• @richardsongaarcia

Clichê - Terceira Temporada - Cap. 03

#Helena

Depois de tomar um banho, em meu quarto, me maquiando e arrumando, meu celular chama;

- Fala gostosa!

- Oi amor?

- Estamos em São Paulo agora, decolando para o Rio.

- Ótimo Kevin, estou me arrumando, terminar minha maquiagem e já vou para local do show.

- Buscou seu amigo?

- Sim, bom ter falado, Caio vai também, eu chamei o Kleber, mas não sei se ele vai ter tempo.

- Liga para o namorado dele, preciso muito trocar ideias com Heitor!

- Está louco para uma nova parceria com a Petrini né garoto?

- Claro, rsrs, ei vou ter que desligar, vamos decolar. Beijo te amo.

- Eu também, vem com Deus.

Terminei de me arrumar, liguei para o Kleber novamente;

- Oi.

- Amigo que está fazendo?

- Curtindo a folga Helena, ficamos com o Kalleb o dia todo, e agora que chegamos em casa.

- Kevin está perguntando se vai no show hoje?

- Meu Deus é hoje, amiga eu quero muito ir, sério, mas Heitor está bem cansado.

- Ué fala com ele.

- Eu vou falar com ele aqui, e te aviso.

- Tudo bem, te espero lá.

Peguei minha bolsa e chaves essas coisas saindo. E ligando para o Caio;

- Já estou a caminho, o trânsito está uma loucura.

- Vou sair de casa agora também Caio, te encontro na entrada VIP.

- Combinado.

Estou falando e estão acompanhando sobre o Kevin aqui, e nem me dei o trabalho de explicar.

Namoramos a oito meses, ele é cantor sertanejo, e por ter residência em Goiás é bem complicada nossa convivência. Nos conhecemos em um dos eventoa desfile da Petrini.

Para os que não conhecem seu trabalho, julgam ser "funkeiro", pelo estilo e aparência.

Cara e jeito de "Carioca da gema", seu sotaque puxando o "R" não deixa enganar, sorriso bem lerdo e safado, olhos pequenos, bochechas fofas, e a famosa barriga de cerveja, ele tem barba por fazer, de minha altura, rsrs e extremamente simpático e carismático, todo esse pacote com sua voz que tem um “drive” maravilhoso.

Hoje depois das ondas de "Lives" de 2020 que lhe trouxeram bastante visibilidade e parcerias, está no escalão de artistas com maiores cachês para show aqui no Brasil.

Tínhamos o costume de se ver de duas a três vezes a semana.

E eu aproveitava ele ao máximo esses dias.

O evento era o Vila Mix Rio de Janeiro, então poderiam ter ideia da situação do trânsito nessa cidade, por isso marquei com o Caio no local do evento.

O Kleber confirmou dizendo que iria vir quando eu já havia chegado, mas o Heitor não viria.

Cheguei procurando o Backstage, onde entrava os artistas, e falando com a recepcionista que procurava meu nome;

- Qual lista senhora?

- Kevin Lima.

- Um momento! – Ela olha no notebook.

Aproveitei e pedi que ela confirmasse os meninos. Pulseira e credencial, eu não entrei, fiquei logo na entrada pois Luan já havia chegado.

- Gente vai aonde assim mulher?

- Oi, gostou? - Dou meia volta.

- Isso tudo é para o Boy?

- Sim, claro.

- Vamos entrar?

- Luan o Caio chegou também. Está procurando a entrada, calma aí.

- Tudo bem!

Ele veio entrando e cumprimentando a gente, Caio fica me olhando e Luan diz;

- Está bonita né?

- Haha' sim.

- Ele está me cantando desde a hora que chegou. – Empurro ele.

- É verdade você chegou hoje né? E já vem para a festa, Caio?

- Claro, de graça, quem não.

- Gente vamos entrar? - Falo vendo uma bagunça na entrada.

Possivelmente algum artista chegando, com aglomeração de seguranças e fãs, nós subimos para os camarotes onde ficava os convidados, um espaço bem organizado atrás do palco.

Servimos de bebidas, e ficamos sentados conversando até o Kleber chegar;

- (...) Sim temos um processo, mas pelo que sei não vai dar em nada, Thiago agora mais que antes, é muito influente.

- Luan, influencia não fica acima da lei. – Falo deixando o copo.

- Calma ele é seu chefe, te agrediu, e você está processando ele e a empresa não se manifestou? - Caio gesticula.

- Exatamente isso, mas Heitor não tem culpa, porque foi o Doutor Machado que assinou contrato com eles e existe multa se uma das partes quebrar, Thiago pensou em tudo!

- Está errado Luan, isso não é coisa do Heitor. – Caio diz de sobrancelha em pé.

- Caio nós já conversamos, Augusto que induziu a prosseguir com o processo, por mim deixaria de lado, sentei e expliquei para o Heitor que estava acontecendo.

- Sim, Kleber me contou ele deu uma chamada de atenção em Thiago. – Comento.

- Olha as Putas unidas! - Kleber chega gritando.

Já cumprimentando, sentado e bebendo da minha cerveja.

- Estão falando de quem? – Ele senta do meu lado.

- De você e do Heitor.

- Aí, também quero falar...

- Luan contando sobre o processo... – Caio solta o assunto.

- Não me fala amigo! Sério, Heitor está me testando, gente estamos brigando muito estes dias. Eu falei para ele, que com um processo desse em andamento eu afastaria o Thiago.

- Que ele disse? – Pergunto.

- Amiga, ele desconversou, e uns dias depois teve uma reunião de portas fechadas com o Thiago. Eles estão aprontando algo.

- Deixa minha cerveja Kleber. – Puxo o copo.

- Thiago está trabalhando em algo pessoal para o Heitor. Na semana passada ele chegou de uma reunião da presidência e colocou pastas de documentos nos cofres. – Luan conta para a gente.

- Meu Deus, vou pegar aquele homem e quero descobrir que está aprontando. Vou pegar outra cerveja.

- Traz para mim. – Caio pede.

Onde estávamos tinha uma pequena grade, que servia como “parapeito”, as mesas e esse “camarote” ficava em um local com piso mais alto que os camarins.

Sentados conversando ali, vimos alguns cantores chegando. Até que vem um bando de seguranças, uns correndo, e mais apressados.

E vejo o empresário do Kevin, como eu estava sentada de frente, e Luan a minha direita;

- Amiga ele chegou! – Ele me cutuca.

Dois seguranças altos e muito fortes o evento passa com ele do lado, o Kleber estava gritando do bar, e ele olha.

Kevin identifica rapidamente e olha para a mesa, já abre aquele sorriso perfeito me olhando.

Ele passa por baixo do parapeito e vem até a mesa, me levanto abraçando ele;

- Ai que saudade. – Aperto ele.

- Nossa está linda assim para mim é? – Ele me beija.

- Ei, Kleber você conhece, e o Luan também. – Kevin pega na mão dos meninos. – Esse é o Caio que tanto falo dele.

Eu aponto, o Caio se levanta, pegando na mão de Kevin;

- E aí cara, como foi de viagem?

- Ótimo obrigado, é um prazer irmão. – Caio fala todo bobo.

- Eu que agradeço. Ei Kleber, Heitor veio? – Kevin pergunta.

- Não, está em casa.

- Vai me ajudar, preciso falar com ele.

- Vai ficar no Rio?

- Até o fim de semana.

- Passa na empresa amanhã por volta de dez e meia, pode ser?

- Vou tentar.

- Kevin, temos que ir. – O empresário fala.

- Vem comigo? Já devolvo ela para vocês. – Ele me puxa pela cintura.

- Guarda forças para o show em. – Kleber grita.

- Não prometo nada. – Kevin desce.

Eu fui com ele para o camarim, onde o empresário passa algumas coisas, o pessoal da organização também vão prestigiar e tirar umas fotos. Até uma entrevista rápida.

Isso os meninos enviam mensagens dizendo já estarem indo para o palco, pois os shows iriam começar. Eu fiquei ali acompanhando ele.

Por último o seu diretor musical, passaram umas coisas, e deram alguns minutos para ele se trocar;

- Meu Deus! Que dia. – Kevin vem tirando a blusa.

- Como foi o show ontem? – Falo no sofá.

- Foi muito bom, sério Floripa é vida!

- É eu gosto daquela cidade.

Ele tira a calça e passa as roupas separadas na arara;

- Que tanto quer com Heitor em Kevin?

- Estamos desconfiando de um dos patrocinadores sair, preciso substituir e rápido, antes do lançamento do álbum. – Ele olhava as roupas e jogava no sofá do lado.

- Amanhã vai e fala com ele, Kleber consegue isso para tu.

- E qual é a daquele Caio em?

- Oi?

- Ele é gay?

- Não, já te falei Kevin. Porque?

- Porque você não me disse que ele era tão bonito.

- E o que tem a ver?

- Nada só não quero que saia nas fofocas que minha namorada anda com caras como ele.

- Como assim, como ele?

- Mais bonito que eu Helena.

- Rsrs. Deixa de ciúmes beleza.

- Eu deixo, e você deixa de andar com ele? – Kevin deixa as roupas vindo no sofá.

- Caio não é gay, é meu melhor amigo desde criança.

- Estou mandando Helena. – Ele beija meu pescoço, e vai passando a mão dentro da minha saia.

- Está para nascer o homem que vai mandar em mim Kevin.

Ele sorri e vem me beijando;

- Hum, bom saber... E o que te faz gozar gostoso em?

- Rsrs, esse está em beijando, mas não vai ter o que quer.

- Porque amor.

- Agora é amor né, não vai acabar com essa make meu bem. – Me levanto.

- Olha só como me deixou, isso aqui é culpa sua. – Ele mostra o volume na cueca.

Sentado de pernas abertas, eu aproximo, subo o máximo a saia e sento em seu colo com suas mãos em minha bunda;

- Vai lá, faz seu show que terá o que quer depois.

- Tem quatro dias de atraso te esperando. – Ele mexe o quadril.

- Poupe suas energias então. – Passo a língua em seus lábios.

- AH. Você me deixa louco.

Alguém bate na porta que ele havia trancado;

- Kevin?

- VAI EMBORA. – Ele grita.

Eu me levanto rindo e ajeitando minha roupa, e ele mandam esperar ele se vestir. Já era a produção para ele se preparar para o show.

0 visualização
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia