• @richardsongaarcia

INFAME - Capitulo 10

#Henry

Cheguei em casa ainda com a polícia lá dentro, me deixaram entrar por causa do meu irmão;

- Tão fazendo o que pai? – Pergunto entrando.

Ele estava na sala com o Henrique, que estava muito assustado, meu irmão, estava tremendo de medo;

- Calma Henry, é somente um mandato de busca e apreensão. – Fala ele.

- Pai, é o meu computador... – Falo apontando para o policial. – Ei, esse é o meu...

- Afasta garoto. – Fala outro policial. – O senhor, nos acompanhe para abrir o cofre.

- PAI. – Chama o Henrique.

- Henry por favor, cuida do seu irmão. – Fala ele apontando para o pequeno.

Me sentei no sofá, e abracei o Henrique, protegendo seu rosto;

- Olha faça como um pesadelo, fecha os olhos e pensa em coisa boa... – Falo abraçando ele bem forte.

- Na mamãe?

- Isso Henrique, pensa na mamãe.

Galera, eles viraram nossa casa do avesso literalmente. Levaram documentos e mais documentos do escritório, olharam todos os livros, e esvaziaram os cofres do quarto do meu pai e do escritório.

Quando tudo acabou meu pai, pega as coisas saindo;

- Tenho que ir para a delegacia, cuida do seu irmão, a Geralda está chegando, vai dormir aqui.

- Pai, porque ir até lá?

- Tinha documentos muito importantes nos cofres, meus e de sua mãe. E Henry! O pai de Kaique foi preso. – Ele fala com o celular no ouvido saindo.

Agora eu estava assustado. Levei meu irmão para o quarto, acompanhei ele no banho e deitamos no seu quarto, fiquei até ele pegar no sono, enquanto falava com a galera, para saber notícias do Kaique, ou de seu pai.

Eu dormi com o Henrique em sua cama. Na manhã seguinte, parecia que as coisas estavam normais, eu desço as escadas indo em direção a cozinha, ouvindo meu pai falar;

- Hoje vem uma equipe Geralda te ajudar com a casa, tudo bem.

- Sim, senhor... Henrique come rápido que seu pai está saindo. – Fala ela.

- Cadê seu irmão? – Pergunta meu pai, com o jornal.

- Notícias do pai do Kaique? – Pergunto entrando na cozinha.

Ele me olha, termina de mastigar e com o guardanapo na frente de sua boca responde;

- Foi solto quando chegamos, pagamos a fiança.

- Porque prenderam ele?

- Estamos trabalhando para saber Henry.

- Mas pai, para prenderem alguém tem que ter...

- Meu filho sem perguntas. Agora deixe me ir, estou atrasado. Henrique termina que vou pegar minhas coisas lá em cima.

- Tabom pai. – Responde ele quase se matando de comer.

Eu voltei tomei meu banho e fui para a aula.

E claro que todo mundo me olhando, como no primeiro dia de aula, parecia um alienígena naquele colégio, e para piorar tinha o jogo do dia anterior, e olhar na cara do Gael, que ótimo dia seria, não é mesmo?

Quando entrei na sala, nem a Larissa quis olhar na minha cara, os meninos sentados no fundo, eu deixei minha mochila na cadeira e me aproximei;

- Ou mano, viu que aconteceu ontem, e não tive escolha, agora aproveitar e ir para cima deles no próximo jogo, pois... Eu estava tentando falar com o Raul, quando ele me interrompe.

- Relaxa Henry, você não faz mais parte do time.

- Porque não?

- Porque você é um traíra do caralho.

Sério, eu me encho de raiva naquela hora, olhei para a esquerda e dei um empurrão em Gael que estava na mesa dele.

#Iago

Ele é corajoso, Henry ameaça o Gael na nossa frente, o empurra falando;

- Que foi falar agora em? – Ele fala para o Gael.

Os nervos subiram a flor da pele, da metade da sala, eu, Raul, até a Larissa e Milena levantaram na hora;

- Não disse nada. – Gael responde.

Eu empurrei ele com tanta força, que Henry foi para cima das cadeiras onde tinha gente sentada, afastando as mesas, foi onde ele apoiou para não cair, os meninos chegaram a sair correndo, por ver o tamanho da treta;

- FICOU MALUCO? Ameaça ele de novo que acabo com sua raça! Ta achando que não sabemos? – Falo apontando o dedo para a cara dele.

- Irmão, perdeu a noção do perigo? – Fala o Raul perto de mim.

- Gente deixa ele, não preciso que... – Gael iria falar, mas a Milena já o interrompe.

- Deixa os meninos Gael, Henry ta louco de ameaçar você na frente de todo mundo assim.

- Faz com o Gael como a gente tenta fazer com você desde o primeiro dia de aula, ignora o cara, finge que ele não existe. Porque se não vai se ver comigo, to muito afim de te quebrar meu irmão. – Falo quase pulando nele.

- Iago! Ou mano, a professora. – Fala o Raul me puxando.

- O que está acontecendo aqui? Iago e Henry de novo? Vamos todo mundo nos seus lugares, eu não aguento mais, nem começamos o ano direito e... – A tia Sônia falou quase duas aulas na nossa cabeça.

Como não teve jeito de levar todo mundo para a direção, ela trouxe a diretora, cara foi mais bagunça ainda, pois, eu, Raul, Milena e Henry levamos advertências. Gael, Larissa foram chamados a atenção, chegaram a tirar o Henry da sala, e ver se tinha como mudar ele de turma.

Sério, quase que sai fora de controle, se caso o Henry tivesse erguido a mão, ou falado algo para mim, ou Raul, iria praticamente matar ele ali dentro.

0 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia