• @rgpatrickoficial

Clichê - Terceira Temporada - Cap. 42

#Kleber

As risadas de Kalleb eram o despertador dessa casa, desci junto a dona Nice para o café da manhã.

Na mesa estava o Guto que se levanta ajudando sua mãe a sentar;

- Nossa parece que dormi por uma semana. – Ela fala pegando uma xicara.

Raquel a serve;

- Deitou cedo ontem senhora.

- Vó! – Kalleb vem gritando.

Só se vê o cabelo do garoto dando a volta na mesa, ele vem, e se senta no colo de dona Nice;

- Kalleb senta aqui. – Guto fala.

- Não quero ficar com minha avó.

- Deixa ele. – Ela impõe.

Julia chega, eu começo a me servir, o Guto também comendo, a Dona Nice esfria o café para o Kalleb e pega outro para ela;

- Eu dormi com o tio Guto hoje Kleber. – Ele fala.

- Serio, e como foi o jogo ontem?

- Eu ganhei um gol!

- Ganhou?

- Caio fez um gol para ele. – Guto corrige.

Helena chega beija o Guto, e cumprimenta todo mundo;

- Bom dia gente, Bom dia dona Nice... Kleber, Julia, Raquel.

Todos respondemos, e Guto se levanta;

- Senta aqui. – Ele puxa uma cadeira para seu lado a ponta da mesa.

Afasta os talheres, potes e pratos, para que ela se sente ali do seu lado.

- Café ele pergunta.

- Não, vou tomar um suco hoje, obrigada.

Ele beija seu pescoço, e eu coço a garganta chamando a atenção deles;

- Gente para que estou ficando com ciúmes. – Falo rindo.

Todo mundo sorri na mesa;

- Deixa a gente. – Guto abraça ela.

- Formam um casal lindo demais, né Kleber?

- Sim, um casalzão a Porra.

Todo mundo me olha torto, e esqueço de Kalleb;

- Que é Porra mãe?

- Porra é o Pokémon Kalleb. – Guto responde.

- Vocês seguram a língua, pois estou cortando os desenhos dele por isso viu. – Ela aponta o dedo para gente.

- Desculpa.

- Bom dia senhores e senhoras. Que mesa cheia. – Camilo chega com os jornais em mãos.

Todo mundo zoa da felicidade dele;

- Meu time ganhou ontem, estou ótimo. – Ele me entrega um jornal. – Senhora aceita um também? – Ele oferece a Nice.

- Não obrigada.

- Meu Deus do Céu. Helena você está na capa. – Abro jornal.

- Mentira amigo. – Ela pega das mãos de Guto.

“Contos de Fada Bilionário” era a manchete.

- Guto deixou ela ir com essa roupa? Meu Deus, você estava maravilhosa.

- Nem fala, ficou uma fera comigo ontem, até brigamos. – Ela fala, beijando sua bochecha.

- Menina onde comprou esse cropped? – Julia olha.

A manchete tinha uma foto, dela ao lado de Guto que segurava o Kalleb nos braços.

- Demorou para me chamarem de golpista, e aproveitadora. – Ela olha a notícia.

Guto fecha o jornal de Helena dizendo;

- Algo que apreendi nessa vida é não leia jornais que consta seu nome, nem matérias, isso só te coloca para trás.

- Ele está certo amiga, Heitor quem dizia isso.

- Eu gostei da foto. – Ela fala.

- Kleber seu assistente chegou. – Camilo volta a mesa.

João Gabriel entra, extremamente sem graça, porque a família estava praticamente reunida;

- Desculpem a intromissão, não queria interromper. Bom dia a todos. – Ele fala de longe.

- Ei já tomou café? – Guto pergunta.

- Não.

- Senta e come.... Você também Camilo. – Guto ordena.

- Não estou muito bem senhor, acho que foi a cerveja de ontem.

- Você bebeu em serviço? – Eu falo incrédulo.

João aproveita essa deixa e mudança de assuntos para se sentar do meu lado;

- Ele dormiu no carro. – Kalleb olha para Camilo.

Ai gente, foi demais esse café, excelente, estava precisando de algo assim.

- Amiga, preciso do orçamento do desfile hoje para o concelho. – Falo me limpando.

- Eu vou mandar assim que chegar Kleber, falta só o Wilker me passar umas coisas.

- Cobra dele por favor. – Me levanto.

- Kleber... me escuta. – Guto fala, e todos se calam. – Você manda, não deixe o concelho achar o contrário.

- Espera você não vem hoje? – Questiono.

- Estamos perto demais do desfile, tenho fabricas trabalhando a todo vapor. Contratei milhares de extras, estamos funcionando vinte e quatro horas, não tenho tempo de sentar a bunda em uma cadeira e ouvir eles me criticarem. Preciso de você.

- Tudo bem Guto.

- Amigo, e vou para a AFAIR hoje, levar o que pediu. O Guto vai ficar com os meninos.

- É melhor mesmo, calando a boca deles com o desfile será ótimo.

- Eu posso ir? – Kalleb fala a Guto.

- Quer ir trabalhar rapaz?

- Sim.

- Pede sua mãe então.

- Não, você vai atrapalhar o Guto, é melhor ficar quieto.

- Tudo bem Julia, hoje passo o dia na grife. Helena tem a audiência do Luan para ir, e depois vem para casa? – Ele olha ela.

- Não sei quanto tempo vai demorar.

- Terminou João? – Falo com ele se levantando.

- Sim, muito obrigado. Ótimo dia a todos. – Ele agradece.

- Amiga te espero, bom dia para todo mundo. – Falo indo para o jardim.

- Vão de helicóptero Kleber, temos que levar a Dona Nice, e Julia tem compromissos hoje também, se importa? – Camilo direciona a gente.

- Não, sem problemas.

Seguimos para o jardim no Heliporto, e embarcamos, depois de colocar o meu cinto percebo o João meio deslocado;

- Tudo bem?

- Sim.

- Já voou antes?

- Não.

- Calma. – Aperto seu sinto. – Coloca esse fone, e fique tranquilo, nosso comandante é um dos melhores.

- Tudo bem.

Na decolagem que ele sacode um pouco João ficou tenso, e também durante o voo ele não relaxou;

- Ei, tente se acalmar.

- Faz isso todo dia?

- Não as vezes voamos para outras cidades, e também fazemos reuniões em aviões e helicópteros, por isso estou dizendo, é normal.

- Vou ficar.

Na empresa, nós seguimos para minha sala, e arrumei algumas coisas, tive duas reuniões

Uma com Valquíria e outra com o Edson, para acertar umas mudanças do Augusto, enrolei um pouco até a Helena chegar na empresa.

E por falar nela, vem toda abusada, de calça jeans, top branco e jaqueta jeans, com um salto altíssimo;

- Nossa que isso em.

- Gostou? Meu look para primeira reunião de negócio. Guto me ensinou umas coisas antes de sair.

- Pelo amor de Deus, me ajuda amiga, cada reunião que o Guto participa tenho noites sem sono com problemas.

- Relaxa, está na hora?

- Sim, vamos descer.

Entrei com ela, João e Camilo no elevador;

- Sua sobra agora? – Pergunto.

- Ele me ama, serio não sai do meu pé. Mas eu sei qual é a do Camilo.

- Qual é amiga?

- Guto mandou. Ele faz isso porque o Matheus eu consigo já o Camilo é teimoso como uma porta, parece o chefe dele.

Todos sorriem até o João, e Helena questiona;

- E você João namora?

- Não.

- Você é gay?

- Helena! – Falo bravo.

O Camilo chega a abaixar a cabeça, João sorri e fala;

- Eu me considero Bi.

- Adoro, é isso mesmo, tem que aproveitar essa vida.... Quantos anos você tem mesmo?

- Tenho vinte e cinco.

- Melhor idade, rsrs.

O elevador se abre e já saio primeiro, antes de vir mais comentários dela.

Entramos na sala, ela se senta do meu lado, pegando os papeis, e organizando, em uma ordem.

Henrique chega, mais algumas pessoas, se sentando e organizando;

- Eu fico aqui dentro senhor? – João me pergunta.

- Você pode se sentar no fundo, e anota tudo que for discutido e que seja relevante, sempre precisamos de algo falado nessa sala, é de extrema importância.

- Tudo bem.

- Vamos começar? – Edson questiona.

- Sim, bom dia a todos. Hoje temos a presença da Presidente da Petrini, Helena Barcellos, bem-vinda Helena.

- Obrigado amigo! Bom dia a todos. Hoje estou aqui disponível para discutirmos sobre o desfile da SPFW.

- Jogar dinheiro fora eu chamo essa semana. – Henrique sorri com os braços cruzados.

Seu comentário tira sorriso de algumas pessoas;

- NOSSA, pelo jeito vou ter trabalho aqui em falar com leigos.

Ela fala e todo mundo fica sério;

- Helena, qual orçamento? – Pergunto.

- Perto de cem milhões.

- Com o que? Como conseguiu chegar nesse valor? – Edson pergunta.

- Temos desfile que custara em torno de seis milhões, todas as peças estudadas e aprovadas para seguirem as fabricas estão em produção em massa, fiz várias reuniões com o setor de marketing e sobre as jogadas, vamos patrocinar algumas pessoas e também tem a distribuição universal, tudo nesse valor.

- Ela só pode estar louca, quem autorizou a produção de tudo isso? – Henrique fala.

- O Augusto, Presidente seu e meu também.

- Ele não pode fazer isso. Não tem autorização para gastas dos cofres da empresa esse valor. Somente o concelho pode dizer sim e não para isso. Eu voto não. – Ele levanta a mão.

31 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia