• @richardsongaarcia

Eles e Eu - Capítulo 4 - Já Ouvi falar de você

Ele saiu e tipo, o colégio estava todo me olhando, cara me sentei muito sem graça, e na primeira oportunidade sai daquele lugar.

No banheiro escovando os dentes o Junior entrou me olhando;

- Cara você conhece o Dylan?

- Ah, sim, porque?

- Ele é o capitão do time, só de conhecer ele, Tyler, Ryan e Ethan não vão te encher. Você tem muita sorte.

- É pode ser. Mas porque todos ficaram olhando?

- Ele é popular, todos querem ser igual a ele.

- Igual?

- É como inveja saka. Ter um carro como ele, uma família cheia da grana, ou ser o capitão do time de basquete.

- Nunca vou entender isso mano.

Nos EUA as pessoas tem necessidade de ficar de perto ou seguir quem tem sucesso na vida, sendo sucesso qualquer coisa, desde ganhar em um jogo de mesa ou ser conhecido no colégio.

#Dylan

No corredor do colégio eu pegava minha mochila no armário, olhava disfarçado as meninas passando, e indo em direção ao fim do corredor uma correria na verdade, me aproximei e passando por algumas pessoas, chegou a quadra de futebol do colégio.

Ao chegar à quadra ao lado de fora, onde as meninas treinavam futebol, o Theo estava jogando, ele o único garoto no time feminino de futebol, e era ótimo de bola, as meninas mandavam muito bem, mas ele deu um show, foi engraçado, pois nunca havíamos visto aquilo, e ele estava se divertindo.

Ao fim do jogo que foi rápido, havia algumas pessoas olhando, as meninas saíram agradecendo e elogiando ele, Theo pegou sua mochila no chão, e me viu assim que se direcionou para saída;

- Cara você seu o show nelas.

- Que nada, elas jogam bem demais.

Ele olhou para todo mundo ao redor, e me perguntou baixo;

- Porque estão todos me olhando?

- É porque o time de futebol é feito de meninas, garotos não jogam futebol, mas se quer saber, você joga muito.

- Valeu.

Disse ele se despedindo e saindo;

- Ei, quer uma carona?

- Não, valeu, vim de bike.

- Ok.

Ao sair, passando olhar arquibancada vejo Stella, com suas amigas, sim, ela estava assistindo ao jogo, espero eu que não seja por Theo. Fiquei curioso, mas não fui questioná-la.

Não fui para casa neste dia, chamei Ryan e fomos para o cinema do shopping, assistir "Transformers", queríamos assistir "Cinquenta Tons de Cinza" mais a faixa etária não permitia.

Saímos da seção por volta de seis da tarde, Ethan me ligou e nos encontramos na praça de alimentação. Comemos no Burger King, e depois fui a loja da D&G, comprar umas calças, da vitrine vejo Stella passar juntos a suas amigas, de short jeans, camisa de manga longa preta e um boné para trás todo florido.

Logo entra na loja o Ryan com uns Milk Shakes, pra gente;

- Viu quem passou?

- Vi sim, cara ainda vou namorar com ela.

- Fiquei sabendo que seu amigo estava jogando no time feminino.

- Rsrsrs' ele é brasileiro, não se conteve. Ah' moça serão estas 3.

#Stella

Sentei-me em um banco no shopping e liguei para meus pais, informando que já havia acabado, e estava esperando alguém vir me buscar.

Meu pai disse para ir descendo para o estacionamento que ele estava próximo do shopping, ao me levantar vejo o Dylan e sua turminha se aproximando.

Ele estava com uma jaqueta jeans azul, muito bonita deixava seus braços bem desenhados;

- Oi Princesa, surpresa te encontrar aqui.

Disse ele beijado meu rosto, sua mão veio até meu pescoço, ele também me cheirou rapidamente;

- Surpresa Dylan? Essa é minha segunda casa, deveria saber, afinal estudamos juntos há bastante tempo.

- Já vai? Quer uma carona?

- Não, meu pai vem me pegar.

- Ajuda com as compras?

Assim que ele disse isso, passou do nosso lado o novato, ele estava com um fone de ouvido, nem nos percebeu, eu olhei e ele nem me viu.

Como Dylan o conhecia, e o garoto quase pisou na gente, ele chamou sua atenção;

- Theo? Theo? THEO.

Foi tipo um mimi vexame, Dylan gritando. Como ele não ouvia pelo fone de ouvido, Dylan jogou a tampa do seu Milk Shake, o garoto olhou para trás abriu um sorriso e voltou, como a coisa mais normal do mundo;

- Ah nem vi vocês. Dylan joia.

Cumprimentou somente Dylan, e me olhou sorrindo;

- Oi, Sou Theo.

- Ele me ajuda Dylan, não precisa. Tchau meninos. Me ajuda?

Falei fazendo um biquinho;

- Sim, claro. Até mais.

Entramos no elevador, com o Dylan babando de raiva, acho que nenhum cara da escola havia sido tão... tão... "Desafiador".

- Sou Stella, e você?

- Theo, sou do Brasil.

- Ah, você que estava jogando com as meninas hoje.

- Sim. Você é?

- Stella, líder de torcida.

- Assim, ouvir falar de você.

Ele tinha uma carinha de bebe, de inocente, mas ao mesmo tempo de quem sabe demais.

Ao elevador se abrir meu pai já esperava, ele deixou as malas e saiu, batendo as mãos umas nas outras;

- Então até no colégio.

Não resisti à cara que ele fez tive que ir e dar um beijo em sua bochecha. O que fez abrir um sorriso.

0 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia