• @rgpatrickoficial

Apenas Hoje - Capítulo 9

- Então vai perder do seu tempinho valioso gatinho, porque você não me conhece.

É gatinho sim, ele passou varias vezes na fila da beleza, Deus foi generoso com o cara, rsrsrs’.

Ele abaixou o olhar azul, e subiu sorrindo e dizendo com uma cara extremamente impertinente;

- Já fui gentil, e educado, vou então tentar outra abordagem.

Para provocar, e gritar um não na cara dele, virei a cadeira e me aproximei, mas ele continuou;

- Não quero seus desenhos, quero seu talento, não me conhece, Sou Eduardo Alves Monteleoni, ex-presidente da Baldin, claro que conhece, e dá pra perceber que não estou aqui para brincar. Seu talento vale muito, estou disposto a pagar quinze mil por mês inicialmente para trabalhar comigo.

Ta tive que engolir seco, JJ até se aproximou;

- Continua.

- O que acha Miguel?

- Escute Eduardo, conheço todo o trabalho de sua família, mas não é o que procuro.

- Miguel estamos com dois meses de aluguel atrasados, e está fazendo cu doce.

- Lhe pago Três meses de adiantado.

- Eu desenho.

- Cala a boca JJ. A questão não é dinheiro, mas posso aceitar sua proposta com algumas recomendações.

- Fique a vontade.

- Meus desenhos serão assinados por mim, o credito de criação será todo meu.

- Fechado, meu motorista te pega amanhã.

Ele se levantou e saiu, o Leonardo segurou no braço dele bravo, por ter aceitado, e disse mais algumas coisas.

Entendam a mídia estava de olho nos passos de Eduardo, eu mesmo estava acompanhando, uma proposta desta é nada mais que um milagre, e poder assinar meus desenhos era tudo que eu mais queria.

Alguém nessa casa havia dormido naquela noite, porque não eu, rsrsrs’.

Era por volta de nove da manhã em ponto o interfone chamou, eu estava preparado sentado no sofá, peguei meus desenhos e um senhor em um carro preto imenso me aguardava;

- Senhor.

- Bom dia!

Ele abaixou o chapéu e fechou a porta, confesso estar pouco nervoso. Ai tudo bem, muito nervoso, no caminho JJ mandou mensagem “se correr perigo me manda áudio que chego com o Bope rapidinho”. Foi mais para me acalmar.

Bem foi quase uma viagem, chegamos nos metros quadrados mais caros do Rio de Janeiro, um portão imenso junto alguns seguranças se abriu e andamos por minutos dentro da propriedade até chegar em uma mansão, era enorme, literalmente coisa de filme posso dizer, próximo a entrada havia um monumento como um chafariz escrito, “Monteleoni”.

Um segurança, mordomo não sei abriu a porta do carro;

- Bom dia senhor Miguel, posso lhe chamar assim?

- Ah, pode.

- O senhor Eduardo lhe aguarda.

Entramos e poxa, meu olhar viajava dentro de cada cômodo que se passava, quase precisamos de um carrinho dentro da casa também pelo tamanho, bem fomos para a cozinha, havia uma mesa enorme, e estava posta com um belo café da manhã, de pé encostado no balcão um cara muito lindo, sem camisa de calça jeans preta, boné para trás e tatuagens por todo o corpo;

- Ah Bom Dia.

Sentado estava Eduardo, ele se levantou rapidamente se limpando e vindo em minha direção;

- Miguel, finalmente, venha quero que conheça alguém. Esse é Nicolas.

O cara tinha uma feição de marrento, ele estava com um pote de nutella e uma colher, colocou ela dentro do pote e lambeu o dedo que estava sujo com o doce. Depois me cumprimentou;

- Prazer Miguel.

- Ah esta com fome? Fique a vontade. Por favor sirva ele.

- Não, não obrigado, estou satisfeito.

- Hum ok.

- Eduardo vou nessa, até mais tarde, a gente se fala, prazer garoto.

- Prazer.

Ele saiu com o pote, fiquei pouco assustado e receoso, quando sinto bater em minhas costas;

- Olá bom dia, Fabricio e você é?

- Miguel.

- Fabricio esse é Miguel de quem lhe falei.

O cara foi sentando e pegando um guardanapo. Eduardo se levantou e pediu para eu acompanhar ele;

- Estou mudando, então não repare na bagunça, bem de qualquer forma quero começar isso o quanto antes. Aqui, aqui será seu estúdio.

#Leonardo

Camisa branca manga longa, calça jeans cor vinho, tênis preto com a língua para fora, camisa xadrez envolvida na cintura. Era meu look para outro dia com Eduardo, não, não queria chamar a atenção de ninguém, mas estava com óculos sem graus lente transparente pouco quadrado, relógio e pulseiras no pulso.

Ao chegar na mansão, eu levei a mão na maçaneta o Fabricio abre a porta;

- E ai Leonardo, vamos correr um pouco?

- Não valeu. Eduardo está?

- Sim, nos fundos.

- Ah beleza. Boa corrida para você!

- Valeu.

Entrei e segui até o atelier, sim aos fundos com uma parede toda de vidro, um local bem iluminado e silencioso onde ele criava, com vista para o imenso jardim e arvores.

Ao abrir a porta, na mesa principal somente Miguel, ele me olhou de cima abaixo, um sorriso discreto, me aproximei pegando em sua mão;

- Leonardo, prazer.

- Sei quem você é.

- Também andou investigando a gente foi?

- Não Exatamente, você foi editor chefe da Baldin.

- Sim, por longos 10 anos.

- Trabalho fora do comum, meus parabéns.

- Obrigado, mas o credito vem de Cauã e Thiago, eles sempre estavam por trás de tudo, e vejo que.... puxa são seus?

- Sim.

- Cara estou sem palavras.

- Vou aceitar como um elogio.

Não dá para descreve-los os desenhos aqui, ele estava colocando eles na parede atrás, para servir de inspiração, e na mesa preparando um novo material;

- E Eduardo?

- Disse que foi buscar algo para me mostrar, mas isso faz 25 minutos.

Disse ele olhando no relógio.

- Hum , ok então.

Liguei meu notebook na mesa próximo e comecei meu trabalho, mas meu olhar e minha mente não estavam prestando atenção onde deveriam, eles estavam em Miguel, que também deixava escapar as vezes uns sorrisos;

- Aqui coloque no canto, isso CUIDADO.

Esse era Eduardo, entrou com um exercito de homens carregando varias caixas, eles colocaram na parede oposta e saíram;

- Aqui está o que prometi. Oi Leo.

- Oi Eduardo, e o que são todas essas caixas?

- Isso aqui estava no cofre da família por gerações, não vão acreditar, são desenhos, e projetos, textos, do meu bisavô.

- Ah está brincando comigo.

3 visualizações0 comentário
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia