maldoseculo

Como é ter depressão: a doença que dá um pause na vida.

09/06/2017

Foto: CHRISTIAN HOPKINS

Era manhã de férias, olhei a luz do sol entrando pela sacada, e pela primeira vez na vida era uma luz sem vida e fosca. Lá fora, existia um mundo lotado de pessoas, mas eu não conseguia sentir e nem imaginar mais elas. Um mundo carregado e nebuloso, sem perspectiva, sem dimensões. Esse foi o começo dos 7 dias depressivos que eu tive devido aos efeitos colaterais de um remédio que eu não citarei o nome. Só é capaz de saber mesmo como é uma depressão, vivenciando. Na minha opinião? A depressão ela não é tristeza profunda, ela é a ausência de tudo. Pois ela tira toda a sua capacidade de sentir as coisas, é como se a sua vida pausasse, só que você continua vivendo. As imagens da sua visão perdem a perspectiva e se tornam planas, e você não enxerga quase nada além desse plano, é como estar cego e continuar enxergando. O futuro não existe, e o medo do amanhã te domina cada vez mais. Passado? Ele está lá onde sempre esteve, a diferença é que agora o tempo não é mais dividido em três, ele se torna um só, e depois desse um…um abismo profundo que te corrói. Você deita na cama e sente toda a sua vitalidade ser puxada para baixo, é como se você estivesse vivo sem vida. Total paradoxal.

Eu não me entreguei ao mal do século, resolvi então caminhar. É uma caminhada sem rumo, as árvores estão lá paradas, mas elas perdem o sentido, você não sabe mais porque elas estão lá. É como se a vida fosse um aquário sem água dentro, falta preenchimento da mesma forma que um livro de colorir falta as cores. Suspendi a medicação, e dentro de 5 dias eu nasci de novo. Como se eu tivesse saído da escuridão e me fosse apresentado um mundo novo.

O que eu aprendi? Sintam! As coisas boas e as coisas ruins, pois pior do que sentir algo ruim é não conseguir sentir nada. Se o seu mundo estiver cinza, não desista! Pois não é todo dia e nem sempre que temos lápis de colorir nas mãos.