• Richardson Garcia

Apenas Hoje - Estão no Brasil

#Nícolas


Alguns dias depois convenci a Luis a viajar comigo, afinal ele falava outra língua e conhecia Milão, embarcamos e depois de 13 horas de viagens ou mais desembarcamos no “Aeroporto di Milano Linate”, fomos para o hotel, e como chegamos na parte da manhã dormimos um pouco pois a viagem foi cansativa, por volt de umas quatro da tarde, eu estava péssimo por causa do fuso horário, bati no quarto de Luis;

- Que demora estava pelado?

-Não seu grosso, estava tentando dormir, que foi?

- Vamos logo, não quero perder tempo.

- Escuta Nícolas eles moram aqui e não estão passeando relaxa, vou tomar um banho.

Caralho realmente o Luis era uma moça, demorou uma hora para sairmos, pegamos um táxi, e eu já estava soando, Luis nem ai, tranquilo desde o Brasil, com poucas palavras, não estávamos conversando direito, quando o táxi parou ele olhou pra mim;

- É este o condomínio, está pronto?

- Não mas vamos.

- Grazie, noi siamo qui.

Disse Luis dispensando o taxista, era um condomínio fechado, chegamos na guarita onde estava  porteiro do lado de dentro e ao lado o segurança não havia portão porem era fechado o local;

- Pergunta se moram aqui, Gabriel Borges ou Adrian?

- Si prega di vivere qui Gabriel Borges e Adrian ?

-  Sì , ma sono vajando .

- Oh, sai dove ?

-  Per il Brasile .

- Grazie. É Nícolas, eles estão no Brasil.

- No Brasil? Ta de sacanagem com a minha cara? O senhor sabe quando foram e quando retornam, eles tem um filho....

- Nícolas, Nícolas, calma. Deixa que falo com ele, ok.

Caramba tão perto e tão longe, me sentei no meio fio acendi um cigarro e Luis se aproxima;

- Foram tem uma semana, eles são brasileiros, e Gabriel, é o Artilheiro do “Milan”, conhece.

- Cara Gabriel Borges, puta merda! Que irado (...) fiquei pouco pensativo enquanto o Luis acendeu um cigarro (...) Obrigado cara, e desculpa por isso.

- Vou relevar, só por me tirar daquele pais um pouco já me sinto melhor, vamos?

Chegamos no hotel, liguei para meus pais, através do skype e acabei chorando, poxa me emocionei sem entender o porque contando a eles. Depois de um banho desci para o bar do hotel, que estava lotado de gringas, eu claro tentei chegar em algumas mas nada, afinal eu não falava sua língua;

- Passando vergonha no Brasil é?

- Eu ou você? O que esta vestindo Luis, é um vestido?

- Não seu idiota, nem vou tentar explicar, não me importo viu, aqui ninguém cuida da minha vida.

Olhei para o lado  e disse;

- É mesmo, estão todos cegos.

- Idiota, o que esta bebendo?

- Não sei, o numero 6 do cardápio.

Ficamos conversando e bebendo, bebendo, bebendo, pessoal foi ao ponto de eu ficar sem camisa, vomitei no banheiro o Luis a ultima vez que vi ele estava deitado no chão.


#Luis


Olhem se forem a Milão não beba, demorei quase uma hora no elevador com o Nícolas procurando o nosso andar, quando achamos batemos em 3 portas que não eram a nossa, secamos uma garrafa de tequila, eu estava muito ruim, porem nada comparado a ele.

Chegamos no meu quarto ele correu pro banheiro, estava com ânsia de vomito,  no ponto onde estávamos eu estava pelado entrando debaixo do chuveiro e ele abraçado com a privada. Com o banho eu voltei um pouco de mim, mas a tontura continuava. De repente Nícolas entra de calça e tênis debaixo do chuveiro, eu estava saindo, então coloquei uma cueca e voltei para ajudar ele, que estava sentado no chão;

- Cara eu estou muito ruim.

Eu somente ri tirei sua roupa, e entreguei a toalha e ele, que foi se secando até a cama, já fiquei reservado. Nícolas tinha varias tatuagens ao longo do corpo, pernas com pelos e pentelhos, corpo não definido, mas tão perfeito ao meu ver.

- Pega um cigarro pra mim.

Acendi um cigarro ele foi para a varanda e ficou sentado em um sofá que havia no local, eu envolvi uma toalha no corpo já sem cueca e peguei a carteira de cigarros ele já havia acabado com aquele, e pegou outro, Nícolas estava pelado sentado e ao fim do nosso olhar o sol estava querendo apontar, me sentei ao lado dele, meio que encostou nossas pernas uma na outra.

Eu estava no fim do meu cigarro, ele havia acabado outro, apagou o cigarro e olhou pra mim, lembro que sua boca soltava lentamente a fumaça, eu estava olhando para Nícolas e sem saber como fui aproximando meu rosto do dele, os olhos fechando, juntos com o dele, beijei seus lábios tocando sentindo sua língua e lábios carnudos, me afastei e seus olhos ainda fechados, joguei o cigarro da varanda, senti sua mão passar pela minha nuca, forçando outro beijo, passei minhas pernas sentando em cima dele, que puxou a toalha e jogou no chão.

CARALHO que homem, suas mãos abriam minhas nadegas deixando bem encaixadas com seu membro, ele me beijava com vontade eu correspondia, mas ficava sem ar, seus lábios dançavam em meu pescoço, suas mãos subindo e descendo minhas costas, eu segurava forte em seu cabelo.

Nícolas então para de me beijar, meio que fez sinal para eu chupar ele, me afastei e sua mão não largava meu cabelo que foi conduzindo até descer seu peitoral. O membro dele deveria ter uns 19cm, com pentelhos e o belo par de coxas me deixava ouço, fui já colocando na boca e engolindo todo, ele pegou outro cigarro e se encostou confortável, olhando para a paisagem fumando enquanto alguém o chupava.

Ele somente gemia quando eu mordia sua virilha e passava a língua até a base de seu membro, Nícolas terminou mais um cigarro, e sua mão por baixo do meu queixo subiu até sua boca beijando e levantando, nos encostamos na barricada ele me beijando e passando a mão em minha bunda e seu cassete em ponto de pedra pressionado entre a gente.

Entramos e já cai de quatro na cama, ele cuspiu na minha bunda, passou a língua, (nossa e que língua), até mordeu deu tapas, mas quando foi penetrar acho que até ele se surpreendeu por ser bem apertado NE, Nícolas passou a mão em meu cabelo e forçou algumas vezes quando entrou ele gemeu mais que eu quando senti suas bolas encostando em mim, me empinei bem, deixando ele enfiar tudo. Nícolas segurou um pouco pelo meu cabelo, mas logo segurou na cintura, e com movimentos rápidos e muito fortes, ele gemia enquanto me fodia, logo não aguentou e gozou, foram uns jatos dentro de mim, ele ficou quieto eu rebolando, então ele deu uns tapas fortes virou me beijando e de mãos dadas, (isso mesmo, leem de novo), de mãos dadas fomos pro chuveiro, depois deitamos exaustos.



#Luan


- Nícolas volta quando?

- No voo de hoje,  bem vou ver o que consigo, para achar eles aqui.

- Isso será fácil Thiago deve saber, se ele realmente for famoso sua chegada não passou despercebida, e também vou que fazer umas buscas em Eduardo, em duas horas ele entra nos registros de desaparecido.

- Tudo bem Luan, qualquer coisa liga pois Thiago esta fora de si.

- Até mais Caio.

Entrei no carro no estacionamento e Caio no seu, eu estava indo para o trabalho quando aguardava no transito o oficial me língua;

- Capitão, a empresa de cartões acusou uma compra com o cartão de Eduardo.

- Me mande o endereço, depois mande uma equipe de apoio.

- Sim senhor.

Bem recebi e coloquei no GPS, era em Jacarepaguá,  assim que cheguei no mercadinho,

- Bom dia! Olha estou procurando um garoto que possivelmente fez uma compra com cartão de credito ontem por volta de sete da noite.

- E quem quer saber?

- Policia Federal. Escuta aquela sua câmera, funciona?

- Sim, por aqui.

Era um senhor me levou para trás do balcão, e abriu o noot, abriu as imagens do dia anterior e quem havia utilizado o cartão era um garoto de boné bem disfarçado;

- Sabe onde ele mora?

- Subindo a esquina. Casa verde à direita.

Subi a pé mesmo, e atrás de um contêiner de entulho vejo um cara com a mesma camisa de costas em uma janela, saquei a arma cuidadosamente, dei a volta e entrei na residência, quando a porta se abriu vi uma senhora, como eu estava armado, fiz sinal para ela ficar calada, ouvi uma voz e me protegi no corredor, um rapaz passou imobilizei ele rapidamente com as mãos nas costa e me apoiei com o joelho pois ouvi uma voz na cozinha;

- Caladinho.

Apontei a arma para a cozinha e me aparece o Eduardo, de avental;

- Eduardo?

- Luan.

- Isso é um avental?

2 visualizações
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia