• Richardson Garcia

Apenas Hoje - Gravida de Novo?

#Eduardo


Varias semanas após o ocorrido, em uma segunda-feira eu iria na revista depois da morte do meu avo, tomamos café eu e meu pai, minha mãe Amanda não estava em casa neste dia, meu pai mesmo foi dirigindo, até a empresa;

- Está bem?

- Acho que nunca mais vou ficar bem.

- Diz isso até você ter um filho.

- Com certeza vou pensar muito antes disto.

- Pensar, é bom ouvir isso de você, está ficando responsável.

- Não, é que Nícolas dá muito trabalho, já pensou.

Estacionando o carro a gente rindo e por incrível que pareça, vejo Nícolas vindo em direção dos elevadores;

- E ai, Bom dia Cauã, fala mano ta beleza?

- Sim, mas o que faz aqui essas horas?

- Seu pai não falou? Vou fazer uns trabalhos pra ele.

- Você Nícolas?

- Sim, porque não? Afinal se eu quiser sair de casa um dia vou ter que me virar.

- Pensei que iria ser como o Beto.

- Minha família não tem tanto dinheiro Eduardo.

Chegamos no estúdio, meu pai iria acompanhar o Nícolas, assim que entramos o Leonardo estava com a equipe;

- Ah finalmente. Olha quem está aqui! Tudo bem Eduardo?

- Sim, ótimo, e você? O Heitor?

- Ótimos graças a Deus, Nícolas prazer.

Ali mesmo preparam o Nícolas enquanto conversávamos, as fotos ficaram até legais, eu gostei bastante, nos ficamos umas 2 horas na revista.

Nícolas iria comigo para o colégio,

- Vai fazer lá mesmo?

- O pedido de namoro? Sim. Porque?

- Está preparado?

- Não, nunca estamos.

- Luis desconfia de algo?

- Mano não, porque quando ele fala em namoro eu mudo de assunto.

- Tem que gravar o que vai falar. E os pais dele? Já fizeram as pazes?

- Não, a mãe dele o visita diariamente, liga, sempre que estamos ela nos visita, mas Mano nunca pensei que o irmão do Beto seria assim, ele é tão de boa.

- De boa? Ele me dá medo.

- É claro você chupa a língua da filha dele.

- Por falar em Ayla esses últimos dias ela anda diferente, não transamos tem duas semanas, já estou ficando preocupado, e ela faltou de aula 3 vezes semana passada.

- É de se preocupar mano, afinal as provas estão ai.


#Fabrício


Como não iríamos ter aula nesta segunda, estava ajudando as meninas, ou melhor elas me ajudando com umas matérias,

- Vai contar pra ele hoje amiga?

- Sim Agatha, assim que ele chegar.

- Contar o que gente, não é porque eu sou homem que precisam falar em códigos.

Elas se olharam e bateram na porta, era o Eduardo e Nicolas;

- Oi gente, caramba a prova de física será tão difícil assim?

- Estamos ensinando Fabrício Álgebra.

- Álgebra, a não mano.

- Quem tirou 3 em Frances.

- Eu sou brasileiro e custo falar minha língua não sou obrigado a falar outras. Cara ninguém me entende. Atenção aqui, cadê o Luis?

- Eu vi ele com aquela amiga do Cauê.

- Ótimo, Eduardo topou, e vocês?

- Eu topei nada?

- Cala a boca Eduardo...

Acabamos concordando com Nicolas que insistiu demais, afinal era por uma boa causa, no meio das conversas Ayla estava calada;

- Ei tudo bem com você?

- Sim, tudo.

Dei um selinho nela que foi super fria, Agatha olhou e falou alto calando os meninos;

- Amiga sabe que não está, diz logo...

- Dizer o que Ayla?

- Nada Eduardo não se preocupe.

- Já estou preocupado.

- Ah que frescura, quer que a gente saia?

Disse o Nícolas, e Agatha acabou com mistério;

- Ayla está grávida.

- De novo?

- Nícolas.

- Quem é o pai?

Perguntou Fabrício, Agatha jogou um sapato nele.


#Nícolas


- Eduardo tudo bem?

- Meu pai vai me matar.

- O seu pai cara? Esqueceu do Beto?

- Ayla seu pai vai me matar. Espera não é alarme falso de novo?

- Dessa vez não.

- Se quiserem eu posso ser o pai.

- Fabrício que ideia e essa cara.

- Você não consegue cuidar de você garoto, quer cuidar de mais alguém.

- Que foi Agatha está com ciúmes?

- Gente, vamos sair e deixar os dois a sós. Puta merda vocês são chatos demais.

Tive uma péssima semana de provas, aguardei os resultados igual a Fabrício, tenso, pois não fomos os melhores, Eduardo quase perdeu o pescoço pois irá ser pai aos dezoito anos, nestas semanas, Agatha e Fabrício estavam iguais a cão e gato, tenho certeza que ai esta acontecendo algo. Meu irmão nerd como sempre, e também acho que ele está de paquera com a tal Kelly.

Luis queria que eu fosse morar com ele, por mais que eu queria estava fazendo o possível para aguardar até o último dia de aula.

Manhã de sexta feira, estávamos todos reunidos na mesa de café da manhã, os 7, interrompi eles;

- Pessoal parem e pensem em que ano que tivemos, fizemos novas amizades, né Fabrício, conhecemos a Agatha que é a patricinha mais “de boa” que conhecemos, eu ganhei um irmão, e um amor, Luis.

Tivemos grandes perdas, que doeram bastante, eu em especial sofri um pouco fora do normal, porem tivemos também Ayla engravidando duas vezes, em um ano.

- Ah cala a boca Nícolas.

- Aconteça o que acontecer daqui em diante, sempre quero ter vocês em minha vida.

- Ah que fofo, eu também, conheci o Fabrício, mesmo ficando com o Eduardo, gosto muito da nossa relação, vocês são irmão que eu nunca tive.

- Ah amor, Pessoal já que estamos todos juntos aqui, quero comunicar que eu e Ayla decidimos que se nosso filho for um menino se chamará Thiago, se for mulher terá o nome de minha mãe, avô, Clara!

- Linda homenagem minha amiga. Não tenho muito o que dizer, só agradecer o carinho que vocês me receberam, confesso que não foi fácil pra mim vir de outro pais, e me acostumar com toda essa turbulência que é a vida de vocês, mas aprendi muito, me ensinaram mesmo sem querer o que é uma família. Mesmo com meus pais longe me senti protegida.

- Ah ela vai chorar.

Gritou eu e Fabrício rindo, e Agatha sem graça;

- Agradeço a amizade de vocês, não tenho a vida nem perto e nem passo pelo que vocês passam, mas vejo que todos tem um coração bom, e são pessoas de bem, só tenho a agradecer meus mais novos e velhos amigos.

- Fabrício tem um cisco no seu olho.

- Vai dormir Eduardo. Agora você Cauê.

- Quando me sentei ao lado de meu irmão, sem saber quem ele era, mas senti que a partir daquele dia, minha vida iria mudar, e venho apreendendo desde então, tenho 15 anos e uma vida pela frente, mas não importa o que eu faça, ou o caminhe que eu siga, me espelho no Nícolas para cada passo que darei. Aprecio seu carisma, sua forma de ver a vida, e como protege as pessoas que ama. Te amo cara.

- Merda eu esperando o Luis me fazer chorar. Também te amo meu pequeno.

Acabei chorando com o Cauê, ele estava do meu lado, e Luis no meu colo;

- Essa conversa está parecendo despedida, chorei mas aqui do que assistindo, “A culpa é das estrelas”. O que dizer de vocês meninas? Foram os alicerces que eu necessitava quando não tinha chão, Fabrício, Eduardo e Cauê, vocês são demais, se eu não namorasse o Nícolas com certeza casaria com os 3. E você amor, mesmo sem ter ganhado uma aliança, é difícil de confessar que desde que te vi gostei de você. Pode até parecer clichê, mas eu te amo Nícolas.

Beijei e abracei o Luis, pois ele nem saberia o que iria acontecer mais tarde. Ficamos depois do café no café, depois fomos para os quartos preparar tudo e limpar as coisas do quarto, meus pais já estavam no colégio, Gabriel e Adrian vieram buscar o Cauê, todos estavam, conforme o “combinado”.

2 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia