• @richardsongaarcia

crescendo - Capitulo 32

Meninos ficamos eu e a Isabela conversando e eu contando umas fofocas para elas, todo mundo tinha sumido nessa festa.

Isso era uma da madrugada quando ouvimos uns gritos e gente correndo, ela me olha assustada;

- Que isso?

- Deve ser o Lucas... Sempre está na bagunça. – Falo correndo.

Gente o Elias tinha pegado a ex do Vitor, quando cheguei perto estavam segurando ele e o Vitor com sangue na boca.

Tiraram os dois da festa e todo mundo surpreso com o “novato”, né, pois ele parece ser alguém bem pacifico, até esse momento.

Fui no banheiro e depois dançamos com os meninos, tipo era uma playlist inteira de funk, caramba quando eu sentei com o Thales estávamos exaustos;

- Vamos dormir amigo?

- Vamos Alana, quero dormir até tarde amanhã.


#Hugo



Lucas dançando com o Patrick e a Isabela, Thales foi dormir, eu estava procurando a Alana por todo o grande salão e nada.

Fui encontrar ela estava dançando em cima do palco, com o DJ e mais duas garotas.

Puxei sua camisa ela pulou no meu colo;

- Não acha que já está bom por hoje não? – Digo com ela no colo.

- Ai Hugo vamos, mas vai ter que fazer aquela massagem nos meus pés. – Ela diz me abraçando.

- Hum, e o que vou ganhar com isso em?

- Sabia que meus joelhos já estão bons de novo? – Ela diz mordendo os lábios.

Eu abro um sorriso safado beijando ela, claro né, todo alegre... Afinal de contas Alana não tem essa com sexo, ela aproveita de “todas” as formas.

Peguei em sua mão passando pela galera e abrindo espaço, até ela colocar a cereja no meu bolo.

A música estava tocando um funk, as luzes piscando freneticamente e nos tentando sair, quando ela solta minha mão, eu olho para trás.

Alana puxa o cabelo do Patrick derrubando ele no chão no meio da galera, e vai para cima dele, batendo e socando sua cara, foi o que consegui ver até as pessoas abrirem espaço e meio que me empurrarem para trás.

Gente eu assustei na hora, quando consigo chegar estão segurando ela e Lucas e Isabela com o Patrick no chão, que estava com o cabelo igual uma vassoura, e Alana tentando chutar ele;

- Ficou maluca Alana? – Grito segurando ela.

- VIADO SEM CARATER. – Ela gritava de se esguelhar.

- Alana calma. – Lucas se aproxima.

Gente ela acerta um tapa em Lucas que doeu em mim;

- Você não tem vergonha? O Thales dormindo e você se esfregando com outro aqui? Fala Lucas?

- Não estava fazendo nada garota.

- Não! Ele reborando e quase te beijando e você dormindo ai Lucas, vira homem sai do pé do Thales, deixa ele... Você não merece alguém como ele.

- Você está descontrolada, não sabe o que fala.

- Olha para mim e fala se eu estava vendo coisas Lucas? FALA.

- Amor vamos sair daqui, agora. – Falo tirando ela.

- FALA Lucas! Fala...

#Elias



Acordei no dia seguinte com a cabeça doendo pra caralho, fui no banheiro e peguei um comprimido tomando, quando retorno o Thales está olhando a tela do celular;

- Te acordei? – Pergunto deitando novamente.

- Não... São onze da manhã Elias.

- Estou com uma puta dor de cabeça. – Falo me espreguiçando.

- E eu com ressaca.

Eu sorri e falei olhando para Thales, que estava se sentando na cama;

- Ressaca de suco e refrigerante?

- Alana tinha Vodka. Cara a festa não existe mais eu bebi ela toda.

- Haha’ vai lá, toma banho primeiro, depois eu vou. – Digo pegando o celular.

- Valeu.

Por causa da natação o Thales tem um “tronco” bem grande e largo, o que faz que aparentemente ele pareça malhado, mas não, somente grande mesmo.

Como eu e Isabela já estávamos nos grupos das salas e colégio, era claro que meu vídeo estava no meio.

E por surpresa minha tinha outro da Alana, em cima de alguém, não dava para ver direito, mas era homem.

Galera eu tomei um banho logo depois de Thales, coloquei uma blusa de frio e touca, e nem café tomamos, por causa do horário é claro, direto para o Almoço.

- (...) É AirSoft Thales, não machuca, só se não estiver usando a roupa é claro.

- Elias eu nunca nem peguei em uma arma.

- Nem de brinquedo?

- Não que eu me lembre.

- Vamos vai ser legal... A gente chama seus colegas.... Olha lá, Hugo e Alana já estão aí. – Digo apontando para a mesa. – Estranho estão nos olhando.

- Todo mundo olhando a gente. – Ele comenta.

Hugo, Alana e Isabela estavam sentados já tinham terminado de comer, eu e Thales chegamos e ficamos com eles ao invés de pegar algo para almoçar;

- Não vão comer? – Hugo pergunta.

- Não, estou de boa. – Falo.

- Eu também.

O Vitor passa atrás dos meninos me encarando com sua trupe de idiotas, ele é tão folgado que fica me olhando;

- Que foi Caolho, quer que eu deixei seu outro olho roxo? – Falo olhando para ele.

- O que é seu está guardado Novato.

- O seu também... Aqui dentro da minha cueca. – Falo tirando risos dos meninos.

- Que bela forma de começar o ano letivo em amigo. – Isabela fala olhando ele se afastar.

- Gata, se eu deixar ele vir para cima agora, depois vou ser capacho, melhor mostrar quem manda, que eu não sou idiota.

- Gostei Elias, você é dos meus, toca aqui. – Alana fala fechando a mão em minha direção.

Toquei com ela sorrindo e termino meu comentário;

- Posso me sentar? – Fala o Patrick com sua bandeja.

Pessoal ele estava com um aranhado no rosto, perto da orelha, a Alana responde sua pergunta, com um belo;

- Não, não pode.

- Amiga, você sabe que não fiz de proposito, me desculpa. – Ele diz para a Alana, olhando Thales.

Assim como ele, fiquei sem entender anda;

- Eu te conheço Patrick, e você também sabe muito bem o que fez, procura outra turma.

- Vai ser assim Alana?

- Vai ser assim Patrick.

Ele sai se virando de costas, o Thales pega o suco do Hugo e eu pergunto quase ao mesmo tempo que ele;

- Que foi isso?

- Nada.... Fiquem tranquilos... Tretas destes dois. – Hugo diz cutucando ela.

- Não vou falar nada amor. – Ela fala ironicamente.

- Vou pegar uma salada.... Vai querer uma também? – Digo a Thales, enquanto me levanto.

- Acho que não consigo comer nada cara. – Ele responde com a cabeça deitada em seu braço na mesa.

O Lucas chega e senta na mesa, cumprimentando todo mundo, e colocando o braço envolta de Thales;

- Tudo bem, alguém quer alguma coisa? – Questiono para os meninos.

Todo mundo, responde gesticulando com a cabeça, nenhuma voz.

Pessoal eu fui até o balcão, peguei uma salada e um suco de abacaxi, eu voltei e sentei na mesa e estavam do mesmo jeito, de quando eu tinha saído;

- Isso é sério? – Alana diz olhando para os meninos. – Ninguém vai dizer nada? Em Lucas?

Todo mundo olhando para ela, e Hugo fica uma fera;

- Amor, pelo amor de Deus, você não tem nada a ver com isso. – Ele fala bravo com ela.

- Se fosse você, não iria me dizer Hugo?

- Alana, não estou falando da gente.

- Alguém diz o que está acontecendo? – Thales pergunta.

- Nada, essa garota que é exagerada demais, fica vendo coisas. – Lucas rebate.

- Coisas? Lucas! coisas?

- Alana. – Thales repreende ela.

- Depois que você foi dormir, Lucas e Patrick estavam dançando agarradinhos na frente de todo mundo, se eu não pegasse eles no flagra, só Deus sabe o que iria fazer.

Sinceramente? Eu queria estar em outra mesa. No silencio da mesa, Hugo gesticulando com a cabeça que não, e com a mão no rosto de vergonha, o Thales pergunta;

- Isso é verdade Lucas?

- Não Thales. É mentira dela.

- Não olha para Alana, eu estou te perguntando, olha na minha cara. É verdade? – Thales diz apontando o dedo na cara de Lucas.

- Só estávamos dançando. – Ele responde bem cabisbaixo.

- Com licença Elias. – Ele me fala para poder se levantar.

Eu saio do caminho e o Lucas segura em seu braço;

- Thales espera.

- Não toca em mim. – Ele diz tirando com raiva o braço.

- Estou falando com você Thales. – Ele fala puxando a blusa do garoto.

O puxão foi forte, fazendo o Thales dar meia volta, eu e Hugo ficamos em alerta, pois as coisas se esquentaram.

- Fica longe de mim Lucas. – Ele diz saindo.

- Thales espera. – Ele se levanta para ir atrás de Thales.

- Ele mandou ficar longe. – Falo empurrando ele de volta para o banco.

Cara eu vi sangue nos olhos de Lucas, nessa hora;

- Coloca a mão em mim de novo que vai ver com quem se meteu Elias. – Ele fala me encarando.

Estava tão perto que senti sua respiração, todo mundo olhando e Hugo separa a gente;

- Sai fora Elias. Ele fala ficando no meio.

Eu vou atrás de Thales e consigo ouvir ele reclamar atrás;

- Que merda é essa, esses dois? Estão juntos agora? Está satisfeita Alana, olha o que fez.

- Eu não fiz nada Lucas, foi você, a culpa é sua.

O Thales vai para o ginásio de natação, eu sigo e me aproximo dele;

- Ei, Ei... Vem aqui. – Digo segurando seu braço.

Quando ele se vira, os olhos estavam vermelhos e lacrimejando. Eu não digo nada e abraço ele.

- Quer que eu faça algo? Fale com alguém? Compre algo? – Digo em seu ouvido.

- Sim.

- O que quiser.

- Quero ficar sozinho.

- Tem certeza?

- Sim.

- Tudo bem, qualquer coisa, sabe onde me encontrar.

Ele sai e segue para dentro do ginásio.

0 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia