• @rgpatrickoficial

Clichê - Terceira Temporada - Cap. 34

Vou beijando ele, brincando e ele repete;

- Calma aí Helena.

Começo a chupar ele, de mal jeito pela posição e então tenho que ficar de quatro com parte do lençol em minhas costas, e chupando Guto.

Sua mão esquerda, vem automaticamente em meu cabelo, acompanhando os movimentos, e também forçando.

Até descer em suas bolas, ele deixa o celular, já se contorcendo e vindo me beijar;

- Nem esperou eu dormir.

- Cala a boca.

Ele praticamente deita aproveitando, eu chupava ele, levando a mão em seu peito, passando em seu corpo, levando em sua boca, enquanto ele gemia.

O masturbava um pouco, mas não muito, pois acho que ele não havia batido uma, pois estava a ponto de bala, desde que sai do banho.

Gente e acho que o cabelo húmido passando em sua coxa ele ficava louco, e era mais fácil para segurar também, rsrs.

O sorriso, a boca, os dentes mordendo os lábios de satisfação, de desejo e tesão.

Volto beijando sua barriga, com mais gosto que da primeira vez, e peitos e depois pescoço, subindo em seu corpo, fazendo ele me abraçar e beijar com força.

Guto passava a mão em minha bunda, a massageando e apertando, e segurava com força, enquanto me beijava, e ficava de leve me sarrando e forçando de leve.

Passo pouco de saliva, e na posição sob ele, me posiciono melhor e forço deixando ele penetrar.

E como ele disse ontem, a melhor parte do sexo, caramba, como é bom sentir o início da penetração, a do que vai se transformando em tesão, e suas caras e bocas.

Ele subindo e descendo o quadril, forçando, Guto é tão gostoso, vou me controlando.

Fico sentada literalmente nele, que coloca uns travesseiros, e segura minhas coxas, puxando mais e mais para baixo, me fazendo gemer.

Até ele vir me colocando de frango assado e assim Augusto dá aula.

Vai rebolar metendo gostoso assim lá longe, rsrs. E segurando e forçando, na noite anterior eu gozei assim.

E hoje foi quase, com ele segurando as duas pernas, proem me abraçando, com seu corpo no meu, segurando para ficar com o rosto e respiração em meu ouvido, me fazendo delirar com aquela língua.

Eu já não me aguentando ele pede que fique de quatro, e já vou abaixando ficando empinada, pois Guto se levanta, descendo da cama.

Vai me penetrando e fico nos joelhos te beijando ele, e o safado segurando em meu cabelo fazendo eu me abaixar novamente.

Caralho!

Sentir aquele homem batendo com força em mim, as estocadas que não poderiam ser tão altas dessa vez, vinham com movimentos de sua cintura, forçando mais e mais fundo.

Eu estava vendo estrelas, serio, que delícia!

Não poderíamos fazer muito barulho, então ele trocou os tapas pelas estocadas e caprichou, pois, Augusto não se segurou e gemeu alto gozando, rebolando devagar, e o apertando, ele sorria gostosamente.

Volto a ficar de joelhos na cama, na posição bem empinada, e beijo sua boca;

- Olha não queria dizer, mas a gente é bom nesse negócio em, que sexo gostoso da porra.

- Hum, tenho que concordar.

Ele ainda faz graça, tirando e colocando por ainda estar duro.

#Augusto

Mano, acordei com aquela puta mulher, pelada abraçada em mim, para melhorar só um sexo matinal, rsrs.

- Bom dia. – Ela fala cheirando meu pescoço.

- Bom dia. – Aperto ela.

- Ai meu Deus olha a hora. – Ela senta na cama.

- Qual problema?

- Todo mundo já deve estar acordado, vão me ver saindo.

- Helena não temos mais quinze anos, somos adultos.

- Fala por você.

- Rsrs, você fica muito linda brava.

- Não acordo de bom humor Guto. – Ela sai da cama.

Helena fica frente ao espelho, com o lençol e já começa;

- Dormir com você não está sendo bom para minha autoestima.

- Porque a culpa é minha? – Me viro na cama.

- Olha essa cabelo, meu Deus estou com olheiras gigantes.

- E o que eu tenho com isso?

- Você parece que acordou mais cedo, arrumou o cabelo e fez uma Skin Care.

- Haha’ esquece seu cabelo, você está linda, e gostosa.

Helena entra no banho, e eu faço o mesmo, hoje como realmente iria trabalhar, aproveitei ela secando o cabelo e fazendo maquiagem, fui fazer a barba;

- Vai demorar? – Pergunto já pronto.

- Não, pode ir.

- Vou descer então.

- Tudo bem.

Na mesa, somente o Kleber estava tomando café, logo que eu me sentei o Camilo chegou;

- Bom dia senhores.

- Bom dia Camilo, senta com a gente? – Falo.

- Sim, Augusto tem um carro aí, é o de Helena? – Ele pergunta.

- Sim.

- Otimo, tenho que falar com ela, sob seus seguranças.

- Já vou falando que ela odiou a ideia e está puta, se prepare.

- Rsrs, tudo bem.

- Bom dia, como estão? – Raquel chega com uns pães. – Estão bem quentes.

- Bom dia.... E minha mãe já acordou?

- Está se arrumando.

- Ótimo,

- Augusto queria te perguntar quais quartos eu separo para Julia e Kalleb? Eles dormem juntos? Aqui em cima ou os quartos de baixo?

- Raquel, faz o seguinte, como vou ficar o dia na empresa, o Camilo vai trazer eles para mim, ai mostre a ela, e que é melhor, deixar que escolham tudo bem.

- Ótimo. Oi Bom dia, vou colocar mais um lugar na mesa. – Raquel diz a Helena chegando.

- Bom dia pessoal. – Ela dá a volta na mesa.

Todo mundo responde, mas a cena é hilária. Toda envergonhada, Helena senta do meu lado esquerdo, de frente para o Kleber que estava de lado com o Camilo, os dois param de comer e ficam olhando para ela;

- O que foi?

- Então, não vai falar nada? – Kleber diz.

- O que?

- Vocês estão juntos?

- Ficando, e só. – Ela responde.

- Está apaixonada, e fica aí, se fazendo de durona. Ai Helena.

- Ficando! E só. O último eu tirei sangue dele Augusto, fica esperto.

- Tem mesmo, que os sites de fofocas estão acabando com ele, rsrs. – Kleber comenta.

Hoje naquela empresa seria foda, enfrentar todas aquelas pessoas, afinal de contas, eu iria contra tudo que eles construíram em anos. E estava empenhado a fazer.

No caminho, dentro do carro o Kleber foi quase todo o percurso falando ao telefone;

- Ei, terminou? – Falo com ele teclando ao celular.

- Sim.

- Posso perguntar algo?

- Fala Guto.

- Ter um trabalho, mesmo não sendo o que eu gosto, está me ajudando, com meu irmão, e você?

- Sinceramente?

- Sim.

- Me mantem mais perto dele. Passávamos o dia juntos.

- Ele te amava muito.

- Eu sei.

Ele respira para não chorar;

- Tenho que me recompor, porque vamos brigar muito hoje.

- Rsrsrs, eu sei.

Estava conversando com o Kleber de certa forma emocionante, e o Camilo rindo;

- Qual é a graça eu falo alto?

- Me desculpe, mas é a equipe no rádio.

- Está tudo bem?

- Helena já brigou com a equipe que está com ela.

- Rsrs, mas não é o Matheus?

- Sim, ele disse que ela não quis descer do carro com ele abrindo a porta, rsrs. Helena fez ele voltar para dentro do carro e ela mesma abrir.

- Haha’ a cara dela.

- Gente que vergonha, só a minha amiga mesmo. – Kleber rindo comigo.

Chegamos e eu subi para a sala que era do meu pai, o Kleber que entra comigo comenta;

- Ainda tem o cheiro dele.

- Sim, vai querer que mande redecorar?

Valquíria chega, chamando a gente para a reunião;

- Não Kleber, não vou usar salas aqui na empresa, vou usar somente o atelier da minha mãe na Petrini.

25 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia