diadamulher

Flor e amor ao mês das mulheres!

21/03/2016

capa ana

Como não se sensibilizar com as diversas situações relacionadas às formas diminuídas das quais a mulher foi e muitas vezes ainda é tratada pela sociedade que a história nos conta?

Ainda há muito preconceito em relação a diversas posições da mulher na sociedade, mas uma reflexão é importante que façamos: a conquista da liberdade não pode afogar o charme de ser mulher, muitas andam confundindo liberdade com libertinagem, ser capaz de fazer tudo o que um homem faz não significa perder o respeito com os princípios humanos, sim humanos, de amor próprio e amor ao próximo, pois andam sendo tomadas atitudes, talvez inconscientemente, por mulheres que se justificam dizendo “os homens fazem, porque não posso também?” existem comportamentos que não são respeitosos de serem praticadas nem por homens nem por mulheres, vamos então subir no salto e buscar sermos cada dia mais nobres!

A mulher dia a dia vem ganhando espaço, desbravando o universo, liderando empresas e consequentemente equipes, mas vale pensar que todos esses desafios não deve tornar-las menos femininas e menos delicadas, as palavras que saem de nossa boca ainda precisam ser cheias de doçura, mesmo que seja necessário ser mais firme em alguns momentos, afinal, ser mulher é sim muito diferente de ser homem em algumas posturas e é isso que as torna encantadoras e essenciais, a mulher é que trajando um vestido estampado de flores alegra uma casa, enfeita uma vida, ela pode sim ter uma agenda com compromissos pessoais e profissionais, carregar uma bolsa com de cartão de crédito e dinheiro próprio, mas é importante que exale o perfume das pétalas de sua alma.

flor
Coco Chanel é uma grande inspiração de vida, de garra, de perseverança, de elegância, de MULHER! Ela foi à frente de seu tempo, quebrou regras, acreditou em suas verdades, enquanto todos diziam que ninguém ganha à vida fazendo chapéus, ela não só ganhou a vida, mas sim a eternidade no mundo da moda, porém ela foi resiliente ao permitir ter a ajuda de um homem para a construção de seus sonhos, ela iniciou seu negócio com seu talento, com sua mão de obra e bom gosto, enquanto seu sócio entrou com a parte financeira e as estratégias que eram de seu conhecimento.

É interessante pensarmos que cada ser tem uma função no planeta, então será que não estamos agora, nesse século, exagerando ao adquirirmos o controle de tudo e deixando poucas atitudes a serem dominadas pelos homens?

ab34703c219063237ae9a4bfc15ab4c9

Que tal começarmos a meditar sobre um equilíbrio, como um resgate de uma vida mais bela já vivida em outras épocas onde tinham-se menos obrigações sobre o sexo feminino, em que as mulheres, como na década de 1950, vestiam-se lindamente com seus New Looks de Dior, tinham tempo de cuidar bem de si, de sua família e amigos, eram respeitadas e vistas como seres de extrema importância na construção saudável da sociedade, porém sem perder os aspectos já conquistados que nos impulsiona na vida moderna?

A boa inteligência é aquela que deixa também o outro sexo tomar atitudes, fazendo jus ao lema “Direitos Iguais” que se for bem feito pode trazer verdadeira harmonia entre todos. Tem coisa melhor do que compartilhar uma volta de bondinho e se sentir protegida por estar ao lado de alguém que você possa chamar de “herói” e ao mesmo tempo ser vista como a super poderosa heroína dessa pessoa?! Precisamos sim dos homens e eles das mulheres! Essa harmonia traz a essência da vida. Permita-se ser coroada com flores e delicadezas.

Flor e Amor ao mês da Mulher dos Novos Tempos!

ana

Ana Secani

Uma integrante ativa do Universo Fashion que como observadora e também protagonista da vitrine da vida, é apaixonada por analisar comportamentos que são expressados com ajuda dos elementos da moda, acredita que o melhor contexto está nos pequenos detalhes e que devem vir especialmente dos sentidos, do “sentir”, é o que traz e faz toda a diferença, seja num relacionamento amoroso, profissional ou na moda. Por isso ela nos convida a enriquecer, a estilizar, a customizar nosso repertório sem medo de ousar, de errar e acertar, de inovar, de viver, de amar.

Rádio Amigo Colorido: O que é ser mulher para você?

06/03/2014

mulher

Em especial ao mês da mulher, nossa rádio dessa semana é dedicado a todas as mulheres, com o tema: ”O que é ser mulher para você?” Vamos conferir a opinião das meninas sobre o tema e logo em seguida o nosso debate de como a mulher atual está inserida no universo feminino: trabalho, saúde, relacionamento, cultura, moda e beleza.

Letícia Sóssio: Ser mulher para mim, é ser confiante.

Betty Santos: Ser mulher para mim é não ter medo diante das adversidades da vida , é não ter vergonha de se reinventar quando preciso . É também ser sensível a tudo que a cerca.

Carolina Julian: Ser mulher para mim é ser confiante, amiga, especial e tolerante. Mas também é ser fraca em alguns momentos e ser forte em outros, é batalhar por aquilo que sonha e nunca desistir.

Marina Rosa: Ser mulher é ser auto-suficiente , ser independente , confiante . É dar valor aos pequenos detalhes da vida , se apaixonar e também se decepcionar . É deixar de ser o sexo frágil em certos momentos e reafirmar isso em outros . É ter inseguranças e medo , mas saber superar isso com o jeito que só a mulher tem.

rozito

Por quê as mulheres amam a maquiagem?

05/03/2014

ma2

Não tem mês melhor que esse para falarmos do amor das mulheres pela maquiagem!

Como uma defensora e amante de make-up, essa pergunta já me foi feita diversas vezes. E algumas pessoas adoram usar os argumentos “Você já é bonita, não precisa de tudo isso” ou “Ok, já entendi que você é mulher e muito feminina, mas precisa usar maquiagem todos os dias?”. Só posso dizer que discordo completamente dessas indagações. Não existe nada de errado em uma mulher querer parecer mais bela, além do que já é naturalmente, ou em uma mulher querer se sentir mais confortável ao se olhar no espelho, e para mim isso é o que importa: O bem estar. Claro que também não acho necessário usar 10 camadas de base e mais 10 de pó e ficar parecendo uma ‘mascarada’ no dia a dia.

Ao contrário do que muita gente pensa, as mulheres não usam maquiagem para conquistar um homem ou para parecer mais atraente para eles. Ok, algumas até fazem isso. Mas o universo da maquiagem, para a mulher, vai muito além dessas ideias primitivas. Mulheres usam maquiagem para se sentirem mais confortáveis em sua própria pele, para satisfazer sua vaidade interior. Em outras palavras, as mulheres gostam de experimentar com a possibilidade de novos visuais através de um recurso simples e que hoje, está ao alcance de qualquer uma de nós.

Eu, particularmente, sinto uma alegria indescritível ao abrir uma caixinha nova de maquiagem. Sou quase uma viciada em maquiagem, definitivamente eu AMO maquiagem! E como maquiadora, também adoro o lado artístico que a maquiagem requer para criar looks para ocasiões especiais. Adoro combinar cores e iluminar meus traços mais bonitos, escondendo os traços que menos gosto no jogo de luz e sombras. Máscara de cílios, sombras, batons, glosses, blushes… Tudo é muito divertido! E uma coisa que eu adoro é quando ganho maquiagem de presente. Isso é a maior prova de que alguém realmente me conhece, e de que se deu ao trabalho de pensar sobre o que me encanta e sabia que aquele presente iria melhorar o meu dia.

Como sabemos, quase todas as mulheres tem o hábito de tomar banho e se arrumar, colocar um mínimo de pó no rosto, um batom, e arrumar o cabelo. Existem mulheres confiantes o suficiente para saírem de casa sem maquiagem? Com certeza. E talvez você até diga: Maquiagem nem sempre deixa a mulher mais bonita. Mas saiba que existe uma razão muito maior para a vaidade das mulheres com maquiagem, algo que vem de dentro que impulsiona as mulheres a adorarem ficar na frente do espelho brincando com todas aquelas cores e possibilidades.

central

Um dos meus planos para este ano de 2014, é realizar o meu sonho de dar cursos de auto maquiagem! E decidi, começar esse sonho já nesse mês de março! Não sou a melhor maquiadora do mundo, mas , tenho certeza que quem fizer o curso comigo, irá sair de lá, aprendendo a se maquiar para as ocasiões que mais precisamos.

Estou fazendo uma pequena programação para o curso, e terá: Maquiagem para o dia a dia, maquiagem para noite, como colocar cílios postiços, contorno de luz e sombra e também, como usar cada corretivo, principalmente os coloridos que muitas de vocês tem dúvidas, e o que não pode faltar, como delinear os olhos ! Além do curso, irei dar a cada uma, uma pequena apostila, e também, um mimo por ter participado do curso!

Espero que essa minha nova jornada, agrade a maioria de vocês, minhas seguidoras, amigas e agora, alunas. Estou aqui aberta para qualquer opinião, inclusive críticas construtivas, porque elas que nos fazem ser quem somos.

E respondendo a perguntas que já me enviaram no e-mail: SIM, posso ir até a sua cidade para dar o curso a você e suas amigas.

Para mais informações e valores: contato@centralmakeuplover.com.br

Fico no aguardo dos e-mails meninas! Espero que me apoiem nessa!

Vocês podem conferir mais dicas de maquiagem na página da Mariana:
Central Makeup Lover. 😉

ma1

Grandes mulheres do cinema.

04/03/2014

ma

Aproveitando que o Dia das Mulheres está próximo, não há nada mais justo do que falar das grandes mulheres do cinema, não é? São muitas as heroínas que existiram nas grandes telas, porém falarei das minhas preferidas!

Holly Golightly:

cor

A protagonista do filme Bonequinha de Luxo, Holly Golightly, é uma acompanhante de luxo que sonha em casar com um homem rico e tornar-se atriz em Hollywood, motivo pelo qual se mudou para Nova Iorque. Se casou aos quatorze anos e fugiu de casa na tentativa de esquecer seu passado que foi muito terrível, pobre e miserável. Foge também para alcançar seu grande sonho: ser uma famosa atriz. O filme se passa em uma época em que a mulher ainda não era dependente socialmente, porém, Holly é uma mulher independente que sabe o que quer, e que fará de tudo para que seu sonho se torne realidade, porém, sem perder a classe. O legal da personagem é que ela mostra o lado sensível da mulher, mas também mostra o lado batalhador, sensual, confiante.

Katniss Everdeen:

2

Nem os Jogos Vorazes foi capaz de derrotar uma das nossas heroínas favoritas dos últimos tempos. Katniss, que perdeu seu pai ainda jovem, teve que se tornar a mãe da família. Ela cuida de sua irmã mais nova e sua mãe. A coisa mais importante para Katniss é sua família, e é amor que dá para ela todas as forças que teve para lutar nos Jogos e contra o Capital. Mesmo Katniss tento dois caras atrás dela, sua historia não gira em torno disso, e sim em torno de uma adolescente que acaba sendo a cara de uma revolução que esta acontecendo no mundo. A personagem é uma mulher forte, sem medo, que vai até o fim para defender sua família, ela é destemida e não se importa com a opinião dos outros. Aposto que todas nós queríamos ter um pouco de Katniss dentro da gente, uma mulher sem medo, que luta contra tudo e todos pelo seus ideais.

Hermione Granger:

her

Fala sério, gente, Harry teria morrido no primeiro filme se não fosse por Hermione. Ela é o tipo nerd, mas corajosa e leal. É o tipo de menina que faria tudo por seus amigos (e faz), gosta de saber das coisas, porém, não fica se gabando por ser inteligente, apenas mostra seus truques na hora que é preciso. Ela é sensível, mas não gosta de mostrar. Hermione é o tipo de amiga que você quer ter sempre por perto.

Noiva/Beatrix Kiddo:

5

A assassina de Kill Bill é uma mulher que é movida pela vingança. A Noiva é uma perigosa assassina que trabalhava em um grupo, liderado por Bill, composto principalmente por mulheres. Grávida, ela decide escapar dessa vida de violência e decide se casar, mas no dia da cerimônia seus companheiros de trabalho se voltam contra ela, quase a matando. Após cinco anos em coma, ela desperta sem um bebê e com um único desejo: vingança. A Noiva decide procurar, e matar, as cinco pessoas que destruiram o seu futuro, começando pelas perigosas assassinas Vernita Green e O-Ren Ishii. Kill Bill mostra como a vingança pode mover uma mulher a fazer coisas inimagináveis, por exemplo, ela foi enterrada viva dentro de um caixão, mas conseguiu sair. Ela é uma mulher que tem um objetivo e que fará de tudo para consequir: matar Bill, o cara que quase a matou e roubou seu filho.

Hazel Grace:

6

No livro e futuro filme “A culpa é das estrelas”, Hazel é diagnosticada com câncer e se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, a jovem é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio e logo conhece Augustus Waters, um rapaz que vai mudar completamente a sua vida. Hazel é uma jovem tão normal quanto você, e o que mais quer na vida é continuar vivendo. Mostra uma jovem mulher forte, que não se abala com sua doença e que quer mais que tudo ter uma vida normal. Ela é apaixonante, muito sensível, pensa muito nos pais dela, as vezes coloca eles em prioridade. É uma mulher que tem muita força e vontade de viver, mesmo com sua doença.

Fanny Brice:

7

Protagonista do filme “A Garota Genial”, é uma jovem judia do Lower East Side tratada como patinho feio pelos demais, por ser “feia”, ou seja, não ter a beleza padrão da época. Seu sonho é ser atriz e cantora, porém, todos os lugares que ela vai, falam para ela que ela não é “bonita o suficiente”, mas Fanny não desiste do seu sonho, ela é muito simpática e engraçada e extremamente talensotsa, não se abate com os péssimos comentários e tenta sempre mais uma vez. Até que um dia ela rouba a cena num show local e é contratada pelo famoso produtor Florenz Ziegfeld. Ela consegue sua fama e se casa. Porém chega uma hora em que ela tem que decidir entra o amor e sua carreira. O filme mostra a independência da mulher do homem. Fanny é um mulher que não se deixa abalar, e mesmo depois te tantos chutes na bunda, não desiste do sonho e consegue realizá-lo. Iria ser muito bom ser igual Fanny, ouvir criticas e não deixar que elas mechem com seu psicológico e que não te abalem.

E se você adora ficar por dentro das últimas novidades sobre cinema, pode curtir a página da Gabriela Petersen: Cinema Lovers.

gabi

Mulher de Garra!

03/03/2014

mu

Toda vez que eu volto a investigar suas fotos em um presente que eu achava que estaríamos juntos…surge um texto. E esse que escrevo surgiu exatamente porque eu nunca cheguei a tocar em seus lábios. Te vejo na tela do computador e me pergunto como seria se eu tivesse a coragem que eu tenho hoje de fazer acontecer tudo o que não aconteceu. Vou contar pela última vez a nossa história com todos os meus sentimentos. Havia uma época em que eu achava que paixão era o mesmo que amor, e que tudo era fácil…se apaixonar, se entregar, se jogar. E foi isso que fiz, me joguei de braços abertos e tentei cair lá dentro do seu coraçao, mas quis a vida que eu aprendesse tudo o que eu aprendi, sem você, e sem o seu carinho. Eu queria tanto olhar mais uma vez em seus olhos e jogar minhas lágrimas em seus braços como aquela vez em que você foi parte de mim. Aquela vez em que depositei tudo em você e esqueci de depositar um pouquinho em mim. E foi assim que eu aprendi e me tornei a mulher que sou hoje. Aprendi muito quando comecei a dar valor em quem eu sou de verdade, acho que soa falso quando alguém nega o que é. Por exemplo: muitas pessoas ao receber o elogio de que são bonitas costumam dizer que não se acham bonitas, isso é pura falta de valor. Você pode se desvalorizar mas o espelho não mente, então quando se olhar no espelho e se achar bonita não é narcisismo, é sinceridade e valor. Não tem problema se achar bonita, você sabe que é, simples. Aprender a me amar com certeza foi o relacionamento que mais me acrescentou. Vamos fazer de conta que o celular toque e eu veja seu nome pela primeira vez depois de todo esse tempo…dizendo para nos encontrarmos de novo, como você fez naquela manhã de sexta feira em que eu comecei a me imaginar em você. Olhei para o relógio e faltava dez minutos para começar a sessão do filme que eu escolhi, já estava atrasada para o meu encontro. Eu gostava muito de mim para reviver um passado que me fazia lembrar a minha falta de amor próprio. Finalmente voltei a ser quem eu sempre fui, feliz e apaixonada pela vida. Saí do filme sozinha e muito bem acompanhada. Sou uma mulher de garra! E independência.

ro12