• Richardson Garcia

INFAME - Capitulo 28

 Eles pegaram o giz do quadro negro, sabem aquele pó branco, e colocaram sob o ventilador, galera quando o professor ligou uma parte da sala ficou branco, cheia daquela fumaça;

- Jingle Bells, Jingle Bells... – Cantava o Raul e o Iago.

Como a sujeira foi pouca e só fez uma fumaça, eles se safaram dessa.

Outro dia na aula, a Tia Sonia estava explicando a matéria e se levantam uma turma, de uns 10 alunos, todo mundo vai no lixo, joga uma bolinha e retorna, ela como todos ficamos rindo, pois, era perceptível de onde as ideias vinham.

#Iago

Em um pequeno avanço de uma semana o Henry já havia voltado as aulas voluntarias no “Somar Floripa”, como estávamos direcionando para o fim do ano, e a equipe ficava sempre muito grande, então ele não fazia muito esforço. Graças a Deus pelo ocorrido e a gravidade de seus ferimentos todos haviam quase que desaparecidos com o tempo.

Ah uma semana das provas finais, estávamos em um amigo secreto na casa da Tia Sonia, nós jantamos e fizemos uma roda no quintal de sua casa, onde começaríamos a trocar os presentes;

- Organiza ai Gael... pega essas cadeiras para as meninas. – Diz ela organizando, junto aos meninos.

Para quebrar o gelo ela começou;

- Silencio ai... Olha meu amigo secreto é um garoto de ouro, muito especial...

- Gael... Gael! – Todo mundo já gritava, porque ela puxa muito saco dele.

- Que surpreendeu a todos nós desse ano... Não é o Gael... Na verdade ele também dá muito trabalho viu, rsrs. – Ela começa a rir e me olha.

Eu me levantei todo emocionado e envergonhado, abraço a Tia Sonia, e abro o presente. Ela me deu uma camisa do Barcelona, meu time favorito, cara é muito linda, muito mesmo;

- Bom o meu amigo secreto que não tem nada de secreto, é o terceiro ano consecutivo que saio com ele, e não é surpresa, por ser meu amigo, meu irmão. Raul. – Falo pegando em sua mão e o levantando.

Ele me abraça, agradece e abre um pequeno envelope.

Pessoal quando ele abre, ele grita e pula em cima de mim, me fazendo cair, o Raul ficou louco. Eram ingressos do jogo do Palmeiras, que ele era torcedor fanático.

- Ai meu Deus, eu to tremendo, valeu mano, eu te amo... Até esqueci quem é meu amigo secreto. – Ele fala pegando o presente, sorrindo e tirando risada de todos. – Meu amigo secreto chegou esse ano em nossas vidas...

Todo mundo já gritou “Henry”, mas ele continuou, com Henry de pé na sua frente;

- Eu peço desculpas por tudo, mas Henry nunca aprendi tanto como apreendi esse ano com você! Foi muito importante para nossa vida, acho que posso falar por todos nós, obrigado por fazer parte dessa família cara, é simples, mas é de coração. – Raul fala entregando e abraçando ele.

Todo mundo ficou emocionado, a Milena por exemplo estava enxugando lagrimas;

- Meu Deus, tem nada simples, Cara eu estava louco nessa chuteira nova, meu Deus olha isso Iago. – Henry fala abrindo a caixa todo alegre.

Era um lançamento da Nike, ela é bem cara, mas como o Raul trabalha na loja, possivelmente conseguiu um desconto. Henry tirou seu tênis e já calçou ela, ficando de tênis e chuteira, sem nada combinar com nada.

- Bem, minha vez.... Primeiro quero agradecer pelas palavras Raul, eu te garanto, e dou minha palavra, você não apreendeu mais do que eu, e essa pessoa com quem eu sai foi o que mais me ensinou. Com ele percebi que dinheiro não significa merda alguma. Desculpa o palavrão tia Sonia. E que amizade, vocês, cara... Vocês são minha família, agradeço muito por Deus ter colocado vocês e essa pessoa na minha vida.

- Ai para que não tenho como retocar minha maquiagem. – Fala a Milena tirando boas gargalhadas da gente.

Ele sorri e continua;

- Bem meu amigo secreto, é uma pessoa.... Uma pessoa FODA, o melhor em tudo, melhor amigo, melhor aluno, sempre está pronto quando nós precisamos, estou falando do amigo de todos o Gael. – Fala Henry se aproximando dele.

Era aparente que se tratava de um livro pelo formato, ele o entregou, o Gael olha e fala;

- Obrigado pelas palavras. – Diz ele segurando o pacote.

- Bem meu amigo.... – Gael começou a falar, e todo mundo gritou com ele.

- ABREEEEE! – Gritamos tão alto que ele se assustou, rsrs.

Gael ficou mais vermelho do que estava, e foi abrindo lentamente, eu então falo;

- Rasga isso logo cara, até eu estou ansioso.

Os meninos sorriram, e ele então tira o papel, sim, era um livro.

- Ah é só um livro. – Fala o Raul.

A gente deu algumas risadas, e nem ouvimos o Henry falar;

- Abre. – Diz Henry pegando o papel rasgado.

A capa era amarela, com detalhes em dourado, toda escrita em inglês, e somente uma palavra era fácil de ler, “Harry Potter”. O Gael abre a capa e fica pálido, mais do que é, ele tremia com o livro em mãos;

- Isso é de verdade? – Pergunta ele.

- Sim, foi muito difícil de conseguir, mas um amigo que mora lá conseguiu para mim. – Responde o Henry.

Gael mostra virando a capa para a Milena que abriu a boca;

- Ai meu Deus... Posso pegar? – Pergunta ela se levantando.

Galera eles se abraçaram novamente, dessa vez mais demorado, como agradecimento de Gael a Henry. Explicando toda essa cena, era um autografo, agora não me lembro se era do Ator, ou da Escritora.

Continuamos o Amigo Secreto da nossa sala, ficamos nisso até umas onze e vinte, depois só conversando, algumas pessoas indo embora.

A Milena ajudando a Tia Sonia e Larissa com as louças, e eu carregando as cadeiras com o Henry, o Gael estava falando ao telefone, aparentemente com seu pai;

- Cadê o Martin? – Pergunto a Milena quando estava colocando uma das cadeiras.

- Gael não fala dele tem uns dias já, acho que não estão juntos mais.

- Hum, pensei que ele ia chamar, para vir hoje.

- Eu também amor, mas parece que não.

O Raul entra e despede, como eu e Milena viemos de carona com o Henry, quando terminar de ajudar iriamos para casa. Mas Gael volta guardando o telefone, e na cozinha da casa da Tia Sonia fala, para o Henry;

- Henry pode me dar uma carona? Meu pai não está atendendo.

- Sim, de boa. Já vamos né Iago? – Pergunta ele deixando a mesa.

- Sim, mano.

Despedimos da Tia Sonia, e entramos no carro, eu e Henry na frente, Gael e Milena atrás. Com a música, nós dois conversando, meio que gritando no banco da frente e os dois falando baixo atrás.

Gael cutuca Henry, que abaixa o som e diz;

- Se importa de deixar os meninos antes? Quero falar contigo! – Gael fala.

O Henry me olha e olha no retrovisor, sem falar nada;

- É muito contramão cara, é tão importante assim? – Falo me virando para trás.

- Deixa eles Iago, pode deixar a gente primeiro Henry, sem problemas. – Fala a Milena entrando no assunto.

- Beleza. – Fala Henry errando a marcha do carro.

Eu sorri e ele me acerta com um murro no ombro. Bem sim, deixar eu e Milena era muito contramão em seu caminho, mas aparentemente era bem importante, não cabia a nós de atrapalhar.

Henry deixa eu e Milena, na minha casa, e o Gael passa par ao banco da frente, e eles seguem;

- Que foi aquilo? – Pergunto abrindo o portão.

- Assunto deles amor, nada demais.

- Estranho o jeito que o Gael falou.

- Ai meu Deus, vai ficar implicando agora?

- Você sabe né Milena? – Pergunto encarando ela.

Ela começou a rir e não me disse nada, mas nada de forma alguma, e olhem que até ameaçar eu ameacei, a garota era um tumulo.

#Gael

No caminho de exatos vinte e três minutos, fui conversando sobre o livro, e falando coisas que tínhamos em comum.

Sim eu iria falar com o Henry que estava sentindo algo por ele, agora como? Ainda não sei, mas iria arriscar, arriscar tudo.

Ele estava desconfortável, muito mesmo, era aparente, a sensação que eu tive é que ele sabia o que eu iria dizer, palavra por palavra, e estava com tempo para ensaiar sua atitude.

Pessoal o ar condicionado do carro estava ligado, e eu ainda soava pelas axilas, e queria verificar se estava com bafo, cara eu estava pensando em tanta coisa.

Henry chegou e parou na porta da minha casa, eu então abro a porta para sair, ele segura em minha mão;

- Ei, espera, não me enrolou até aqui para nada, disse que queria conversar fecha aí. – Fala ele segurando meu braço e me olhando nos olhos.

Me perdoem a palavra, mas eu juro eu quase caguei na roupa nessa hora.

3 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia