• @rgpatrickoficial

Apenas Hoje - Capítulo 14

#Nícolas

-Sim, estava com todos eles, Neymar, Cauê e Júlio César.

-Serio Nícolas, só acreditei por causa das fotos.

-Sim, meu irmão é brother deles, são ótimas pessoas.

Estávamos de papo furado no batalhão, quando fui chamado, sozinho na sala do meu superintendente;

-Lhe chamei aqui, pois temos uma situação extraordinária Nicola.

-Sim senhor.

-O que irei te falar agora é extra confidencial.

-Pode falar senhor.

Me sentei;

-Descobrimos que o filho do Pezão o traficante do Alemão, sabemos onde ele estuda.

-Sim.

-O desgraçado colocou o menino no melhor colégio do Rio de Janeiro, junto com filhos de Governadores, prefeito, e nomes fortes da cidade.

-Mas não estou entendendo, o garoto mora na favela?

-Não, ele e a mãe moram em um bairro afastado, é o único filho dele. Nicolas quero que se infiltre nesse colégio e se aproxime do garoto, precisamos saber onde está o pai dele.

-Mas sou velho demais para ser aluno senhor.

-Será professor Nicolas, está tudo pronto.

-Não, não, espera ai, não posso.

-Nicolas é o único que eu confio, temos que pegar ele custe o que custar.

-Senhor não podemos nem segurar armas perto de colégios, como vou.

-Não vai utilizar armamento algum.

-Isso é serio?

-Lhe dou aquela promoção que tanto quis, pegamos o Pezão, e libero você para suas férias com Luiz.

-Tudo bem, tudo bem senhor.

#Eduardo

A parte boa de acompanhar Liza nas aulas de balé era as outras mães, vidradas em mim, cheias de charme pra cima de mim, o único pai no meio de tantas mulheres. Kkkkk'.

-Você era a melhor de lá querida.

-É o que a mamãe diz.

-Rsrsrs' ela está certa, vamos pegar seu irmão agora no colégio e podemos ir pra casa.

Gente ao chegar a porta do colégio Thiago estava correndo com alguns garotos jogando bola, soado, sujo, abri a porta do carro a professora dele começou a rir;

-Thiago seu pai lhe aguarda.

Ele veio correndo e pulou no meu colo, eu estava de calça jeans pensa na cor que ficou;

-O senhor sujou meu carro na semana passada e hoje de novo, vou cobrar o lava jato na sua mesada rapazinho.

-Rsrsrs, Pai vamos pra casa da mamãe?

-Não, pra casa do papai.

-Eba, Tio Nícolas está lá?

-Não meu filho, tem que se contentar comigo.

-Pai, Pai, coloca Jorge e Matheus.

-Oque?

-É musica sertaneja pai, ele e o Cauê só ouvem isso.

-Vou ter que afastar eles de vocês, péssima influencia. Rsrsrs.

Cheguei em casa, coloquei eles pro banho, e no celular varias ligações do Leonardo, retornei para ele assim que vi;

-Me ligou?

-Está em casa?

-Sim.

-Estou chegando ai.

-Ok.

Tomei um banho, Luíza e eu escolhemos algo pra pedir no Delivery, e Thiago ligou o Kinect do vídeo game, eles estavam jogando quando Leonardo chegou;

-Podemos conversar?

-Sim.

Me afastei um pouco, entramos no escritório e fechei a porta;

-São Paulo Fashion Week?

-Sim, porque?

-Eduardo, escute, com todo respeito, mas isso não vai dar certo, a maioria dos estilistas do brasil odeiam vocês, sua família vem criticando a moda e referencias brasileiras desde que... começamos a ler?

-Tenho que tentar conquistar eles Leonardo.

-Pagar milhões para fazer um desfile não vai fazê-los gostarem de você.

-Vou pagar para ver, e tem as peças de Miguel.

-Se continuar com essa ideia, não vou fazer parte disto, me perdoe.

-O que? Não pode me abandonar agora Leonardo.

-Parou de agir profissionalmente, está agindo por impulso, Eduardo se fazer o desfile eu não trabalho mais com você.

-Que me perdoe, mas não vou me desfazer de um sonho, por uma superstição.

Ele virou as costas e saiu, na mesa deixou uma carta formal de demissão, ou eu estava oficialmente dentro do buraco, ou não sei o que fazer daqui para frente.

#Nícolas

Adivinhem, isso mesmo, depois de algumas semanas da proposta, estava eu no primeiro dia de aula, ou primeiro dia para dar aula.

Me despedi de Luiz e fui para o colégio, confesso que hesitei no carro em desistir, mas entrei, me apresentei para a direção, entrei, com outro nome, outra identidade, eu era outra pessoa.

Me apresentaram a sala de aula, sentei olhando aquele tanto de cadeiras vazias e torcendo para que houvesse no máximo 5 ocupadas, 5? Rsrsrs.

Cinco minutos depois havia 20 alunos na sala, correndo e gritando, para um lado e para o outro, havia uma professora de apoio junto comigo, eu estava de pé enquanto eles conversavam sem para e andar de um lado para o outro, a mulher chegou em mim e disse;

-Eles tem que fazer silencio.

-Ah não brinca? Achei que estavam aquecendo a voz. Puta merda como podem estar tão animados essa hora da manhã.

-Não pode falar palavrões aqui professor, não leu o regulamento.

Revirei os olhos, pensando ou melhor gritando interiormente, "SACO".

Peguei uma régua, bate duas vezes na mão e disse;

-Silencio, Silencio.

E nada, eita cambada de filhos de uma...

-ORDEM.

Gritei tão alto que quase fiz eles chorarem.

-Como podem fazer tanto barulho, sendo deste tamanho?

-Com licença.

Disse meu alvo na porta, era o tal garoto, olhei para ele como um leão para um servo;

-Entre.

-Tio NICOOOOO?

Thiago não gritou, ele berrou pra escola inteira ouvir, os olhos do garoto chegaram a brilhar, meu coração disparou, e pior ele entrou na sala.

4 visualizações0 comentário
Assine para ser o primeiro a receber os capítulos 

Siga a gente:

©2015 por Armário Erótico Todos Direitos Reservados. Criado orgulhosamente com Richardson Garcia