• @rgpatrickoficial

Apenas Hoje - Não quero que vá

Ele virou o fim de água do copo e se levantou, saímos da sala e Thiago estava na porta com a equipe, quando eu sai junto a Gabriel, ele foi em direção a Nícolas, porem percebi que Nícolas conversava e sorria com um garoto, Gabriel se aproximou e chamou o garoto, que prontamente se levantou, Nícolas ficou branco, ao reconhecer, sua voz não saiu, enquanto Gabriel se afastava com o garoto e entraram na sala novamente para conversar, lembro que voltei ao olhar a Nícolas que estava em pé na frente da cadeira ele ficou em choque, me aproximei ele limpava suas lagrimas freneticamente, abracei ele que repetia;

- Pai. Pai. Pai...

Ele olhou no meu olho e disse;

- Estava aqui, ele pai, meu irmão, do meu lado. Pai.

Ele sorria, e as lagrimas caíam, quando a porta se abriu e Gabriel saiu fazendo sinal para o Nícolas ir até ele.


#Nícolas


Caminho mais feliz da minha vida, os passos mais esperado por mim.

Caminhei até ele e entrai na sala, ele estava colocando o livro em cima de uma mesa onde havia maquiagens. Ah eu só consegui abraçar ele, ele chorou, meu irmão.

Afastei limpando as lagrimas dele e disse;

- Cara você é muito gato.

Ele não conseguia falar, só chorava, que abraço, cheiro de passado, nostalgia, coração feliz. Meu pai, Gabriel, Thiago e Jade entraram, nos entregaram uns copos;

- É água com açúcar, bebam.

Disse Thiago, até ele chorava. Meu pai era só lagrimas, Caio abraçou ele, e abracei o Gabriel.

- Como disse, me chamo Nícolas, esse é meu pai Caio, e tenho outro pai, rsrs’, ele se chama Luan, faz o tipo mãe, saka. Chato, deixa de castigo.

- Rsrsrs’ Sou Cauê, meu pai acho que já conhece Gabriel, e Adrian.

- Esperou esse momento como eu?

- Pode ter certeza que sim.


#Caio


Sai da sala e fui tomar uma água e ligar para o Luan;

- Fala amor.

- (suspiro). Luan estou na revista com o Nícolas, e o Gabriel.

Ele gaguejou, e começou a rir, Luan faz isso quando está nervoso;

- Na revista, como assim?

- Não da pra explicar, venha logo.

- Tudo bem.

Desliguei o celular e Gabriel se aproxima;

- Avisando o seu namorado?

- Sim, antes que ele fique mais nervoso que eu.

- Nervoso?

- Preocupado posso dizer, afinal são garotos não é mesmo.

- Vemos a felicidade nos olhos deles.

Deixamos eles a sós, o Luan chegou em minutos no fim do corredor,

- Cadê eles?


#Luan


Só vi o Caio no corredor, me aproximei já perguntando e ele apontou para a sala, entrei e os meninos estavam conversando, Nícolas havia chorado seus olhos vermelhos;

- Pai esse é Cauê.

- Prazer cara, tudo bem com você?

- Tudo sim, prazer todo meu, você é um policial?

- Sim.

- Posso ver suas algemas?

Conversei um pouco com eles depois fui cumprimentar o Gabriel, sai da sala eles estavam sentados em um sofá tipo de espera, Caio conversava com ele;

- Desculpe, nem me apresentei, é Luan, um prazer conhecê-lo.

- Prazer Luan, rsrs, que química os dois não é mesmo?

Ficamos bastante tempo com eles o Adrian chegou e se emocionou, porem na hora de irmos, era por volta do meio dia, e Nícolas não queria distanciar de Cauê;

- Posso almoçar com vocês?

- Claro vamos nessa, afinal estamos de férias por aqui.

Disse o Adrian concordando com Nícolas, eu fique com vergonha na hora que ele se ofereceu;

- Nos acompanha Luan? Caio?

- Não, tenho que voltar para o quartel.

- Eu Vou aceitar ir com vocês, até mais tarde Luan.


Duas semanas depois...


#Ayla


- Então  vai ser assim?

- Melhor assim, evitamos sofrimento de ambas as partes.

- Tudo bem!

- Ayla? Tudo bem?

- Sim.

- Eh!

- Não acha que vou ficar chorando desesperada por algo que tivemos juntos. Já disse tudo bem.

Ele se despediu e saiu, meu pai Henrique entra em seguida, ele tirou o paletó afrouxou a gravata e veio em minha direção;

- Ayla, minha filha, tudo bem?

Comecei a chorar ele veio e me abraçou,

- Calma, calma, ele te fez alguma coisa?

- Não.

- Então porque está chorando?

- Nos terminamos.

- Não, calma vai passar... sempre passa.

- Eu sei, só estou sensível.

Ele ficou um pouco comigo e depois foi tomar um banho, preparei um chá e fiquei na sacada vendo o sol se por, logo a campainha chama duas vezes e Luis entra;

- Gente estou a uma eternidade ali.

- Você tocou duas vezes a campainha Luis, e Boa Noite pra você também.

- Boa noite Henrique, é  que não gosto de esperar.

- O que são todas essas sacolas?

Perguntou meu pai ajudando ele a levar para a cozinha;

- Temos uma gatinha livre aqui, trouxe algo pra anima lá.

- Chocolate, sorvete,  filmes de comédia romântica.  Isso aqui é  camisinha.

- Aí com licença Henrique.

Luis pegou e colocou no bolso, eu estava mais afastada e ele olhou fez uma boquinha de pena e me abraçou;

- Não fica assim gata, venha vamos sair.

- Não estou com cabeça pra sair Luis.

- Não estou te chamando pra fazer a linha metralhadora e sair dando mole pra qualquer um, vamos jantar fora.


#Eduardo


- Marisa viu onde deixei aquele macacão que usei na quinta-feira?

- Não senhor, vou olhar na lavanderia.

Respondeu a empregada, enquanto eu pegava algumas coisas na casa de meus pais, eu estava olha do por baixo da cama, quando vejo alguém na porta, pela roupa era meu pai;

- Você decidiu? Vai mesmo morar com seu avô?

- Sim.

- Eu não quero que vá.

- Se eu não for, nunca irei viver minha vida.

Ele entrou  passando pelo lado da cama, e parou em frente ao espelho de corpo inteiro que havia em frente minha cama, me olhando pelo reflexo meu pai disse;

- Na sua idade eu já opinava na revista, até ordens eu exigia, mas porque assim como seu avô eu gostava daquilo, muito mesmo, eu fazia e faço por gostar, mas acho que já demorou para entender que não será assim com você. (...) ele respirou e veio sentou a cama ao meu lado, eu estava no chão (...) quero que fique em casa, não quero que vá.

- Não é onde eu more pai é... O....

- Teatro? Eu sei, aliás você é bem melhor no palco do que fotografando.

- Meu avô sempre elogiou,  e assinei o contrato...

- Aprenda Eduardo, Quando nos queremos alguma coisa vamos até o fim, seu avô e eu queremos você na revista, o contrato nunca existiu, era para atraí-lo de mais uma forma falha.

Você não quer seguir com o teatro? E por isso quer sair de casa para isso, pois então.  Não há como eu lutar contra mim mesmo, se é  isso que você quer não vou impedir, mas não vá.

5 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia