• @rgpatrickoficial

Apenas Hoje - Capítulo 8

Após baixar a guarda, abracei ele bem apertado;

- Chegou quando?

- Essa tarde, Pegue ligue para Caio.

- Onde ele está?

- Na barreira dos civis, não pode passar.

- Volta quando?

- Tenho uma reunião com o secretario de segurança e pego o próximo avião.

Ao chegar em casa, meu pai Luan abriu a porta, entramos e ouvimos passos, estava Luis, Fabricio e Cauê na sala, eles se levantaram e vieram para ver quem era, Fabricio ao ver meu pai foi hilário, ele o cumprimentou com continência;

- Fabricio relaxa, ele não esta armado.

- Não estou?

Disse Luan brincando, poxa dei um abraço apertado em Luis, sentei com ele no sofá, onde todos se sentaram;

- Luan, Caio vão jantar conosco?

- Não Luis, só acompanhamos Nicolas, tenho um jantar de trabalho agora, já estamos de saída! E vocês dois, o que fazem aqui?

- Vim, para meu próximo jogo, e Fabricio veio ficar com Eduardo.

- Ah tudo bem com ele?

- Sim, pai é que vender a revista, a mansão e agora a...

- Escutem, não se intrometam naquela família.

- Pai como assim ele é nosso amigo, o Eduardo.

Falei indignado, cheguei a afastar de Luis;

- Meu filho, conheço eles antes mesmo de nenhum de vocês nascerem. Ele é um Monteleoni, garanto que sabe se virar sozinho, isso é uma fase, pesquisem Thiago passou por isso! Relaxem, fico feliz que estejam preocupados com amigo de vocês, mas se Cauã que é pai não está preocupado quem somos nós para intrometer. Fabricio fique próximo para auxiliar, não o atrapalhe.

- Sim, senhor.

- Bem vamos nessa, quando chegarmos te ligo.

Eles se despediram, e fui tomar um banho, e depois jogar um vídeo game com Cauê, pois Fabricio também tinha ido, Luis comprou algo para comermos e eu estava exausto, acabei pegando no sono bem cedo.

#Miguel

- Isso é um vestido.

- Não.

- Mas parece um vestido.

- Espere eu terminar.

- Miguel que homem vai usar isso?

- Caramba JJ, nunca ouviu em ditar moda.

- Não com um vestido.

- rsrsrs’ sai daqui.

- Então, o que vai fazer agora que o Casey estava usando o nome dele em seus desenhos?

- Vou arrumar um emprego.

- Mas Miguel, você é um artista, não pode ficar trabalhando atrás de um balcão todo santo dia.

- Fala isso pro sindico, talvez ele aceite como pagamento do aluguel.

- Hoje tem o DJ Pedro Sampaio, não se esquece.

- Não perco aquele gatinho tocar por nada.

JJ é meu amigo, dividimos o apartamento aqui no Rio, sou Miguel, tenho 20 anos e sou estilista, não profissionalmente, pois preciso de um patrocínio, pois as marcas não querem apostar em algo novo quando estão ganhando com o que esta no mercado.

Estou desempregado e dois meses de aluguel atrasados, estava quase procurando um outro lugar para morar, mas sempre faço bicos de balconista e dá pra cobrir algumas coisas.

Há uma casa de shows bem do outro lado da avenida onde moro, sempre que podemos estamos por lá. Esta noite seria um DJ que curto bastante, então perderia por nada, e será esta noite que o meu enredo, minha historia se encaixa a está...

21:33 naquela noite.

- Dá pra parar, vai acabar queimando esse teu cabelo JJ.

- Ai, mas tem que ficar bem liso. Vai assim de novo?

- Não tenho outra roupa.

- E esse cabelo?

- Que foi dessa vez? Estou indo pra dançar e curtir, não pra encontrar o amor da minha vida, sabe muito bem que...

- Ta, não começa, você está sempre lindo amigo.

- Vamos?

Saímos e atravessamos a rua, a fila para entrar estava pequena, somente os com entrada VIP que não pegavam fila como sempre. Na porta da casa de show algumas amigas, “Trans” cumprimentamos ela;

- Uhhhhu! Essa noite promete!

- Ai gato, você está lindo, se não fosse meu amigo, daria em cima de você.

- Depois de beber um pouco não existe mais amizade.

Brinquei com elas, eram 3, que sempre estavam por la, com o fluxo que frequentávamos acabamos pegando amizade, elas estavam na fila próximo a entrada, fui para o fim da fila e estava tirando umas selfies com JJ, quando parou um carro e aquele cara do evento desce, acompanhado por um segurança e por outro cara bem vestido, eles comentaram entre si;

- Tem certeza que é aqui Leonardo?

- Sim, foi o que consegui.

Eles se aproximaram das meninas e perguntaram;

- Com licença.

- Ai, toda meu monumento, rrsrsrs’.

- rsrsrs’ vocês conhecem, ou sabe onde encontro Miguel Salazar?

- Ai bofe você deu sorte olha ele ali no fim da fila.

Ao falar meu nome, quase entrei debaixo da roupa de JJ, ele assustado falou;

- Amigo, olha acho que estão atrás de você. São policiais?

Ele se aproximou, eu estava de costas, JJ de frente então ele disse;

- Acha que está se escondendo?

Me virei arrumando meu cabelo, dizendo;

- O que quer de mim, já falei pra ele, não trabalho com vocês.

- Escuta Miguel vim de muito longe atrás de você, gostaria muito que conversássemos.

- Não quero conversar com você. Te conheço, já trabalhei com vários da sua laia. São todos farinha do mesmo saco.

Era nossa vez na fila, as meninas não puderam entrar eu não entendi muito bem o porque, mas para me livrar dele entrei puxando o JJ.

- Escutem já disse são falsos, não podem entrar.

Quero que adivinhem, o tal Leonardo ainda puxou ele para ir embora, o cara se virou mandou o motorista guardar o carro e passou a mão na cintura de uma das “trans” e entrou. Isso mesmo ele pagou a entrada delas e entrou, fui para o banheiro com JJ que estava impaciente;

- Me fala agora quem é aquele?

- Não me lembro o nome, mas assim como o Casey quer meus desenhos.

- Ah Miguel, ele veio até aqui, tem certeza disso?

- Tenho sim, o cara é louco, e agora está aqui dentro.

- Olha estamos esperando esse show a muito tempo, não vou perder por nada, então ignora ele e vamos curtir.

- Beleza.

- Nossa mas não quer vender pelo menos alguns desenhos pra ele? Adoraria pagar com uma noite, viu os braços ele, os dentes, e aqueles olhos.

- Da pra parar. Vamos.

Voltamos pegamos umas bebidas e ficamos perto do palco, e graças a Deus durante todo o show, nada do tal carinha, não bebemos muito, mas dançamos demais, foi uma hora e pouco de show, no fim, uma banda entrou mais o ritmo era rock eu não curtia tanto, fui no banheiro, e voltei para uma mesa que estava mais afastada, fechei os olhos e virei a cabeça para cima, logo escutei;

- Você está dormindo Miguel?

- Não JJ.

- Ai estou morta, ah muito tempo não dançava tanto assim.

Eu sorri e bebi uma agua que estava na mesa;

- Ah quer que eu deixe vocês a sós?

Perguntou JJ, ao abaixar o olhar, o cara pegou uma cadeira e sentou perto, ele queria me intimidar;

- Só quero que saiba que não vou desistir de você.

2 visualizações0 comentário
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia