• @rgpatrickoficial

Clichê - Terceira Temporada - Cap. 23

- Kalleb é o que da família? Ele é filho de Heitor?

Guto respira, e fica girando os óculos nos dedos;

- Heitor não deixou um império para um desconhecido, ele não deixou seu legado para qualquer um, deixou para seu sobrinho. Heitor não é pai de Kalleb, sou eu, eu sou o Pai de Kalleb da Silva Lacerda.

Os jornalistas pularam para cima dos seguranças, Guto vira de costas e Camilo abre a porta, ele entra com sua mãe, eu sigo em outro carro com a Helena.

“- Boa Noite.

- Boa Noite, dia 28 de agosto, Augusto Afonso Montanari Petrini fala pela primeira vez após o desaparecimento de seu irmão. Kalleb da Silva Lacerda é herdeiro da bilionária família. Augusto declara ser o pai do garoto.

- Em uma cerimônia sobrevoam o local do desaparecimento jogando pétalas de rosas ao mar. Depois fazem uma visita ao cemitério onde se localiza o mausoléu da família Montanari.

- E já declarada a aparição do ano, Nice Petrini Hon acompanha o filho, esbanja glamour e elegância, mas não fala.

- Depois de semanas de desconfiança e preocupação, com o mercado agindo e respondendo negativamente aos acontecidos. Hoje a bolsa fechou em alta e com um ar de esperança aos investidores. Augusto disse o seguinte, “AFAIR Airlynes e Nice Petrini sempre foi, é, e continuará sendo da minha família. ” Também com a informação que Kalleb é um Petrini significa para os investidores que existe um herdeiro de sangue, refletiu no mercado. Mas como Willian disse, nada, nada se compara a aparição de Dona Nice Petrini. A sua Grife teve um aumento recorde do semestre, aumentando o valor de suas ações. O que esperar agora? O Economista da Globo News explica para a gente. Boa noite Ricardo.

- Boa Noite Patrícia, Boa noite Willian... eu não estava assistindo, afinal era para ser somente uma cerimônia póstuma. E se tornou na maior jogada a favor da família, eu explico o porquê! Augusto não tem uma boa imagem perante o mercado, isso é uma verdade, já o seu irmão era espelho de Machado Montanari, e com seu desaparecimento, a instabilidade do mercado era inevitável, estudos apontavam que se a companhia não tivesse uma recuperação rápida, poderiam ter problemas seríssimos em pouco mais de um ano.

- Como isso agora interfere no mercado Ricardo?

- Depende dos próximos passos do Augusto Patrícia. Ele não é herdeiro, é obvio que o filho é bastardo. De acordo com a lei, ele tem que assumir a criança, dar seu nome a ele. Com isso o concelho das AFAIR Company terá um novo presidente.

- Mas você acaba de dizer que o mercado não acena positivo para Augusto.

- Sim, é onde eu quero chegar, porque ele fez uma jogada de mestre na verdade. Usou uma carta na manga. Uma arma... uma bomba atômica na verdade, sua mãe, todos eu, até você, e Willian conhecemos Dona Nice Petrini, a luz, a representatividade, o poder que ela passa, e ver que ela está aparentemente bem, e ao lado do filho, é a segurança do mercado, é onde o mercado pega na mão dele. Resta agora a briga jurídica, afinal de contas, existe um concelho, um verdadeiro muro para eles escalarem e se resolverem, é o maio desafio no momento.

- Obrigado Ricardo. Bonner.

- Pontuais como sempre, Augusto, Nice e Kleber, embarcaram, e no momento exato que a torre perde Heitor, foi quando jogaram uma cortina de flores. E Augusto declarou em nome de sua família que se preciso esgotará recursos para encontrar o irmão, vejamos o discurso na integra. ”

#Helena

Houve uma pequena reunião na casa do Guto depois dessa tarde, com o acesso restrito a área da piscina.

Também uns comes e bebes, a reunião, foi para amigos de Heitor, e da família, como algumas pessoas do trabalho. Era para ser uma coisa rápida também.

Porem a primeira atitude de Augusto ao chegar foi isolar sua mãe, ela não se dava muito bem com multidões. E mesmo sendo poucas pessoas ele tomou essa decisão.

Para vocês terem ideia, para entrarmos tivemos que dar meia volta a mansão, passando pelo outro lado, todas as cortinas fechadas, sem visão do interior da residência e segurança reforçada, a ordem era, quem entra Augusto e Kleber, e só.

Graças a Deus que eu não fui direto para a mansão, por causa do Kevin, e tive a sorte de não me deparar com o Fabiano.

Quando cheguei com meu namorado, havia muitos fotógrafos na portaria, e obvio uma pequena fila de carros. Com isso Kevin abriu o vidro e deu algumas entrevista ali de dentro mesmo. Mais explicando sobre sua amizade com a família.

Quando entramos entendemos a demora e o porquê da fila. A segurança estava recusando todos que faziam parte do concelho, para vocês terem ideia até Henrique Argollo o Deputado esteve aqui, querendo entrar.

Mas não foi autorizada pelo Guto, e a imprensa caiu em cima né, eles nem gostam. E claro vocês devem estar se perguntando o porquê eles estiveram aqui?

Simples, depois dessa tarde, tudo e todos só falavam de Dona Nice, e tipo com a visibilidade e holofotes neles não poderiam deixar de comparecer.

Até eu fiquei com medo de ser barrada;

- Eu não entendo, que burrice desse garoto, os caras dão milhões para ele todo dia e o cara faz isso?

- Kevin, se você não entende não fala.

- Só estou dando minha opinião. Nossa você está muito diferente Helena, desde ontem.

- Sempre fui assim, diferente.

- Boa noite, sejam bem vindos... Dona Helena. – Matheus pega em minha mão.

- Oi fofo, como está?

- Estou bem.

- E todo mundo?

- A senhora dona Nice está já deitada, pelas horas, Augusto e Kleber no Jardim, sigam por aqui por favor. – Ele direciona.

Kevin pega em minha mão, e no caminho iluminado ele comenta;

- Pensei que beijaria o empregado ali atrás.

- Por favor, não começa, por favor.

Entrando, me deparo como Fabiano saindo, graças a Deus estava de saída!

- Oi gente.... Pensei que seria barrada na porta também flor. – Ele me fala.

Dou meia volta, ignorando a existência de Fabiano, Kleber estava recepcionado as pessoas, eu me aproximo, segurando meu vestido de lado;

- Quem chamou? Ranço desse cara.

- Relaxa amiga, já coloquei ele para correr.

- Não brinca?

- Sim, falso do caralho. Amiga. – Kleber olha para trás.

Fabiano fazendo carinho no braço do meu namorado, que vem se aproximando da gente;

- Kleber.

- Boa Noite Kevin, que bom que veio. – Eles se cumprimentam.

- Que foi aquilo? – Seguro no braço de Kevin.

- O que?

- Você e Fabiano.

- Helena, aqui não é hora.

- Kleber não liga, fala. – Aperto ele.

- Nada, não foi nada, é meu amigo e só estava o cumprimentando.

- Não brinca comigo Kevin.

- Você veio! – Augusto chega do meu lado.

Mas não é chegando “oi você veio” é “VOCÊ VEIO” em caixa alta e segurando na cintura.

Vi Kevin fazer um escândalo;

- Sim, está melhor?

- Estou ótimo. Ei mano, de boa? – Augusto pega na mão dele.

- Sim, e parabéns por criar coragem de assumir a criança.

Kevin é irônico com Augusto que leva da melhor forma possível;

- Nunca é tarde para a gente virar Homem não é verdade? Mas obrigado.

- Sabe que barrou o deputado, futuro senador do estado de entrar na sua casa né? – Falo para ele.

- Ele veio? Não me avisaram ainda.... Eu te falei que ele viria. – Guto empurra o Kleber.

- Devo admitir, foi a melhor coisa que fez. – Kleber sorri para ele.

- Como assim? – Pergunto.

- Essa reunião é fachada, mandei preparar porque cara eles iriam tentar se aproximar, eu só fiz eles se esporem ainda mais, ao ridículo no caso.

- Você não vale nada sabia. – Falo para ele.

- Não, nem um pouco, eu não presto e você sabe.

- Helena até que enfim.... Estava te esperando. – Caio aparece do nada me abraçando.

- Que alegria é essa menino? Guto ele está bebendo. – Pego a taça de Caio.

- Estou comemorando. Ah! Oi Kevin, como vai?

- Vou bem.

- Conta para ela Guto, conta. – Caio o cutuca.

- Helena eu acho que você está dormindo no ponto... Hoje o Caio me contou sobre um teste que fará no Botafogo, aí eu lembrei de Breno. Porque não fala com ele para ajudar?

- Meu Deus é mesmo, gente como eu não lembrei dele, vou ligar para amanhã.

- Não liga agora, nem está tarde, vamos, meu celular está carregando ali. – Caio sai me puxando.

29 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia