• @rgpatrickoficial

Clichê - Terceira Temporada - Cap. 54

1 Dia para o Casamento


Helena não brinca em serviço, dois aviões galera. 1 FUKING aviões fretados do Rio de Janeiro para Florianópolis, amigos, familiares, equipes da Petrini, e de seguranças.

Ela pensou em tudo, tudo, não deixando passar nada. Quando chegamos no Aeroporto Internacional Hercílio Luz, tinha uma equipe completa do hotel aguardando os convidados. Como noivos eu e ela seguimos de helicóptero, junto a minha mãe.

Ao chegar, já separaram a gente, ela ficou em um bloco separado do meu, os nossos quartos estavam em extremidades diferentes.

O Resort fica na encosta de do Morro da Aranha, na Praia do Santinho, por isso o nome “Costão do Santinho”. Frente a praia, o lugar é gigantesco, praticamente uma cidade, para ir a restaurantes, ou bares, piscinas, essas atividades você tinha motoristas a disposição, pelo tamanho do complexo.

Não preciso comentar da vista certo? Aquele mar azul em tonalidade azul escuro, em areia fina e clara.

Helena, Luan e Kleber, Julia e minha mãe, ficaram em um bloco separado, eu, Caio, Heitor, João, Camilo e Matheus em outro, junto a alguns convidados.

Depois de deixar minhas coisas e se trocar, eu desci para as piscinas, o Caio estava conversando com meu irmão, o Camilo desceu comigo;

- (...) Sem trabalho, aproveita, serio meu amigo. – Falo a ele.

- Que foi, já está preocupado Camilo? – Caio diz.

- Estou só explicando sobre a praia, para amanhã.

- Explique então. – Digo pegando uma bebida para a gente.

- A praia é aberta, e não possuem seguranças na areia, então, montamos um aparato junto a prefeitura e o complexo, a partir de meia noite, tudo será fechado, e monitorado.

- Ótimo, mas como disse.... Cadê o Matheus? Olha quero que vocês aproveitem, são convidados, não estão trabalhando.

- Mano, comida liberada dia e noite? – Caio aponta.

- Rsrsrs, isso que significa “All Inclusive”, mano.

- Podem ir embora e me deixarem aqui, serio, melhor lugar da terra, rsrs.

- Vamos na praia? – Heitor se aproxima.

Descemos na areia dando uma volta e eu voltei antes, para ficar na piscina com o Kalleb.

Julia deixa ele comigo pois iria resolver as últimas coisas com Helena e Kleber.

Ele estava na piscina, eu entrei ficando sentado, enquanto ele brincava;

- Pai eu quero ir na praia.

- Você não queria tomar banho aqui?

- Não, quero no mar.

- Kalleb está muito fria a agua.

- Vamos eu não importo.

- Se adoecer sua mãe me pega. Vem comigo. – Pego em sua mão.

Heitor voltando encontra com a gente no caminho;

- Vai levar ele para brincar na areia?

- Ele quer tomar banho no mar.

- Guto é muito gelada essa agua.

- Agora ele vai Heitor.

- Vamos tio.

Descemos os três, mano e que agua fria do Caralho, e pior e que Kalleb brincava como se estivesse no banho.

Por causa do perigo eu está ao seu lado, de pé, mas não entrei;

- Você pode vir também. – Grito com Heitor.

- Cara que gelo. – Ele vai entrando. – Me entrega uma das cervejas.

- Eu falei e ele brincando como nada!

Gente tive que tirar o Kalleb da agua, eu estava com os pés no mar e não estava aguentando de frio.

Sentei com ele e Heitor, a beira mar, assim forçando ele a não entrar, mas ficar brincando na areia;

- (...) Relaxa Heitor, vai dar certo.

- Ficou nervoso assim quando pediu?

- Eu tremia todo, vontade de cagar, e dor de barriga.

- Eu to tremendo desde que sai do Rio de Janeiro Guto.

- Heitor calma, Helena e Luan deixaram tudo pronto também.

- Pronto para que pai?

- Para o jantar filho.

- Kalleb essa era minha cerveja, mas gente. – Heitor olha seu copo cheio de areia.

O pequeno rindo alto e gostosamente. Meu celular chama era a Julia;

- Oi... Estranho ter sinal aqui. – Comento.

- Guto está tomando conta do Kalleb?

- Sim, está comigo.

- E do Caio?

- Eu sei lá do Caio.

Gente a Helena pega o celular, muito brava;

- Guto o Caio está bebendo chop e dançando no balcão do bar, por favor, pega ele e afoga em uma piscina para mim.

- Tudo bem amor, eu cuido dele.

- Te amo.

- Também te amo. – Deligo o telefone. – Vamos meu filho, papai tem que cuidar do seu irmão, o Caio.

- Que foi? – Heitor limpa a areia do corpo.

- Nem almoçamos e o Caio está dando show.

#Kleber

- (...) Gente vamos resolver isso tudo até o almoço, depois quero fazer companhia a Dona Nice e Luan no SPA. – Helena diz no carro.

- Chegamos senhora. – O motorista para.

- A festa será aqui? – Julia pergunta.

- Calma, te mostro.

Quando descemos a equipe do programa que iria gravar os bastidores, estavam prontos para começar, pediram para a gente fazer as coisas como se não estivessem ali.

Entramos no restaurante que estava nos últimos preparativos já. O local tinha vista de todas as piscinas e o mar;

- Desse lado é a cerimonia Julia, esse aqui é o local da festa, as mesas aqui, e daquele lado a pista de dança. – Helena mostra. – Que achou Kleber?

- Amiga é tão perfeito, adorei essas mesas.

A cerimonialista mostrou a as mesas dos convidados, que estavam impecáveis, era como cenas de filmes, e no final, no centro com arranjos gigantescos, debaixo de dois imensos lustres a mesa do casamento.

Com espaços para doces e o bolo;

- Amiga tem espaço para dois bolos aqui. – Falo olhando.

- É decoração amigo. Escuta, querida, coloca mais flores, quero maior esses arranjos, e também quero o alinhamento certo com os lustres tudo bem. – Ela dá ordens.

O gosto de Helena era tão perfeito, que eu estava apaixonado nas cadeiras, para vocês terem ideia;

- Aqui Julia, um tapete vermelho, até o local da cerimônia. – Ela desde as escadas.

- Amiga e não tem problema com o vestido não? – Pergunto.

- Não, já fiz testes em escadas com ele, acha? Vai ser tudo perfeito, você vai ver.

Do lado do restaurante tem um espaço ao lado de uma piscina de borda infinita, onde seria feito a cerimonia, estava cercado para não ter curiosos e também a equipe estava trabalhando.

Um tapete cor de creme bem leve, em um deque de madeira escurecida, arranjos grandes de flores tipos copos de leite, e lírios no caminho dos noivos, as cadeiras brancas enfileiradas. Em um altar montado exclusivamente para a cerimônia.

Os quatro pés sento envoltos por rosas brancas e amarelas, com mais arranjos atrás, o mais simples e sofisticado possível.

- Helena porque essas cadeiras afastadas, convidados não tem uma boa visão dali. – Eu aponto.

- É da orquestra amigo.

- Ah esqueci.

Depois a gente foi para a cozinha de um dos restaurantes, onde foi reservado para atender o casamento, ver o bolo que havia acabado de chegar, junto a doces e preparativos do jantar com chefe Italiano trazido de São Paulo.

Ah antes de irmos ao jantar, uma coisa, Helena deixou um segurança exclusivo para cuidar do vestido de noiva, ternos do Guto e Padrinho e das madrinhas.

Não menos importante, na verdade tão importante quanto, o jantar para os convidados foi quase que um preparativo para o dia seguinte.

Helena frisou que era um jantar de amigos, nada de gala, ou chique demais, e sim para celebrar nossa amizade.

Quando eu vi que Helena estava de saia, top, e flor no cabelo, com maquiagem razoavelmente leve. Coloquei uma bermuda e uma camisa de botões listrada que tenho.

Quase que sem querer o tema do jantar foi “luau”. Em mesas gigantes, e vários garçons andando de um lado para o outro, conversas altas, risadas e gargalhadas.

Estávamos com cinco mesas grandes reservadas em um dos cantos do restaurante, uma ao lado da outra, no meio do jantar, o Guto se levanta.

E só frisando, ele estava perfeito, em forma, bermuda clara, camisa social aberta, branca, de chapéu, que havia pegado de um dos funcionários;

- Um minuto da atenção de todos por favor. – Ele fala batendo o talher em sua taça.

Em silencio a gente olha, eu estava ao lado dele;

- Eu queria agradecer, em nome de minha família e futura esposa, a presença de todos vocês, convidados, amigos, familiares, e funcionários aqui do Costão, estão realizando um sonho de dois ou mais amantes.

Fiquei confuso com esse final, e um garçom se aproxima atrás de mim, com uma caixa, entrega para o Guto;

- Obrigado. – Ele se ajeita e pede Helena para se levantar. - Mãe por favor.

22 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia