;

- Haha’ trabalhando Office-boy é? Para pagar a faculdade é Henry? – Ele fala rindo.

Respirei, e fiquei na minha, ignorei os meninos e aproximei da mesa colocando os papeis;

- Olivia, Roberto pediu suas assinaturas nestes projetos. – Falo colocando eles na mesa dela.

- Aquele velho só pode ser burro! Já assinei estes aqui, pode levar! – Ela fala com a mão no fone do telefone, e empurrando as pastas.

Eu abri eles, e olhei, não tinham assinaturas, mas só para continuar ainda com a educação;

- Não vai nem olhar? – Pergunto olhando ela.

Olivia com uma cara de merda, fala;

- Espera aí, estou falando com um retardado aqui. – Nesse momento os meninos começam a rir. – Você é surdo garoto? Já falei que assinei esses projetos, e ele...

- Única retardada que tem aqui é você! E pela idade é cega também. Não sou seu subordinado para falar assim comigo. Abre esse caralho e vê se tem sua assinatura ai Porra! Falando assim talvez você entende. – Falo saindo da sala.

Ah eu mereço, esporro de uma “ninguém”.

Cheguei na sala do Helder, e sem querer bato a porta, ele leva um susto;

- Que isso Henry, meu Deus! Quase morri do coração. – Ele fala no computador.

- Nossa só eu mesmo, para passar por umas situações nessa empresa viu, só eu... – Contei para Helder o que acabara de acontecer.

Bem nossa conversa foi rápida e somente para “atualizar”, as coisas mesmo;

- Ele está sumido o dia todo, resolvendo o processo do seu irmão, liguei para ele, mas nem falou direito comigo. – Helder fala olhando no celular.

- Quero que assine um contrato com ele, em nome da empresa.

- Prestação de serviço?

- Sim, que ele seja responsável por tudo da Montalvan, a empresa não está ruim. Assim ele cria o nome que tanto quer, a frente do nosso judiciário.

- Olha Henry, ele vai gostar bastante, será uma ótima notícia.

- Sim, sim.

Pessoal eu voltei e fui até o Iago, ele estava pouco de “folga”, dando um tempinho. Fui fofocar na verdade, contar o que havia passado;

- Bando de pau no cu, mas fez certo, pena que não pode mandar ela embora né mano? – Ele fala tomando um gole de café.

- Nem me fale! Agora eles vão aparecer mais aqui, depois de hoje, para provocar.

- Ah mano, te fala, não vai dar entrada na faculdade esse ano né?

- Não posso Iago, tenho que resolver minha vida, sabe como estou com meu irmão, sem cabeça para faculdade agora. Porque a pergunta?

- Eu e Raul vamos fazer Educação Física, ele deu ideia pra falar contigo, porque poderíamos ir se ajudando sabe.

- Olha é um curso massa, sempre tive vontade, ainda mais por causa do futebol.

- Então mano, bom demais.

- Mas tem um problema né Iago.

- Qual?

- Quem sempre nos ajudou foi o Gael, rsrs.

Mano quando falei isso ele começou a rir, e disse;

- Estou te convidando para chamar ele ué, usa seu charme, kkkkkk. – Ele diz sorrindo.

- Haha, nem o melhor sexo, muda a cabeça dele.

- Estou zoando mano, rsrs.

5 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia