• @rgpatrickoficial

crescendo - Capitulo 34

#Thales



Passei o dia seguinte inteiro no quarto, e todas as vezes que o Lucas vinha tentar falar comigo eu fingia estar dormindo ou algo do tipo.

Para variar a escola inteira estava com medo de mim, porque o que estavam falando, é que eu sozinho bate em Lucas e Patrick ao mesmo tempo.

Ouvi um belo de um sermão dos meus pais, e iria perder o primeiro treino de natação do semestre, entre outras atividades, a única coisa que não desaparecia era o Lucas.

Na sexta-feira, depois das aulas, o Elias tinha saído e eu esqueci de trancar a porta, então ele novamente vem bater;

- Thales eu sei que está aí, abre. – Escuto Lucas falar.

- O que você quer? – Digo abrindo parte da porta.

- Quero conversar com você.

- Não temos o que conversar Lucas.

- Me escuta, depois se quiser não precisa falar comigo mais.

Eu não respondo, somente deixo ele entrar. Lucas estava com uma cara muito estranha, tipo, era uma personalidade dele que eu não conhecia.

Eu fecho e viro a chave na porta, quando me viro uma puta surpresa. Lucas estava de joelhos no chão;

- Lucas vai implorar agora?

- Não estou implorando nada. Estou aqui de joelhos, para te pedir perdão.

- Oi?

- Perdão Thales por tudo que eu fiz você passar, estou pedindo perdão, por que sei que tenho culpa, e não estou conseguindo mais ficar com isso aqui dentro.

- Levanta vai. – Digo pegando em sua mão.

Ele fica de pé, passa a mão no cabelo e escuta;

- Tive tempo para pensar estes dias.... Eu te perdoo, perdoo você pelo que fez.

Ele abre um sorriso e me abraça.

- Não sei o que fazer se eles te expulsarem na segunda... Thales eu coloco fogo nesse colégio, se isso acontecer. – Ele fala beijando meu pescoço.

Depois a bochecha e segura meu rosto para me beijar na boca, eu seguro sua mão, virando o rosto;

- O que foi?

- Perdoo muita coisa Lucas, mas a gente terminamos naquela noite.

- Noite?

- Da festa.

- Thales o que quer dizer com isso?

- Não vamos mais ficar.

- Thales.

- É isso Lucas, eu não quero mais ficar com você. E espero que tire isso da cabeça.

- Acha que eu não tentei? Passo noites em claro, nas aulas, em casa, só penso que quero estar com você. Pode me chamar de exagerado, de prepotente, o que quiser, eu não importo, eu preciso de você Thales.

- Não Lucas, não precisa.

- Thales por favor... Olha o que está dizendo.

- Já me decidi Lucas, e é não.

- Thales por favor. – Ele diz com lagrimas nos olhos.

- Não.

Ele fica em silencio, senta na cama, confuso, Lucas diz;

- Namorei com a Alan, quatro anos, cinco meses e duas semanas, eu nunca falei para ela que a amava. Eu conheço você a menos de doze meses e sinto que te amo. Eu te amo Thales.

- É assim Lucas, é assim que eu me sinto! – Digo sentando ao seu lado.

- Desde quando?

- Não sei dizer.

Ele me olha, se ajeitando na cama e me beija, Lucas segura uma das minhas mãos e a outra conduz minha nuca em um beijo molhado.

Eu me afasto, passando a mão no rosto, e me levanto, ele faz o mesmo, me abraçando, com os dois braços entrelaçando meu pescoço, Lucas beija minha bochecha e volta a cabeça sua cabeça na minha.

A porta se abre, era o Elias, ele fica parado na porta, sem saber o que fazer. Lucas diz em meu ouvido;

- Eu não vou desistir de você. – Ele sai, segurando minha mão, até a ponta dos dedos.

Ele sai, sem nem olhar para a cara de Elias.

Que entra dizendo;

- Vou ter que me acostumar com isso.

Eu deito na cama, meio “cansado” disso tudo, e perdido, confuso em o que fazer sabem.



#Elias


No dia seguinte estava na academia do campus com o Thales, Hugo e Lucas.

Mesmo Lucas não trocando ideia comigo, por eu ficar entre ele e o Thales, não importava de estar no mesmo lugar que ele.

Eu estava fazendo uns abdominais com o Thales, e ele no Supino com o Hugo;

- (...) E o que você disse?

- Lucas eu falei que ela me entregou o celular e que bloqueie sem ver as fotos, mas ela não acreditou.

- Hugo foi só isso? – Thales pergunta.

- Alana perguntou o que eu achei das fotos da Isabela.

- E o que disse?

- Falei que era diferente sabe.

- Uhhhh. – Falamos todos simultaneamente.

- O que? O que?

- Mano, você mesmo caiu na armadilha, você falou que não viu as todos, depois que achou diferente, já era. – Falo.

- Elias esta certo, está com a corda no pescoço. – Thales comenta.

- O que eu faço agora?

- Agora fica na sua, eu conheço bem a Alana, se ela for tirar satisfação com a Isabela você está morto, agora se ela deixar para lá, pode se safar tranquilo. – Lucas responde. – Vê se não dá mais mancadas como essa mano, cara foi péssima.

- Fala de mim Lucas, mas e você, iria olhar ou não?

Quando o Hugo pergunta, o Thales sorri alto, nós olhamos para ele que estava de pé com sua garrafa de agua;

- Eu iria olhar Hugo é claro. E que foi essa risadinha ai em Thales?

- Hugo o Lucas iria olhar, enviar para o celular dele e depois compartilhar.

- Está me tirando Thales?

- Estou mentindo Lucas?

A pergunta serviu para calar a boca dele;

- Galera vou nessa. – Thales diz pegando sua toalha.

- Vou contigo. – Falo pegando meu celular.

- Estão andando muito juntos não acham não? – Lucas diz.

- Ah desculpe, vocês estão namorando? Acho que NÃO. – Falo encarando ele.

- Para de show Lucas, tem ninguém para ver. – Thales diz saindo.

Eu tomei um banho no quarto, o Thales nem seguiu para lá, a Isabela mandou mensagem dizendo estar na biblioteca, para eu passar lá, antes de ir ao refeitório, e assim eu fiz.

Nas mesas atrás das grandes prateleira ela estava sentada com o Patrick, eu sento colocando meu celular para carregar na mesa;

- Nossa vai onde assim? – Ele pergunta.

- Lugar nenhum, minha roupas estão a maioria suja.

- Ai que inveja desse shortinho.

- Sai fora Patrick.

- Qual é Elias, você não diz qual é a sua, vai me dar uma chance ou não?

- Desencana.

- Vocês dois forem começar, vou sair daqui... onde estava gatinho? – Isa pergunta.

- Academia, que está fazendo?

Pergunto a ela que estava copiando um monte de coisas, e tinha vários cadernos a mesa;

- Colocando os cadernos do Patrick em dia.... Ele ficou um tempo de atestado.

- Matéria da prova. – Ele diz.

- Ei, suas fotos estão dando o que falar em.... Se liga a Alana quer dar na sua cara. – Falo colocando os pés na cadeira.

- Não preciso me ligar, mostrei uma foto só para ela, o suficiente para ela terminar com o Hugo.

- Tu é meio burrinha né Isabela.

- Qual é, falando assim comigo?

- Mano a parada dos dois não é sexo, e nem se amostrar para ninguém, igual ao outro aqui quer.... Ela gosta mesmo dele, sai dessa, é bem melhor para você.

- Eu o que Elias?

- Patrick, todo mundo sabe que você é caidinho no Lucas, se toca.

- E você na Alana.

- Ah meu Deus, eu só comentei no primeiro dia de aula que ela era gostosa... Não me apego não mano.

- E o Lucas só pensa no Thales, amigo, sai dessa você também.

- Lucas quer ficar com o Thales porque ele tem dinheiro, e é conhecido, só isso. Alana não é mais status, ele quer status.

- E você acha que você tem isso? Se liga garoto, ontem mesmo eles estavam se pegando lá no quarto.

- A mentira Elias, não brinca comigo.

- Aff. Thales é idiota igual você e você. Acreditam em tudo que dizem.... Não sei o que viram naquele pau no cu do Lucas, cara mais babaca mano.

- Estou achando Isa que vou ter concorrência... Elias está com crush em Lucas também. – Ele diz rindo.

Os dois caíram na risada juntos.

- Pego Thales e Alana se quiser! Não sou igual você Patrick.

- Claro que pega Elias, lindo assim, quem não quer.


#Hugo



No seguinte fim de semana os pais de Thales estavam na cidade, e ele foi na quinta-feira para casa. E no sábado chamou a gente para almoçar lá, como eu estava no colégio fui com o Lucas. A Alana confirmou presença, ela estava e casa e iria partir de lá.

Lucas me pegou por volta de nove e meia da manhã, seguimos de carro até a casa do Thales;

- (...) Não tem ideia da sua sorte de sua família estar em outro estado Hugo.

- Não chega a ser assim Lucas, meus pais são chatos, ficam pegando no pé. Agora seus pais e dos meninos são meio loucos, parece requisito de quem é rico, ter um parafuso a menos.

- Não sou rico Hugo, sabe disse.

- Tu me entendeu Lucas...

- Só estou falando mano, pois agora sem meu pai, ela quer ficar em cima, saber de tudo, ligando o dia todo.

- Não é surpresa mano, sua mãe sempre foi assim, só agora ela não tem seu pai para esquentar as ideias dela.

- Pode até ser... – Lucas para frente a guarita do porteiro. – Vamos na casa dos Deummond, estão esperando a gente.

- Lucas?

- Isso.

- Podem ir. – O cara fala abrindo o portão.

Lucas estacionou o carro, e peguei minha mochila, antes de se aproximar a porta se abriu, era a mãe do Thales;

- Oi meninos.

- Olá... – Digo sem saber o nome dela.

- Melinda, e você deve ser o Lucas? – Ela fala me olhando.

- Hugo... Lucas está...

- Aqui, prazer Melinda. – Ele diz saindo de trás do carro.

- Prazer querido, entrem, os meninos estão na piscina.

Quando ela disse meninos, pensei ser Thales e Alana, nós entramos e seguimos para os fundos.

Thales estava na agua, sentado em um banco do bar molhado, o sol refletia na agua, o dia estava perfeito;

- Ainda bem que chegaram.

- Estava esperando o Lucas. – Digo aproximando.

Quando sinto só um empurrão, Lucas me joga na piscina;

- Filho da mãe, poderia ter molhado meu celular. – Falo saindo da piscina.

- Mas não molhou, esqueceu no carro, idiota.

- Vou te mostrar o idiota.

Falo tentando jogar ele na agua, e então, adivinhem... Elias aparece saindo do banheiro atrás do bar, eu parei meio que confuso, e sabendo que teria treta;

- Que ele faz aqui? – Lucas pergunta.

- E deixa o cara. – Eu nem terminei de falar e ele me joga de novo na piscina.

Merda.

- Fica na sua Lucas, beleza. – Elias diz entrando na agua.

- Está aqui desde que dia em mano?

- Ontem, eu, Thales e os pais dele fomos em um jantar de família. – Elias responde o Lucas se sentando ao lado de Thales.

- Eu mereço.

- Oi gatinhos.... Obrigado tia Melinda... Thales, amei sua mãe. – Alana chega com uma bolsa e chapéu de praia.

- Hugo se quiser ficar, vou embora, não to afim de ficar com esse pau no cu não. – Lucas diz pegando a sua mochila.

- Que está acontecendo? – Alana pergunta tirando os óculos.

- Lucas não quer ficar por causa do Elias. – Falo tirando minha roupa molhada.

- Você não para de frescura não garoto, cria vergonha nessa cara, você veio pelo Thales ou pelo Elias em? - Fica na sua Alana. Bom fim de semana para vocês. - Lucas é meu aniversário, quero vocês aqui, todo mundo. – Thales diz saindo da piscina. - Está vendo algum palhaço aqui Thales? – Lucas diz saindo. - Mano acho que ele está puto mesmo. – Falo para o Thales. - Se quiser vou embora. – Elias diz assustado, assim como nós. Até Alana se calou nessa hora; - Não, Elias fica aí. Vocês também, vou falar com ele. – Thales diz passando a toalha no rosto.

13 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia